Omie anuncia aporte Série C de R$ 580 milhões liderado pelo SoftBank

Maior plataforma de gestão (ERP) na nuvem do Brasil completa sua maior rodada de investimento até hoje. Confira!

03/Ago/2021
Imprensa

São Paulo, 03 de agosto de 2021 - O aporte financeiro da recebido pela Omie contou com a participação de várias gestoras de fundos de ações do Brasil, como Dynamo, VELT, Hix Capital, Bogari Capital e Brasil Capital, além da Endeavor Catalyst. Essas empresas normalmente investem em empresas já listadas ou em pré-IPO. 


Atualmente com cerca de 950 funcionários, mais de 70 mil clientes e crescimento de 70% em 2020, a Omie se destaca como uma das principais companhias de tecnologia da nova geração, e a rodada Série C a coloca no rumo de se tornar empresa unicórnio em um futuro próximo.


A partir da conquista desse investimento, a empresa ganha o que precisava para ampliar sua participação no mercado para competir diretamente com os “neobanks” para a conquista de PMEs, e planeja em um futuro a expansão do produto e novas ofertas de produtos financeiros, sempre com integração ao software. E o principal investidor passa a fazer parte do quadro de sócios da empresa, que já conta com fundos Astella e Riverwood Capital.


“Acreditamos que a Omie está muito bem posicionada para revolucionar o negócio de software de gestão, oferecendo soluções inovadoras para empresas de todos os tamanhos. Com um time talentoso e experiente, a Omie tem muito potencial para crescer e oferecer novos serviços para um mercado gigante e em rápida transformação,” afirma Carlos Medeiros, Partner do SoftBank SBLA Advisers Corp.


Os recursos conquistados através do aporte terão várias utilizações e vão desde a captação de novos clientes, ampliação de canais de distribuição e evolução do produto Omie. Um dos exemplos mais recentes de canais de distribuição é a parceria da Omie com o Itaú, que têm formado de co-branded e pretende trazer mais de 1,5 milhão de clientes Pessoa Jurídica (PJ). 


"Um dos nossos objetivos será reforçar a busca pelas micro e pequenas empresas que ainda precisam compreender os ganhos de uma melhor gestão para o seu negócio”, diz Marcelo Lombardo, CEO & Founder da Omie. “Esse processo já vem sendo feito por meio de parcerias com escritórios de contabilidade, já que os contadores têm um papel decisivo na modernização das PMEs brasileiras e são cada vez mais importantes na cena empreendedora brasileira.”


A Omie uniu o sistema de gestão e os serviços financeiros para trazer às PMEs todo o alcance a esses serviços que anteriormente eram precários e com soluções difíceis para implantação. Porém, durante o ano de 2020, a Omie começou a oferecer soluções para médias e grandes empresas e isso expandiu a marca. 


“Esse mercado era exclusivamente dominado por fornecedores com tecnologias e conceitos antigos. O que fazemos é disrupção, pois oferecemos um serviço muito superior  por uma fração do custo desses antigos fornecedores. É um movimento irreversível”, diz Aurora Suh, CRO da Omie.


Além disso, esse aporte será uma grande aposta para a Omie se aprofundar ainda mais em ofertas de serviços de crédito, financeiros, cash management e cobrança e tudo isso ligado ao sistema de gestão. Sendo essa, uma vantagem competitiva perante aos outros softwares. 

Como aconteceu a caminhada até a Série C?


Desde o início da empresa em 2013, a Omie já havia levantado mais de R$110 milhões de investimento. Os aportes mais relevantes vieram da Série A em 2018, feito pela Astella Investimentos e pela Série B em 2019, pela Riverwood que tem forte atuação na América Latina e já investiu em empresas como a 99taxis e a Vtex. 


E ao oferecer uma solução simples, mas ao mesmo tempo completa, logo no início da pandemia em 2020, a Omie decidiu ampliar a sua estratégia de mercado e assim, procurar por clientes de até R$200 milhões e consequentemente alavancar a empresa. 


“Estamos mais fortes do que nunca junto às micro e pequenas empresas, onde nossos concorrentes principais são o papel e lápis, além do Excel. Porém,  nas médias empresas, viemos não para concorrer, mas para disromper os velhos dinossauros que dominavam o setor há décadas”, finaliza o CEO & Founder da Omie.


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas