O que é faturamento e como fazer a gestão da sua empresa?

Você sabe como calcular o faturamento do seu negócio? Neste artigo, explicamos tudo sobre esse assunto!

28/04/2022
Empreendedorismo

Entre os diversos fatores que um empreendedor deve acompanhar, o faturamento é um deles. Isso porque ele determina o tamanho de um negócio e o coloca dentro das categorias de empresas de pequeno, médio e grande porte. Além disso, tal questão também afeta diretamente o regime tributário. 

Muitos não entendem o que é faturamento ou até mesmo sabem diferenciá-lo de lucro. Tudo o que mencionamos, até então, faz parte da gestão financeira de um negócio e - falando em gestão, saber fazer um faturamento ajuda a ter acesso a um dos principais indicadores da saúde financeira do seu negócio.

Se você não compreende muito bem sobre faturamento, quer saber a importância dele para sua empresa, quais são os tipos e como fazer a gestão, continue a leitura deste post e entenda tudo sobre esse assunto. Confira!

O que é faturamento?

Se você é novo no mundo dos negócios ou não é bem familiarizado com os termos utilizados, provavelmente, já ouviu falar sobre faturamento, mas pode não saber muito bem do que se trata. 

Calma! Não é um bicho de sete cabeças. Na verdade, a definição de faturamento é bem simples: a soma de todos os valores obtidos com a venda de produtos ou serviços. 

Para ajudar ainda mais no entendimento, o faturamento é todo o dinheiro que entra no caixa da sua empresa devido a uma atividade comercial. 

Matematicamente, podemos definir como:

  • Faturamento = quantidade de produtos/serviços vendidos x valor da venda

Tendo isso em mente, você já deve ter pensado: “E isso não é o mesmo do que lucro?”. A resposta é não! O lucro só é alcançado após retirar todos os gastos com impostos, comissões, deduções de vendas, gastos com infraestrutura, dentre outros vários valores que você deve se lembrar do dia a dia.

A maior parte do faturamento da empresa advém de vendas, apesar de também ser fruto de rendimentos de aplicações financeiras. 

As receitas das vendas são um dos indicadores mais importantes para medir o sucesso de um negócio e, comumente, costuma ser a maior preocupação dos empreendedores que estão dando os passos iniciais com um empreendimento. 

Para que serve o faturamento de uma empresa?

Como já mencionamos, ter controle do faturamento de uma empresa é ter nas mãos um diagnóstico de saúde financeira, pois ele é um importante demonstrativo do sucesso ou fracasso de um negócio. 

A seguir, confira a serventia do cálculo de faturamento para uma empresa:

  • Mensuração da performance de vendas;
  • Entender se os produtos/serviços oferecidos são atrativos;
  • Calcular os tributos que devem ser pagos ao governo (o imposto varia de acordo com o porte da empresa);
  • Calcular o lucro obtido em determinado período;
  • Manter um fluxo de caixa saudável e realizar a maioria dos cálculos necessários.

É de suma importância entender que existem dois tipos de faturamento: o bruto e o líquido. Falaremos sobre cada um deles agora. 

Quais são os dois tipos de faturamento?

As receitas se dividem em bruto e líquido. Vejamos a diferença entre os dois.

Faturamento bruto

O faturamento bruto é o valor das vendas de produtos e serviços em um determinado período, que pode ser mensal ou anual. Ele é calculado considerando vendas parceladas ou por meio de pagamentos recorrentes. 

Nesse sentido, mesmo que um cliente tenha pago somente uma parcela de uma compra, o faturamento de um período calculado considera o valor total da compra, por exemplo. 

Mas como calcular um pagamento bruto?

Para realizar o cálculo, vamos considerar o valor de um produto/serviço e multiplicá-lo pela quantidade de vendas efetivadas em determinado mês ou ano, a depender da escolha do período. 

Nesse caso, o cálculo ficaria da seguinte forma:

  • Faturamento bruto = valor de determinado produto/serviço x quantidade de vendas realizadas

Os empreendedores que ofertarem diversos tipos de produtos e serviços devem fazer o cálculo para cada um deles e, após obter os resultados, somar tudo. 

O indicado é que as receitas das vendas sejam checadas mensalmente, pois, dessa forma, há um controle financeiro maior. 

Faturamento líquido

Quando falamos de faturamento líquido, estamos nos referindo ao faturamento bruto quando subtraídas as deduções de impostos e de vendas com contratos cancelados e produtos devolvidos. 

Com o cálculo do faturamento líquido, é possível analisar da melhor forma o desempenho financeiro do seu negócio, já que a margem de lucro dentro do período calculado é melhor visualizada. 

Para calcular o faturamento líquido, é necessário o conhecimento das seguintes tributações: 

Nesse caso, o cálculo do faturamento líquido é feito dessa forma:

  • Faturamento líquido = faturamento bruto - tributos - deduções de vendas

Aqui, o cálculo também pode ser mensal ou anual, sendo recomendado o mensal. 

Afinal, o que difere o faturamento do lucro? 

O faturamento, conforme destacamos, é todo o dinheiro que entra na sua empresa. Por outro lado, o lucro é o dinheiro que permanece após descontar das receitas os gastos do negócio. Por isso, faturar alto não significa lucro!

Como fazer a gestão do faturamento da sua empresa?

Muitas empresas necessitam revisitar a forma como lidam com a gestão e o faturamento. Não saber lidar com essas questões ou até mesmo fazer confusão, pode custar o fim de um negócio. 

Assim, fazer uma boa gestão empresarial é um passo para melhorar os resultados financeiros. Sabe-se que a falta de planejamento e má gestão são as principais causas de falências de pequenas empresas.

Nesse contexto, novos movimentos surgem para facilitar a vida dos empreendedores, como a transformação digital. A digitalização possibilita que muitas empresas otimizem tempo e investimentos na gestão empresarial. 

Faça os registros através de um ERP

O ERP (Enterprise Resource Planning) é o sistema de gestão empresarial indicado para negócios que querem se modernizar e manter a sustentação. A aplicação é capaz de realizar, com apenas alguns cliques, as receitas das vendas, emissão de boletos e notas fiscais. 

A Omie, por exemplo, é um sistema de gestão empresarial que oferece essa facilidade à rotina dos empresários. Confira alguns dos diferenciais:

  • integração com prefeituras de todo o Brasil;
  • cadastro ilimitado de clientes;
  • inteligência artificial fiscal e tributária.

Obtenha maior controle com CRM

O CRM é responsável por controlar todo o processo de vendas, com o cadastramento de clientes, histórico de negociações e acompanhamento de oportunidades. Nesse sentido, sua utilização permite maior controle da parte comercial e previsibilidade. 

Tenha processos automatizados

Se você lida com muitas planilhas e acha que a sua vida financeira está organizada, entenda que além de tomar muito do seu tempo, ainda é muito mais fácil cometer falhas e gerar dados que não condizem com a realidade de sua empresa. 

A automatização de processos e entrega mais facilidade em todos eles.

Faturamento: um indicador indispensável para os negócios

Neste artigo vimos o que é faturamento, a diferença do bruto para o líquido, a importância desse indicador financeiro e como a tecnologia pode ajudar a melhorar o controle de todos esses cálculos e processos. 

A Omie controla toda a gestão financeira de diversos negócios, dos mais variados portes. Desse modo, o sistema ERP é para qualquer tipo de negócio que queira evoluir e transformar a maneira como as finanças são analisadas e controladas. 

Hoje, já são diversas as vantagens percebidas por empreendedores que decidem implementar um software de gestão nas empresas. Além disso, a otimização de processos é vasta e o faturamento é uma delas. 

Conheça a Omie e saiba o que o ERP pode fazer pelo seu negócio!

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas