CNAB: o que é e como ele auxilia na rotina do contador

Gerir o financeiro de uma empresa de ponta a ponta é um desafio para muitos contadores. Mas entender o que é CNAB pode ajudar a agilizar tomadas de decisão e permitir que o negócio cresça exponencialmente.

05/Mai/2022
Empreendedorismo

Todos os dias, pagamentos são efetuados por empresas de todos os portes e segmentos. No entanto, quando essa solicitação é de fato emitida e concluída, há diversas transações envolvidas que impactam diretamente a administração do financeiro daquela organização. Por isso, provavelmente, você já ouviu falar sobre CNAB e como ele pode ajudar no processamento dos altos volumes de transações com as quais você lida diariamente, certo? Mas você sabe como aplicar esse conhecimento na sua empresa?

Neste post, vamos explicar na prática como o CNAB otimiza a sua rotina como contador, permitindo a você gerir o setor financeiro de ponta a ponta, de forma organizada e prática, a fim de ter mais clareza nas tomadas de decisão, conseguindo manter o negócio saudável e planejando seu crescimento. Confira!

O que é CNAB?

O CNAB, sigla de Centro Nacional de Automação Bancária, é uma ferramenta que facilita e automatiza a troca de informações financeiras, relacionadas a contas a pagar e a receber, entre bancos, empresas e clientes. Para isso, o padrão dessas trocas de dados foi definido pela FEBRABAN (Federação Brasileira dos Bancos).

Sendo assim, a FEBRABAN determina o formato do texto e designa colunas específicas para cada tipo de CNAB, com a possibilidade de ocorrerem variações de acordo com as peculiaridades de cada banco.

Por automatizar o que anteriormente seria realizado de forma manual, o CNAB é o braço direito dos contadores. Isso porque, com a ferramenta é possível fazer as trocas de arquivos de remessa e arquivos de retorno entre as empresas e as instituições bancárias de modo online e automático, diminuindo a margem de erros e agilizando processos.

Explicando melhor, os arquivos de remessa, identificados com a extensão REM (de remessa), são os documentos emitidos pelas empresas, informando aos bancos quais pagamentos devem ser realizados, a exemplo de boletos e impostos.

No caso dos arquivos de retorno, eles são emitidos pelas instituições financeiras e destinados às empresas, reportando os pagamentos realizados da parte da empresa ou da parte de seus clientes, por exemplo.

Agora ficou mais simples de entender o que é CNAB e como essa ferramenta pode ajudar no seu dia a dia? 

Então, vamos à parte mais importante: saber como usar o CNAB na prática!

Como funciona o CNAB?

O CNAB funciona por meio do uso de um software de gestão ou via plataforma própria de Internet Banking da instituição financeira, alimentando os bancos de dados das empresas, mantendo-os atualizados quanto aos recebimentos e dando baixa nos títulos de forma automática, por meio do cruzamento de dados.

Todos esses processos ocorrem de maneira rápida, segura e 100% digital, sendo utilizados tanto para a remessa quanto para o retorno de informações de pagamento. Mas isso nós já te contamos, certo? Então, venha descobrir as diferenças entre CNAB 240 e CNAB 400!

Quais são os padrões CNAB?

Existem dois tipos de CNAB: o 240 e o 400, sendo que cada um deles atende às peculiaridades de instituições bancárias específicas. Acompanhe!

CNAB 240

O CNAB 240 conta com 4 segmentos de 240 posições para cada título dentro do mesmo arquivo de cobrança. Cada arquivo permite carteiras de cobrança simples e garantidas, uso do serviço de banco correspondente, além da postagem de títulos pelos Correios. 

Ainda, este tipo de padrão de arquivo permite a utilização dos serviços de protesto e de custódia de cheques e também serviços de agendamento para pagamento de títulos e de contas.

CNAB 400

Com o CNAB 400, cada registro é limitado a 400 posições e, em geral, é utilizado para carteira de cobrança simples e garantida, permitindo a postagem de títulos pelos Correios e protesto em caso de não pagamento, porém não libera o uso do serviço de banco correspondente.

Layout de CNAB dos principais bancos

Algumas variáveis influenciam o layout de CNAB nos bancos. A primeira delas é a instituição bancária com a qual sua empresa mantém relacionamento. Nesse caso, é necessário selecionar as informações que você precisa gerenciar com assertividade no seu financeiro e então, a partir disso, entender o que seu banco lhe oferece. 

A definição do layout CNAB que será utilizado na sua empresa é feita diretamente com o gerente da sua conta de Pessoa Jurídica. Uma vez definido o padrão, é hora de emitir suas ordens de pagamento, seja por meio de um boleto ou da solicitação de transferência bancária.

Mas antes de definir os detalhes sobre o CNAB, conheça os principais modelos:

  • Sicredi: 240;
  • Sicoob: 240;
  • Banrisul: 400;
  • C6 Bank: 240;
  • Unibanco: 400;
  • Itaú: 400 e 240;
  • Banco CCB: 400;
  • Banco Inter: 240;
  • Safra: 400 e 240;
  • Caixa: 400 e 240;
  • Bradesco: 400 e 240;
  • Banco Banestes: 400;
  • Santander: 400 e 240;
  • Banco Sudameris: 400;
  • Banco do Brasil: 400 e 240;
  • Banco Mercantil: 400 e 240;
  • Banco Nossa Caixa São Paulo: 400.

A tecnologia a seu favor

Sabia que seu cliente pode receber, de forma automática, a informação para efetuar o pagamento e, quando ele for concluído, você poderá dar início ao processo de conciliação bancária?

Mas para quem ainda não utiliza Omie na gestão do seu financeiro, será preciso dedicar um tempo bastante significativo de profissionais desse setor à execução manual de tarefas como:

  • geração de boletos;
  • emissão de CNABs de pagamentos e recebimentos;
  • recepção do retorno de arquivos;
  • realização da conciliação bancária.

Nesse caso, você não precisa de todo esse esforço para gerir o financeiro da sua empresa com eficiência. Utilizando um sistema ERP, como o da Omie, esse processo de conciliação passa, a partir de agora, a contar com uma automação que gera otimização do tempo de trabalho do seu time e traz muito mais efetividade aos processos como um todo.

A seguir, entenda como automatizar os seus processos de forma rápida e segura!

Automatize seus processos de pagamento

A partir de agora, para os bancos Itaú, Santander, Bradesco, Caixa Econômica Federal e Safra*, o processo de transmissão e recebimento de ordens de pagamento é gerado de forma mais fácil, caso o setup seja feito na plataforma*.

Isso porque, você pode usar esse processo digitalizado tanto na gestão de contas a pagar quanto na gestão de contas a receber. Essa automação pode gerar horas úteis de produtividade para seu time, além de maior assertividade e segurança nos dados.

Em primeiro lugar, é importante que você homologue a transmissão desses arquivos com sua instituição financeira. O processo pode levar algum tempo, e seu gerente de contas é seu apoio nesse momento.

Finalizada a homologação junto ao seu banco, você pode seguir o passo a passo da automação, dividido em 4 passos simples:

  1. Em contas correntes, marque as opções que deseja transmitir para o banco;
  2. Preencha as informações bancárias dos clientes e dos fornecedores;
  3. Selecione a conta corrente e a forma de pagamento (boleto e transferência);
  4. Transmita o arquivo para o banco selecionado.

Por que é importante automatizar esse processo?

Quando o processo de gestão dos recebimentos e pagamentos não é feito de forma automatizada, é necessário que alguém do time fique responsável por ele. Essa pessoa usará grande parte do seu tempo checando constantemente, na instituição bancária com a qual a empresa se relaciona, se cada um dos pagamentos foi ou não registrado no banco.

A partir disso, inicia-se o processo de conciliação bancária, que mais uma vez é feito de forma manual, requerendo que o profissional responsável por essa tarefa tenha um olhar bastante minucioso. Afinal, não podem haver divergências financeiras, cobranças indevidas ou falta de acompanhamento correto do volume de inadimplência. 

Principais benefícios da automação dos processos no financeiro

Com seus processos devidamente automatizados, a organização, como um todo, só tem a ganhar. Quer conhecer esses benefícios? Confira a seguir! 

Seu time mais feliz e produtivo

Realizar tarefas repetitivas e maçantes pode levar ao desgaste profissional e à perda de produtividade, o que, consequentemente, pode elevar seus números de turnover. Sendo assim, por que não aproveitar o seu time para tarefas mais analíticas, ganhando tempo com a automação de atividades e garantindo a permanência desses talentos na empresa?

Ao invés de terem que entrar diariamente no banco para checar as posições de pagamento, com a automação, em poucos cliques, já será possível conferir, diretamente no módulo financeiro do Omie, a posição do caixa em tempo real.

Assim, aquele tempo que seu time gastaria cumprindo tarefas de baixo valor agregado poderá ser redirecionado à realização de atividades realmente estratégicas e valiosas para o seu negócio.

Quer ter uma noção da economia de horas? Em nossas análises, chegamos à conclusão que, se a empresa mantém uma rotina semanal de gestão de pagamento, a automação permite o ganho de 1 dia, e se a rotina mantida é a diária, ocorre um ganho de 2 horas/dia.

Redução de custos e ganho de assertividade

Sabe aquele custo com malote, ficando horas a fio no telefone ou no site do banco? Não precisa mais investir dinheiro e tempo nessas obrigações! A automação dos pagamentos e recebimentos nativa da Omie resolve estas questões ao fazer digitalmente a comunicação com os bancos com os quais seu negócio mantém um relacionamento.

Mais segurança para você e seus clientes

Os boletos gerados no sistema Omie, além de atenderem aos padrões recomendados pela FEBRABAN, também são gerados com senha — fator de segurança associado à automatização dos apontamentos de envio e recebimento de cobranças e pagamentos, que traz muito mais segurança, produtividade e assertividade ao seu controle de caixa.

Além disso, suas informações contábeis e fiscais também passam a ser geradas e compartilhadas de forma integrada e em tempo real com seu contador, que tem acesso a todas elas por meio do Painel do Contador. Assim, a partir dessas informações, será possível usar a contabilidade de maneira consultiva para agilizar tomadas de decisão estratégicas.

Agora, você já sabe o que é CNAB e como essa ferramenta pode ser capaz de mudar o cenário do seu setor financeiro, certo? Mas sem contar com o Software ERP da Omie, não é possível automatizar suas atividades, integrar áreas e ter uma visão real dos seus dados.

Por isso, estamos aqui para ajudar você, contador, que deseja transformar a rotina do seu time, reduzir margens de erros e garantir a qualidade dos seus serviços. Oferecemos o apoio que a sua empresa precisa, garantindo resultados práticos com o uso do sistema de gestão empresarial da Omie.

Contamos com um suporte especializado e implementação simples, para integrar seus dados, automatizar suas tarefas, interligar áreas e atualizar dados de modo seguro e acessível. Seja qual for a sua necessidade, a Omie estará sempre um passo à frente para guiar você.

Quer ficar por dentro das melhores informações sobre o setor financeiro? Acesse o nosso blog e mantenha-se sempre atualizado!

Ainda, conheça agora mesmo o Sistema de Gestão Empresarial ERP para empresas de todos os portes, e vamos acompanhar juntos o crescimento do seu negócio!

* Verifique no detalhe o passo a passo para cada banco em nossos artigos do Ajuda Omie ou no chat do nosso time de Suporte.


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas