Como reduzir o turnover da sua empresa?

Saiba tudo sobre turnover: seus impactos, como manter sua equipe motivada e como reter talentos em sua empresa

06/Jun/2022
Empreendedorismo

Uma empresa que conta com colaboradores motivados e que desejam fazer longa carreira tornou-se um desafio para os empreendedores. A taxa de turnover no Brasil é a maior do mundo. E a pandemia de Covid-19 veio reforçar a coragem de uma geração que não quer mais trabalhar só por um salário.

Segundo dados do CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), em março de 2022 foram 603 mil demissões voluntárias no Brasil. Foi um aumento de 33%, comparado a anos anteriores, mesmo em um cenário de inflação alta, crise do país e desemprego. Esse movimento é uma tendência mundial em busca de maior qualidade de vida, satisfação pessoal, flexibilidade e melhores condições de trabalho.

Mas se você tem dúvidas sobre o que é turnover, quais são os tipos existentes, como calculá-lo, quais as principais causas, quais os impactos para o seu negócio e como diminuí-lo, acompanhe este artigo para aprender mais. Boa leitura! 

O que é turnover na empresa? 


O turnover é uma expressão em inglês que significa rotatividade. Na área de recursos humanos, é um indicador de permanência dos colaboradores na empresa, por meio do qual é possível avaliar o clima organizacional, os resultados operacionais e medir o nível de satisfação dos colaboradores.

Atualmente existem sites como o Glassdoor, que reúnem opiniões de colaboradores e ex-colaboradores sobre diversas empresas em vários aspectos. Um deles é o turnover, que impacta diretamente na imagem de um negócio. Nesses comentários, é possível avaliar a alta ou baixa rotatividade em uma empresa e os motivos elencados. Empresas em que o turnover é alto não conseguem reter os principais talentos do mercado e, consequentemente, não alcançam os resultados de gestão esperados.

Por outro lado, um baixo turnover permite uma avaliação positiva. Os colaboradores se sentem reconhecidos e desejam fazer longa carreira na empresa. A área de recursos humanos é a responsável por calcular o turnover, apresentar o relatório à diretoria a fim de propor medidas de melhorias na empresa.

As principais causas do turnover


Veja agora os principais aspectos que geram um alto índice de turnover:

  • insatisfação com o trabalho;
  • alto volume de trabalho;
  • clima organizacional ruim;
  • mercado de trabalho aquecido;
  • inadequação ao perfil da vaga;
  • pouca experiência.

Caso você identifique um desses fatores em sua empresa, é preciso avaliar se a rotatividade está alta e montar um plano de ação para se adequar. Mas, antes, veja a seguir como calcular o turnover do seu negócio de maneira descomplicada.

Como calcular o turnover?


O cálculo do turnover é feito considerando as entradas e saídas de colaboradores em um determinado período de tempo. Esse cálculo pode ser realizado mensal e/ou anualmente.

Para o cálculo mensal, a fórmula é:

          Admissões mensais + demissões mensais   

                                            ÷

                         2 x total de colaboradores

Para exemplificar, considere o caso de uma empresa que teve 15 admissões e 5 demissões no mês, dispondo de 50 colaboradores. Aplicando esses dados na fórmula acima, a taxa de turnover mensal dessa empresa seria de 0,2 ou 20%. Isso significa que, do total de 100% dos colaboradores (50), 20% do total (10) deixaram a empresa e precisam ser substituídos.

Para o cálculo anual, use a fórmula abaixo:

 

                                     Total de demissões

                                                 ÷

(Qtde colaboradores início do ano + qtde colaboradores final do ano) / 2

 

Aplicando o exemplo de uma empresa que realizou 20 demissões anuais, tendo 100 colaboradores no início do ano e 90 no fim do ano. O turnover é de 0,21 ou 21%. 

Impactos negativos do turnover


Para o empresário, o principal impacto negativo de um turnover alto é financeiro, pois um processo de contratação e demissão possui um custo elevado. Além de manchar a reputação da empresa, em que não “fica nenhum empregado”, repercutindo em um clima organizacional ruim.


Confira abaixo os tipos de turnover: 

Turnover voluntário


Esse tipo de turnover ocorre quando o colaborador solicita sua demissão e deve ser investigada a causa, pois pode significar assédio, conflito com colegas, falta de oportunidade de crescimento ou uma oferta de um salário melhor. Depois de descobrir as causas, ações focadas em retenção de talentos são o caminho.

Turnover involuntário


Quando a empresa solicita a demissão, caracteriza-se turnover involuntário. A motivação pode ser por corte de custos, conduta inadequada do colaborador ou por alguma outra razão específica. Para tratar esse tipo de rotatividade, é preciso reavaliar o perfil exigido para cada cargo para processos seletivos mais assertivos.

Disfuncional


O turnover disfuncional é um alerta para a empresa, pois trata-se de uma demissão voluntária de um colaborador de alto desempenho. Deve ser investigado para evitar queda de performance da empresa por não conseguir manter a equipe qualificada e motivada. 

Funcional


O turnover pode ser positivo caso a demissão voluntária ocorra por colaboradores com baixo rendimento ou que tenham problemas de conduta inadequada. Para a empresa, é possível evitar os gastos com o processo de demissão e a possibilidade de contratar um profissional mais adequado às necessidades do negócio.

Como diminuir o turnover?


Depois de ter visto os tipos de turnover, é importante reforçar como esse indicativo alto pode afetar seu negócio. Existem as despesas de contratação e demissão, os custos de treinamento de pessoal, além de ainda afetar a produtividade e os resultados da empresa.

Para evitar ou minimizar a alta taxa de rotatividade, algumas medidas podem ajudar:

  • Contratar as pessoas adequadas ao perfil exigido para a função;
  • Investir na experiência positiva do colaborador, focando em ações de bem-estar;
  • Feedbacks construtivos de mão dupla: tanto para a equipe como para os gestores;
  • Mantenha colaboradores motivados com treinamentos e reconhecimento do trabalho;
  • Abertura para flexibilidade de horários na jornada de trabalho;
  • Criar um plano de carreira para incentivo do colaborador;
  • Conte com boas ferramentas de trabalho, o que inclui móveis, equipamentos modernos, softwares e conforto para toda a equipe. 

Para mais dicas sobre como sua empresa pode ser mais produtiva e ter um bom clima organizacional, leia no blog da Omie o nosso artigo de boas práticas para aplicar na sua gestão empresarial.

Comece rápido a avaliar o turnover da sua empresa


Depois de entender o que é turnover, os tipos, suas causas e impactos na gestão do negócio, é hora de avaliar a realidade da sua empresa. Não dá para adiar a análise desse índice junto ao planejamento estratégico.

É preciso levantar todos os motivos que estão aumentando o turnover de sua empresa e montar um plano de ação para diminuir a rotatividade. Gestores, profissionais de recursos humanos e colaboradores insatisfeitos devem ser ouvidos para que a diretoria tome decisões assertivas.

Diante disso, em razão de sua importância para mensurar o desempenho e a motivação dos colaboradores, o índice de rotatividade é um indicador que não deve ser deixado de lado, principalmente em grandes empresas. 

Sendo assim, para facilitar o seu plano de ação em manter, reduzir ou zerar a taxa de turnover do seu negócio, conte com  todos os recursos e suportes que a Omie oferece especialmente para você. Aproveite e confira mais dicas estratégicas como as deste conteúdo em nosso blog!

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas