Como investir em uma franquia?

Investir em uma franquia pode ser um assunto que gera muitas dúvidas. Entenda os benefícios e as melhores opções para seu negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O empreendedorismo vem atraindo cada vez mais pessoas na busca pelo objetivo de terem o seu próprio negócio. Dentro dos modelos existentes, há franquias que eliminam alguns riscos e etapas ao oferecerem uma marca estabelecida, com público-alvo, treinamentos e suporte aos franqueados. Mas você sabe como investir em uma franquia?

O modelo de franchising, por exemplo, é indicado para as pessoas que querem empreender, mas que não têm grandes capitais iniciais. Existem franquias e microfranquias de diversos valores que podem se adequar ao momento em que seu empreendimento se encontra.

Além disso, o faturamento das franquias também é um atrativo. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), em 2021, esse modelo de negócios faturou R$ 185 bilhões. Os ganhos são apenas um dos benefícios. Com o modelo de franquias é possível estabelecer sua marca e ganhar mais espaço no mercado.

Neste conteúdo, você aprenderá o que é a franquia, quais seus principais tipos e como aplicá-la ao seu contexto; da mesma forma, serão pontuados os principais elementos a serem considerados para a melhor tomada de decisão. Acompanhe e boa leitura!

62a1f7437a5e6b5e2f216d35 CTA Banner Empreendedor 2 opt2 v2 81 1

O que é uma franquia?

As franquias são um modelo de negócio considerado mais seguro, ideal para empreendedores que querem alguma atividade lucrativa e com menores riscos comparados à criação de uma marca do zero.

No modelo, a licença sobre determinadas marcas é vendida e o empreendedor pode operar com o nome e lista de serviços oferecidos.

Existem obrigações com a marca adquirida, que são dispostas em um documento chamado Circular de Oferta da Franquia (COF), criado pelo franqueado e que deve apresentar de forma clara e concisa as condições, obrigações e deveres de ambas as partes.

Além disso, as franquias têm a chamada Lei de Franquias, que estabelece que o documento deve conter:

  • balanços financeiros;
  • valores de taxas;
  • investimentos iniciais;
  • layout;
  • suporte oferecido pela franqueadora.

Assim, franquias funcionam como uma rede de relações comerciais, em que vários empresários compartilham uma marca que, por sua vez, tem uma forma e receita bem-sucedida para fazer negócios, com suporte e investimento em marketing e propaganda.

Entrar ou não entrar em uma franquia

Apesar de ser um modelo de negócio promissor, é necessário avaliar se vale a pena investir na franquia em questão. Procure entender com outros franqueados e ex-franqueados quais os maiores desafios e vantagens encontradas ao entrar em uma franquia.

Ainda, é preciso estar ciente que existem diversos tipos de franquia. Por isso, se você quer se tornar um franqueado, saiba que é necessário se identificar com o segmento que irá adquirir.

Veja alguns pontos que devem ser considerados antes de entrar ou não em uma franquia:

  • saúde financeira da franquia;
  • propensão para o comprometimento com a administração do negócio;
  • reputação do franqueador;
  • segmento da franquia escolhida (avalie o seu perfil de empreendedor);
  • informações sobre qual será o investimento inicial;
  • cumprimento às exigências legais.

Não deixe de observar e entender como aplicar esses e outros pontos no seu processo de escolha e abertura da loja franqueada.

Ao abrir uma franquia, você conta com vantagens, como suporte do franqueador, investimento de menor risco, credibilidade de marca reconhecida no mercado, economia com propaganda, independência jurídica e financeira, custeio de pesquisa e desenvolvimento por conta do franqueador, entre outras.

Existem ainda dois papéis importantes que precisam ser entendidos pelo franqueado: o sócio operador e o sócio investidor.

Sócio operador

Como o próprio nome diz, o sócio operador é o responsável por acompanhar a operação de uma franquia no dia a dia, sendo necessário manter os padrões da marca da franquia adquirida, por exemplo.

Além disso, ele deve ter um bom padrão de relacionamento, pois atuará diretamente com pessoas, sejam investidores, funcionários ou fornecedores. Deve ter disponibilidade e pró-atividade, pois exercerá um papel prático.

Sócio investidor

O sócio investidor é responsável por entrar com o capital necessário para manter o negócio em funcionamento. Ele também pode ser chamado de franqueado investidor.

Normalmente, os empreendedores, nessa modalidade, preferem o papel de investidores por apostarem no empreendedorismo devido à queda na taxa básica de juros. A Selic, por exemplo, está em 12,75% por ano.

O que devo saber para investir em uma franquia: passo a passo

Investir ou não em uma franquia é uma decisão importante que deve ser pensada de forma inteligente e estratégica. Até aqui, vimos algumas dicas e pontos a serem considerados. Agora, conheça o passo a passo para investir em uma franquia:

  • Avalie e conheça o seu sócio parceiro, sendo ele investidor ou operador;
  • Entenda se é possível ser apenas sócio investidor (que não participa da administração do negócio);
  • Compreenda seu perfil de investidor;
  • Avalie sua capacidade de investimento;
  • Entenda quais as exigências do mercado;
  • Caso tenha interesse em se tornar um sócio investidor, busque entender a importância de uma carteira de investimentos diversificada;
  • Faça uma análise do prazo de retorno do investimento;
  • Caso se torne um franqueado investidor, procure entender a relação entre reinvestimento e receber dividendos.

Maiores erros cometidos

Como todo processo empresarial, investir em franquias pode gerar problemas. Para evitá-los, elencamos os maiores erros cometidos.

Um dos maiores erros de se tornar um franqueado é não ter um planejamento em conjunto com o seu franqueador. Isso, inclusive, vai contra o conceito do que é uma franquia.

Além disso, existem outros erros que não podem ser ignorados, como a sazonalidade de vendas em um segmento de negócio. Lembre-se de que as vendas aumentam e diminuem de acordo com a demanda e o tipo de produto oferecido.

Outro grande erro é só dispor de capital de giro e não ter uma reserva financeira. Planeje-se de modo a ter capital reserva para cobrir possíveis imprevistos e eventos inesperados.

Treinar sua equipe é indispensável e pular essa etapa é um erro comum. Ter uma equipe destreinada pode levar o negócio a graves prejuízos, como a queda nas vendas.

Franquia: estude qual o seu perfil melhor e segmento

Ao longo deste artigo, entendemos o que é uma franquia, quando entrar ou não em uma, as diferenças entre os perfis de sócios, o que é necessário saber para investir no modelo de negócio e quais os maiores erros cometidos.

Com isso, agora você tem alguns dos principais passos para se tornar um franqueado, seja operador ou investidor. Essa modalidade de empreendedorismo vem crescendo dia após dia e oferece inúmeros benefícios.

A Omie é uma empresa de tecnologia que também atua na otimização e implementação de franquias. Parte do segmento de franquias de software, oferece suporte tecnológico e bom crescimento no modelo de franchising. Entenda como funciona o suporte da Omie Franquias e garanta o sucesso do seu negócio!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
EFD-Reinf
EFD-Reinf: confira o que é, quais são as mudanças para 2024 e como ficar dentro da conformidade.
a importância de gestão de custos
Confira o que é gestão de custos, como diferenciar custos fixos e variáveis e como melhorar lucratividade e a eficiência
tabela icms
O ICMS é um tributo fundamental e pode afetar o seu negócio. Confira a tabela 2024 atualizada com os valores