Quais tipos de declaração de IR indicar?

Cada um dos tipos de declaração de Imposto de Renda tem uma finalidade diferente. Veja neste artigo qual modelo indicar para seu cliente.

09/Jun/2022
Contabilidade

Na época da entrega do Imposto de Renda, uma dúvida muito frequente entre os  contribuintes é sobre os tipos de declaração de IR que devem ser elaborados. 

A Receita Federal disponibiliza modelos diferentes para entrega de declarações: a simplificada e a completa. Cada um delas conta com vantagens e desvantagens específicas. Muitos recorrem ao contador para esclarecer  qual é a melhor opção de declaração e até mesmo para designar o serviço de declarar os impostos. Já outros tomam para si o trabalho. 

O mais importante é estar bem informado sobre como fazer a declaração e entregá-la no prazo a fim de evitar multas ou qualquer outro transtornos ao cair na chamada ‘malha fina’. 

Para te ajudar nisso, preparamos este artigo com informações importantes sobre a declaração de Imposto de Renda e tornar essa tarefa mais simplificada, prática e rentável possível. 

Tipos de declaração de imposto de renda

Antes de mais nada, é importante estar ciente sobre o prazo em que a declaração do Imposto de Renda deve ser entregue e da importância de fazer o recolhimento dos dados necessários com antecedência. 

Depois disso, é preciso definir qual dos tipos de declaração de Imposto de Renda deverá fornecer para a Receita Federal. Veja a seguir os dois modelos existentes:

Declaração simplificada

Esse tipo de declaração de IR é geralmente recomendada para quem não possui muitos gastos dedutíveis ou possa comprová-los facilmente. Na declaração simplificada, o valor máximo deduzido é limitado pela Receita. 

Portanto, se a soma das despesas dedutíveis for menor do que esse valor, é preferível optar pela declaração simplificada. Esse modelo possui o desconto padrão de 20% na renda tributável. 

Tal desconto substitui as deduções legais existentes na declaração completa. Isso inclui também as despesas com relação à educação e à saúde. Entretanto, o teto do desconto é de R$16.754,34 (em 2020), por esse motivo, a indicação é feita para quem possui poucas despesas.

Declaração completa

Já a declaração completa do Imposto de Renda é indicada para quem gerou gastos mais significativos com dependentes e saúde. Esse tipo de despesa pode ser deduzido, por isso, o abatimento será maior no valor final do desconto recebido no IR.

No entanto, é preciso lembrar que os gastos com saúde e educação de dependentes precisam ser comprovados por meio das notas fiscais. Os custos devem ultrapassar 20% dos rendimentos anuais e não exceder o limite definido pela Receita Federal.

É preciso levar em conta também que a declaração completa permite o abatimento dos investimentos em planos de previdência complementar até o limite de 12% da renda anual bruta. 

‍Mas, quais despesas são dedutíveis do IR?

Antes de conhecer mais as despesas dedutíveis, vale saber que deduções são os valores que você pode abater da sua base de cálculo do imposto. Ou seja, são os gastos feitos ao longo do ano anterior que podem reduzir o quanto o contribuinte vai pagar de imposto – ou aumentar a restituição.

Esses gastos envolvem valores destinados à saúde, como pagamento de consultas médicas, exames, plano de saúde, dentista etc. Também entram valores investidos em educação como pagamento de escolas privadas, seja no nível infantil, fundamental, médio, superior, mestrado, doutorado, especializações ou cursos técnicos. O teto de abatimento é de R$3.561,50.

Também podem ser dedutíveis gastos em saúde e educação com dependentes - filhos, enteados e companheiros. Investimentos em previdência privada e doações. Neste último caso o contribuinte pode destinar até 6% dos seus impostos para instituições e fundos filantrópicos e deduzir na declaração. 

Importância dos tipos de declaração

Como vimos, a declaração completa ou a simplificada possuem características próprias, portanto, são destinadas a diferentes perfis de contribuintes. O papel do contador é avaliar a situação de cada cliente e identificar qual dos modelos é mais vantajoso. 

Com as orientações corretas, todo o processo de declaração do Imposto de Renda, seja pela forma simplificada ou a completa, deixa de ser uma tarefa estressante. É por isso que tantas pessoas e empresas buscam a assistência de um escritório de contabilidade.

 

Se você é contador, essa pode ser uma boa oportunidade para conquistar mais clientes e fidelizá-los. Ao realizar um bom atendimento, você poderá fechar novos negócios e aumentar sua carteira de clientes.

‍Mudanças em 2022

As regras básicas do Imposto de Renda de 2022 não sofreram alterações em relação ao ano anterior, mas, a Receita Federal divulgou algumas mudanças importantes como, as novas formas de acesso ao sistema e o Pix para recebimento de restituição.

É isso mesmo, este ano o sistema da Receita Federal será integrado ao Pix com o objetivo de facilitar o pagamento da restituição aos contribuintes e evitar que a receita tenha que ficar reagendando pagamentos pelo preenchimento incorreto de dados bancários. 

No entanto, para usufruir da mudança é preciso que a chave do Pix seja igual ao CPF do titular da declaração. Não pode ser seu e-mail, telefone ou chave aleatória, apenas o CPF. 

A outra mudança anunciada é que o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (DARF) também poderá ser pago via Pix. 

Declaração pré-preenchida e carnê-leão

Vale destacar que agora em 2022 somente quem tiver conta no site gov.br poderá fazer uso da declaração pré-preenchida e quem fizer a declaração por esse sistema conseguirá manter as informações salvas e acessá-las posteriormente em outro dispositivo.

A declaração preenchida também foi integrada ao documento de arrecadação mensal da Receita – o carnê-leão. Assim, a partir deste ano, é possível adicionar informações automaticamente a partir do carnê para a declaração do imposto de renda. 

Como a tecnologia pode ajudar

Muitos escritórios de contabilidade podem oferecer assistência para declarar o Imposto de Renda e sanar dúvidas sobre a diferença entre declaração simplificada e completa. 

Sendo assim, é preciso que você se diferencie dos concorrentes e dê um passo à frente, oferecendo às pessoas um atendimento mais completo. Com os dados disponibilizados para a elaboração do IR, você pode disponibilizar para seus clientes relatórios sobre sua situação contábil.

Com isso, é possível auxiliar seus clientes nas decisões estratégicas sobre sua vida financeira ou de sua empresa. Esse diferencial poderá ser uma vantagem competitiva para garantir que mais clientes desejem sua assistência nos demais assuntos contábeis.

Além disso, ao contar com a assistência de um sistema de gestão ERP, é possível automatizar e otimizar processos contábeis, tornando-os mais eficientes e ágeis. A tecnologia na gestão tem a capacidade de eliminar a burocracia desse tipo de operação e promover mais produtividade.

Como atrair mais clientes com o IR

Agora que você já sabe mais sobre qual tipo de declaração indicar para seu cliente e está por dentro das mudanças anunciadas pela receita, vale fazer a leitura do artigo sobre como conquistar e fidelizar mais clientes na época do Imposto de Renda. Confira nossas dicas exclusivas de como usar a tecnologia a favor do seu escritório de contabilidade e aproveite para impulsionar seu faturamento. 


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas