Como aproveitar o otimismo e se preparar para 2019

Não basta ficar esperando também o futuro acontecer, se quer aproveitar 2019, comece logo seu planejamento

30/01/2019
Gestão
https://go.vooozer.com/embed/fa9d0a19

Como vimos no artigo Um plano para 2019, o empresariado brasileiro aguarda com grande expectativa que 2019 seja um ano libertador, isso por conta de toda turbulência política e econômica que passamos nos últimos anos e que agora parece dar sinais de estabilidade.

Claro que não dá só para ficar aguardando com animação e otimismo a mudança de cenário e não fazer nada para que isso mude também dentro da sua empresa, afinal janeiro já acabou e se você não prestar atenção, 2019 acabará com você esperando. Planejamento é algo fundamental para traçar suas metas e objetivos, e depois claro, saber qual o melhor caminho para chegar neles.

A linha mestra de qualquer planejamento é a saúde financeira do seu negócio, ou seja, saber se você tem ou terá orçamento necessário para realizar ações que tragam resultados. Ter um plano financeiro estratégico é fundamental para analisar as previsões de receitas e despesas e determinar as ações dentro do seu exercício financeiro.

Aí começa a sua maior dor.

gestão

Como saber o que vai acontecer ao longo do ano?

Evidentemente o planejamento vai te mostrar isso e um fator muito importante para essa análise é observar o seu próprio histórico.

Antes de iniciar esta análise, primeiro sua empresa precisa ter um plano de contas financeiro gerencial, traduzindo, ter todas as suas receitas e despesas agrupadas em categorias. Toda vez que houver uma movimentação financeira, ela deve ser relacionada com esta categoria.

Exemplo: Comprei uma caneta para minha equipe. Enquadro esta despesa na categoria de Compra de material de escritório.

Assim fica fácil rastrear por onde entra e sai dinheiro da sua empresa.

Baseando-se nisso, começa o trabalho de planejamento, analisando o quanto foi alcançado em valores reais, para cada categoria, para a projeção dos valores futuros. Esse planejamento é conhecido como Orçamento de Caixa, Planejamento de Receitas e Despesas ou Budget.

Nesse cenário entram em cena as planilhas extremamente complexas para realizar essas análises, tornando o trabalho desgastante e muitas vezes desprezado pelo nível de estresse que ele causa e a quantidade de atualizações que precisam ser feitas.

A cada movimentação financeira registra-se na planilha e depois de tudo preenchido começa o preenchimento do planejamento de cada tipo de receita e despesa. Algo extremamente rudimentar levando em consideração todas as tecnologias que temos disponíveis.

Outro ponto importante para que o planejamento se torne uma realidade é acompanhar em tempo real o que foi previsto por ele, para saber se os dados reais estão próximos dos que foram estimados.

Caso estejam distantes, talvez seja a hora de ajustar e definir novas estratégias, é assim que alcançamos os objetivos, antes que a tragédia seja anunciada. Essa comparação e revisão das métricas é conhecida como Forecast e muitas empresas quase nunca a fazem.

Pensando em produtividade, e mais além, em ter um Raio X das suas receitas e despesas reais em relação às estimadas, é imprescindível que sua empresa utilize um sistema de gestão que te apresente as informações de forma simples e eficiente, causando o menor investimento de tempo possível por operação, garantindo assim que o seu investimento de tempo seja focado na análise desses dados.

Caso queira visualizar como é realmente simples, leia aqui sobre como turbinar seus relatórios de orçamento. Imagine que cada colaborador da sua empresa opera o seu sistema de gestão efetuando as vendas, compras, e alimentando o financeiro com as contas a pagar e receber. Isso já vai alimentando a base de dados do seu sistema, que tornarão a sua atividade de análise do que foi realizado muito mais produtiva.

Agora é só comparar com suas previsões e tomar as rédeas da sua empresa, analisando as tendências de venda, reajustando preços, estabelecendo ações de marketing e vendas e evitando problemas de maneira proativa. A primeira ação é a vontade de fazer e alcançar nossos objetivos estratégicos confiando que a hora é agora e que vai dar certo.

Henrique Ruiz

Especialista em gestão do conhecimento. Eterno aprendiz.
Fissurado por disseminar conhecimento e experiências, desenvolvendo, inspirando e motivando pessoas para novos desafios pessoais e profissionais.

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas