A gestão estratégica para destravar o crescimento de franquias

Com a gestão estratégica é possível otimizar os processos e deixá-los mais eficazes para a organização.

17/Jun/2021
Gestão

Manter um ritmo constante de crescimento e inovação é um desafio para qualquer negócio. Um adicional para as franquias é ainda manter uma única cultura mesmo sob comando de diferentes gestores que muitas vezes estão espalhados por diversas regiões. A solução para o contínuo crescimento do franchising pode estar em uma gestão mais estratégica e colaborativa, em vez de apenas aplicar um suporte operacional. 


Segundo a Endeavor, muitas franquias brasileiras ainda falham em transmitir a cultura da empresa para os franqueados porque não aplicam um modelo de gestão mais participativo. Esse sistema implica uma série de fatores: como um conselho de franqueados formalizado e atuante, além de vários Comitês temáticos, promoção de eventos e capacitação de franqueados e funcionários. 


Um importante ponto em todo esse processo são os Programas de Excelência. Estimulam franqueados a mudarem de comportamento por meio de rede com métricas e critérios conhecidos e difundidos, que servirão de guia para a condução dos negócios. Fica mais claro, por exemplo, o estabelecimento de metas mais específicas para toda a rede, criação de premiações com bases efetivas e padronização de um controle de indicadores de desempenho. Dessa forma, cria-se uma cultura de performance e reduz a subjetividade, além de melhorar os métodos de gestão e relacionamento entre as franquias e franqueados. Isso tem que ser feito de forma gradativa de forma que o engajamento dos franqueados seja real e de longo prazo. 


Claro, que a tecnologia é um grande aliado para que esses novos métodos sejam aplicados de forma igual e mais efetiva. Com plataformas online, o franqueado pode monitorar e criar esse novo relacionamento sem necessariamente a presença física. A transformação digital do negócio também se acelera, tornando mais fácil a implantação de métodos e frameworks ágeis. A Cia Do Sono, por exemplo, tornou a expansão do negócio totalmente digitalizada. Não apenas a gestão com os franqueados, mas até a prototipagem e o lançamento de novos produtos não são oferecidos às franquias sem antes serem testados digitalmente. Assim, diminuiu o risco de produtos encalhados nos estoques das lojas.


Mudar a abordagem ou complementar o modelo de gestão nas franquias tem uma vantagem em relação a outros negócios: também é de interesse do franqueado o sucesso do negócio. Os resultados gerados por uma gestão que combina estratégia e operação são vistos no dia a dia deles, além, claro, de mais retorno nos seus investimentos.


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas