Como dar um feedback eficaz para colaboradores?

Conheça as dicas de como dar um feedback na prática e saiba utilizar diferentes técnicas para uma comunicação efetiva.

21/Jun/2022
PMEs

A cultura empresarial de dar um feedback eficaz para os colaboradores é essencial para o crescimento de qualquer empresa. A prática de avaliar o trabalho dos funcionários, conversar sobre os resultados e expectativas, além de estar disposto a ouvir é cada vez mais presente nas organizações.

No Brasil, um em cada cinco trabalhadores não recebe avaliações de desempenho feitas por seus chefes, é o que mostra a pesquisa FIA Employee Experience. A pesquisa também revela que cerca de 88% dos entrevistados acreditam que as avaliações contribuem para o seu desenvolvimento. Ainda, 92,7% alegam que se sentem bem atendidos quando solicitam orientações ao seu gestor.

 

Mas você sabe o que é um feedback eficaz? Já sentiu dificuldade de falar com algum colaborador sobre isso? Neste post, você vai entender o que caracteriza um bom feedback, assim como as práticas e métodos para realizá-lo na prática. Fique com a gente e saiba como utilizar as técnicas para uma comunicação efetiva.

Um dos maiores problemas em uma empresa é a falta de feedback 

A prática do feedback em organizações tem um efeito poderoso e transformador no mundo do trabalho. Trata-se de um dos pilares de uma boa liderança e gestão de pessoas, valorizando talentos e contribuindo para o desenvolvimento dos colaboradores. 

Já o contrário, a falta de feedback, caracteriza-se como um dos maiores problemas empresariais. Seja por treinamento inadequado ou até mesmo a falta de uma visão estratégica, muitos gestores encontram dificuldades ao falar com os colaboradores sobre os resultados bons e ruins. Os assuntos delicados e incômodos trazem uma dificuldade a mais, pois devem ser abordados de forma a não ofender ou desestimular o profissional. 

Por conta disso, muitas pessoas ainda têm medo de dar e receber feedback, apesar da imensa importância dessa prática para pequenas, médias e grandes organizações. Mas essa atividade é imprescindível para um bom gerenciamento de equipes, pois contribui para manter o profissional engajado e melhora a performance da empresa como um todo.

Pontos que influenciam na produtividade da equipe

Além da falta de feedback, as empresas também encontram outras falhas de comunicação que influenciam diretamente na produtividade. Acompanhe!

Falta de alinhamento

É importante que todas as pessoas da equipe tenham o mesmo objetivo, as mesmas metas e informações a respeitos dos critérios a serem adotados.

Reuniões improdutivas

A participação dos profissionais nas reuniões com sugestão de ideias deve ser estimulada, mas sem deixar de lado o respeito. Uma empresa não pode tolerar discussões desnecessárias e decisões puramente emotivas.

Baixo desempenho

A comunicação agressiva contribui para a desmotivação de toda a equipe, refletindo no baixo desempenho do grupo.

Comunicação falha

As ideias precisam ser organizadas e de fácil compreensão. Os gestores devem falar de forma efetiva e direta, contribuindo para um bom fluxo de informações.

Dicas de como dar feedback para seus colaboradores

Você sabia que nem todos os feedbacks são iguais? Existem diferentes tipos para cada situação específica, dependendo da finalidade esperada em uma conversa. Com certeza, você já deve ter recebido um feedback positivo e também um negativo.

Feedback positivo

O feedback positivo é aquele que todos adoram receber. Nesse sentido, é utilizado para ressaltar bons resultados, destacar os pontos fortes e valorizar aqueles profissionais que saíram da curva, superando as expectativas.

Esse tipo de feedback pode ocorrer quando as metas são atingidas e quando soluções inovadoras e criativas são apresentadas. Entretanto, é importante ter cuidado, pois se utilizado em excesso, pode contribuir para a falta de credibilidade.

Feedback negativo

Um dos maiores desafios encontrados pelos gestores. Dar um feedback negativo pode ser uma tarefa árdua, que deve ser feita com muita empatia e sabedoria. Ao mesmo tempo, esse tipo de feedback é indispensável para que a equipe alcance uma melhora no desempenho, apresentando os erros e as falhas.

Portanto, ao dar feedback negativo, é importante que o gestor saiba apresentar alternativas e soluções para o problema. Nessa hora, o profissional deve sentir que é valorizado e perfeitamente capaz de adequar alguns pontos para atingir melhores desempenhos na empresa.

Feedback construtivo

Trata-se de uma versão mais ampla, que abrange tanto os pontos positivos quanto negativos. O feedback construtivo busca incentivar o colaborador a uma jornada de desenvolvimento pessoal e profissional.

Temas como assiduidade, desempenho geral, comunicação, trabalho em equipe e produtividade costumam estar sempre em pauta. Esse tipo de retorno pode ser, inclusive, parte da política de gestão de pessoas da empresa e não precisa de um evento específico para acontecer.

Feedback corretivo

Muito eficiente quando é necessário apontar problemas de relacionamento ou de desempenho em um colaborador. Junto ao feedback corretivo, é importante uma orientação sobre como ele deve proceder para melhorar por meio de ações estratégicas de aprimoramento. 

Esse feedback deve ser abordado de forma individual, respeitosamente no momento correto, e também precisa oferecer alternativas detalhadas para a mudança do cenário.

Feedback motivador

O feedback motivador é uma ótima ferramenta para a motivação da equipe frente a algum desafio ou dificuldade. O objetivo é poder impulsionar os colaboradores a enfrentarem as adversidades com mais ânimo e disposição.

Feedback 360º

Esse é um tipo de avaliação feita anonimamente, que avalia os colaboradores, gestores, líderes e equipes de forma mútua. O feedback 360º inclui avaliações de diversas fontes e perspectivas para que todos possam contribuir com o feedback

Feedback 90º 

O feedback 90º  é a avaliação direta do líder ou superior imediato em relação ao subordinado dentro da equipe. Trata-se de uma leitura feita de cima para baixo, ainda muito comum nas organizações.

Conheça o método CCIE

O feedback deve ser realizado de forma efetiva e colaborativa. Ao final do processo, é esperado que todas as partes tenham compreendido muito bem a finalidade da proposta e que não reste dúvidas sobre o que foi discutido. 

Para isso, existem alguns métodos que servem de guia para orientar o processo de dar e receber feedback. O Método CCIE (Contexto, Comportamento, Impacto e Expectativa) é um deles.

Contexto

Contextualize o feedback com acontecimentos reais, para que não existam brechas na comunicação. Qual foi a situação que ocasionou esse retorno?

Comportamento

Deixe claro o comportamento específico que originou a situação que levou ao feedback. Qual foi o comportamento que gerou o impacto?

Impacto

Pontue de qual forma este comportamento impacta você, os colegas de trabalho e o ambiente que todos coabitam.

Expectativa

É recomendável finalizar a conversa com possíveis apontamentos e soluções pensados em conjunto para a situação.

Feedback na prática

Organizar feedbacks individuais e em grupo

A principal diferença entre eles é que o feedback individual é realizado de forma mais específica e focada de maneira pessoal em um acontecimento ou situação particular. Já o feedback coletivo, ou reunião de feedback, é feito de uma modo mais amplo, buscando influenciar o trabalho em grupo.

Escrever um roteiro

A preparação antes de uma reunião de feedback é essencial. Logo, evite a todo custo o improviso. Aqui, convém elaborar uma planilha ou roteiro com alguns pontos que você ache essenciais.

Quebrar o gelo

Faça o possível para criar um clima ameno e amigável desde antes da reunião. Primeiro, faça perguntas pessoais, sobre viagens ou cursos, e se interesse verdadeiramente pela vida do colaborador. Ademais, é importante que você mande um e-mail anteriormente comunicando que esse será um encontro de feedbacks.

Usar comunicação efetiva

É importante que você possa transmitir a mensagem com clareza, sem desrespeitar ou ofender a outra pessoa. Nesse ponto, entra a comunicação efetiva. Exercite a sua capacidade de expressar ideais e posicionamentos de forma clara, firme e direta.

Utilizar frases em primeira pessoa

Busque sempre se colocar pessoalmente na conversa, de forma sincera e leal. A sua fala deve priorizar situações, dados ou comportamentos e não a pessoa em si. Por exemplo: “João, eu sei que você é engajado e comprometido em entregar resultados com agilidade. Mas percebi que você tem tido dificuldade com o relacionamento entre equipe.”

Conhecer o perfil do colaborador

É importante que o gestor conheça o perfil de cada colaborador para reconhecer os diferentes tipos de comunicadores presentes na equipe. Assim, as orientações são mais personalizadas e focadas.

Acreditar no potencial do colaborador

O processo de feedback em empresas pressupõe que é esperada a mudança do comportamento e adequação. Por isso, é importante deixar claro que você acredita no potencial do colaborador e sabe que ele é capaz de se habituar. Outro ponto é que sempre é possível substituir o verbo “espero” pelo “sei”. Não diga “espero que você consiga”, e sim “sei que você consegue”.

Estimular a prática do feedback vai trazer sucesso para sua empresa

Com tudo isso em mente, agora é a hora de estimular a prática do feedback entre os colaboradores e líderes para que ele se torne cada vez mais recorrente. Dar e receber esse retorno não precisa ser visto como algo ruim ou incômodo, já que é essencial para o crescimento pessoal e profissional.

Para ir além do feedback, é importante estar por dentro de práticas de gestão e empreendedorismo. Fique atento ao blog Omie e não perca nada, além de conhecer nossos cursos da Omie Academy para te ajudar a crescer outros pontos da sua empresa!

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas