Boletim mensal IODE-PMEs: confira as atualizações de novembro

Juros elevados e queda da confiança do consumidor impactam negócios de diferentes segmentos. Confira
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Mais um ano chega ao fim, e a perspectiva para o futuro das pequenas e médias empresas brasileiras em 2023 ainda é um pouco incerta devido à subida de juros do Banco Central nos últimos meses.

Segundo especialistas da área, os juros elevados podem acabar dificultando a tomada de crédito empresarial, o que prejudica a evolução do consumo e os investimentos. Por outro lado, as projeções de avanço no PIB ajudam a elevar essa perspectiva de crescimento para as PMEs.

Mas antes de falar de 2023, vamos conferir os destaques do mês de novembro do boletim IODE-PMEs, o termômetro econômico das PMEs brasileiras desenvolvido pela Omie para monitorar e analisar empresas com faturamento de até R$ 50 milhões anuais em 637 atividades econômicas de todos os setores. Confira!

Resultados recentes do IODE-PMEs

Em comparação com novembro de 2021, a média das movimentações financeiras das PMEs brasileiras recuou cerca de 4%, porém apresentou crescimento de 2,5% se comparado com o mês passado.

Os resultados negativos nos últimos dois meses acendem um alerta acerca de uma eventual perda de fôlego mais prolongada do mercado de PMEs no curto prazo. Apesar disso, no acumulado anual até novembro, o IODE-PMEs mostra um crescimento das PMEs de quase 2% em relação ao mesmo período de 2021.

63ab2c19d4e30c4c9b06fd4d hVj2qgVkKRvAlpaAc3FaUDdUhg

Um dos motivos que mais influenciaram o desempenho das PMEs no período recente foi a subida de juros no país, principalmente devido às pressões inflacionárias que atingiram a economia brasileira a partir do segundo semestre de 2021. Esse é um fator que dificulta a tomada de crédito e prejudica a evolução dos investimentos em geral.

Segundo o IODE-PMEs, esse resultado negativo do mercado de PMEs em novembro foi puxado pelo fraco desempenho dos setores de Comércio e Serviços – segmentos de maior participação na economia brasileira. Em contrapartida, a movimentação financeira das PMEs no setor industrial avançou 1,3%, e as PMEs do setor de infraestrutura também apresentaram resultado positivo de 3,4% YoY.‍

Destaques do boletim no mês de novembro/2022

  • IODE-PMEs volta a recuar em novembro (-4,0% ante novembro/21);
  • Comércio e Serviços puxaram o resultado do mercado para o campo negativo no último mês, reafirmando tendência vista em outubro;
  • PMEs do setor industrial seguem em crescimento;
  • Mesmo com o resultado negativo no Comércio, Black Friday impulsionou as vendas de alguns segmentos do varejo.
63ab2c19a0594670fe7fb987 xQOshBX5RVH2poCe6Tjg NXw7lIjmfNFCzspS9MXgbs6lYzenyffrLF7RZz9XIuDTycWne7nbNuVI6
Libere seu crescimento - banner omie desplanilhe-se

Acesse e confira o boletim completo

Confira o material completo com análises detalhadas feitas pelos melhores especialistas, para ficar por dentro de todas as novidades do mercado das PMEs brasileiras.

No boletim IODE-PMEs você encontra infográficos, tabelas e todos os detalhes macroeconômicos e setoriais que podem te ajudar a criar estratégias para o seu negócio, além de entender como os seus concorrentes, fornecedores e clientes podem ser influenciados por esses resultados.

Clique aqui e confira o material completo.

Saiba como os dados do IODE-PMEs podem te ajudar a traçar estratégias no vídeo abaixo:

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Segunda edição da Sondagem Omie das Pequenas Empresas destaca otimismo, com expectativa de evolução positiva do faturamento e das contratações
IODE 1
Indústria e Comércio foram os destaques no terceiro trimestre e Serviços e Infraestrutura mostram movimentação financeira real abaixo do verificado
IODE 2
Crescimento se mostrou disseminado entre os grandes setores monitorados no mês