8 principais dúvidas sobre franquia de software

A franquia de software é uma boa opção de investimento. Tire suas dúvidas sobre o assunto neste artigo!

13/Mai/2022
Franquias

O modelo de negócios de franquias tem se popularizado cada vez mais e não é para menos. Ele apresenta mais segurança para investidores, além de oferecer opções de investimentos de menor capital inicial e, entre os principais segmentos, a franquia de software tem se destacado e ganhado mercado.

Existem diversos ramos de mercado que possuem franquias, e a tecnologia é um deles. Inclusive, o segmento já cresceu mais de 46% somente no ano de 2021 e, hoje, representa mais de 6,8% do PIB brasileiro.

Se você está em busca de uma franquia para investir, saiba que a tecnologia é uma ótima opção! Neste artigo, conheça o que é uma franquia de software, quais são as principais vantagens e tire as suas dúvidas sobre o assunto. 

O que é uma franquia de software

Franquia de software é um tipo de investimento voltado para pequenos e médios negócios. É indicado para quem busca realizar, principalmente, um trabalho home based (ou seja, como o próprio nome diz, um trabalho baseado em casa, e não em um escritório). Normalmente, os franqueados atuam na área comercial, na prospecção de novos clientes e na venda de soluções digitais. 

Os principais benefícios de escolher uma franquia de tecnologia, como a de software, são o elevado crescimento ao passar dos anos, a taxa de franquia baixa, as variadas categorias dentro do setor e a possibilidade certa de um retorno de investimento. 

As principais dúvidas sobre franquias de software

Quem é novato no mundo das franquias pode se deparar com diversas dúvidas, das mais simples até as mais complexas. As empresas de franchising de tecnologia, como a Omie, são uma tendência de mercado e trazem processos muito bem definidos, logo é de fácil aplicação por outros empreendedores. 

Por outro lado, é necessário dar uma atenção especial aos papéis de franqueador e franqueado. Ao franqueador, cabe oferecer o suporte necessário ao franqueado, que por sua vez, deve seguir o que é passado pela franquia. 

Falando de um modo mais específico, a seguir, você irá conhecer as principais dúvidas e respostas sobre franquias de software. 

1 - Franquia x Franquia de software: qual é a diferença?

Conforme falamos brevemente, existem inúmeros segmentos de mercado dentro do modelo de franchising, e a tecnologia é um deles. 

Dentro da tecnologia, existe o que chamamos de franquia de software, que está ligada à comercialização de sistemas para clientes. Já a Franquia é um modelo de negócio mais conhecido por nós e o modelo mais comum, podemos citar como exemplo o McDonald's, O Boticário, Cacau Show, entre outros.  

2 - Quais são os investimentos iniciais para uma franquia de software?

Para utilizar uma marca, o franqueado deve desembolsar o que é chamado de taxa de franquia. O valor varia de acordo com o tamanho da franquia adquirida, o segmento, dentre outras características. Ele também pode ser chamado de investimento inicial.

Quando um empreendedor está buscando novos empreendimentos, normalmente, o capital inicial costuma contar bastante para que a escolha seja realizada. 

A taxa de franquia é cobrada de forma fixa e única, que corresponde à concessão da marca ao empreendedor, no caso, o franqueado. No entanto, existem algumas franquias, embora sejam a minoria, que cobram taxa de renovação de contrato. Esse detalhe deve ser analisado no momento da escolha. 

Além da taxa de franquia, existem outras taxas comumente encontradas no modelo de negócios de franchising, que são os royalties e o fundo de propaganda. 

3 - Quais são os tipos de franquia de software para investir

Dentro do conceito de franquia de software, existem alguns tipos disponíveis no mercado para investir: 

  • ERP: sigla para Enterprise Resource Planning, um sistema de gestão empresarial de um negócio. A Omie é um exemplo de ERP, que combina diversos serviços que permitem o controle do negócio em uma única plataforma. 
  • Marketing: dentro do setor de marketing, existem alguns sistemas que podem ser franqueados, como CRM e automação de e-mail marketing. 
  • Realidade virtual: na atualidade e com a chegada do metaverso, o conceito de realidade virtual deve ganhar ainda mais espaço.
  • Big data: na atualidade, ser data-driven não é mais um diferencial. Sendo assim, o big data tem se destacado cada vez mais.
  • Cibersegurança: na era da conectividade e da digitalização de serviços, a segurança cibernética também é de extrema importância.

4 - Como funciona o modelo de monetização?

No caso de franquias de software, conforme mencionado anteriormente, o modelo costuma seguir a negociação e venda do sistema, de forma remota ou semipresencial. No caso da Omie, por exemplo, o franqueado vende o ERP para contadores que oferecem os serviços do sistema para empreendedores, ou seja, clientes, que, com a ajuda da tecnologia, conseguem destravar o crescimento do negócio. 

O modelo traz mais autonomia aos franqueados e a segurança de que a tecnologia deve seguir com um crescimento estável pelos próximos anos. 

5 - Em quanto tempo tem o retorno sobre o investimento?

O retorno sobre o investimento de uma franquia depende muito de seu porte. No caso de microfranquias, o retorno costuma ocorrer no prazo de 18 a 24 meses, já no caso de franquias, que possuem maior porte, ocorrem em um prazo médio de 36 meses. 

6 - A franquia de software precisa ser associada à ABF (Associação Brasileira de Franchising)?

Para que uma franquia possua maior reputação no mercado, recomenda-se que ela seja associada à ABF. A associação passa maior credibilidade aos negócios e torna-os mais atrativos aos investidores. 

A ABF é uma entidade sem fins lucrativos e reconhecida mundialmente, que objetiva promover o mercado de franchising. Ela oferece o Selo de Excelência em Franchising, que auxilia os empreendedores na escolha de uma franquia para investir. 

7 - Uma franquia precisa ter uma equipe?

Nem todas as franquias necessitam de uma equipe para que funcionem. Algumas microfranquias, por exemplo, podem funcionar de forma individual, sem o auxílio de outros colaboradores, enquanto, em outras microfranquias e franquias, é necessário que existam pessoas ajudando no exercício das funções. 

8 - Precisa ter formação ou experiência na área de tecnologia?

Para se tornar um franqueado na área de tecnologia não é necessário formação ou experiência prévia na área. Normalmente, a franqueadora oferece todo o suporte, inclusive, treinamentos para que a operação seja iniciada da melhor forma possível, como é o caso da Omie, que, entre diversas etapas, oferece ao franqueado treinamentos e onboarding completos. 

Pronto para investir em uma franquia de tecnologia?

Neste artigo, você conheceu as principais dúvidas e respostas sobre o que é franquia de tecnologia e alguns dos motivos para investir nesse modelo e segmento de negócio.

Conheça a Omie e entenda como somos um sistema de gestão empresarial completo, que faz parte do setor da economia que mais cresce no país. 

Entenda as vantagens de se tornar um franqueado Omie. Se restarem dúvidas, fale com um consultor e saiba mais sobre a franquia.

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas