De contador a consultor

As funções tradicionais do contador continuam mudando, acompanhando a globalização. Saiba como estar preparado para ser um contador consultor.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Em nosso último artigo sobre conscientização em contabilidade da riqueza, falamos sobre o momento em que o contador e cliente se alinham sobre possibilidades de gerar prosperidade e obter sucesso em seus negócios.

Quando o contador se torna um consultor, ele amplia os serviços e benefícios que oferece a seus clientes, seja com novos serviços, benefícios ou até conselhos, trazendo informações em tempo real sobre o seu negócio, possibilitando decisões mais assertivas e trazendo assim os tão esperados resultados.

Reflexão e ação

Como estamos propondo a transição do empresário contábil para um papel de consultor financeiro, vamos falar mais sobre a importância de se fazer algumas reflexões e ter algumas atitudes que te ajudam a oferecer consultorias, ajudando também os seus clientes.

Antes de qualquer coisa, é imprescindível que se compreenda que a chave para o sucesso está no contador e nas suas conversas com o cliente. Mais do que isto, o contador é o profissional mais apropriado para isto, afinal de contas é o profissional de confiança do empresário, que já detém todas as informações da empresa.

O trabalho de consultoria precisa ter ritmo e promover ações proativas, que acompanhem os serviços e seus resultados. A empresa contábil deve ter em mente que seus serviços devem gerar valor agregado para os seus clientes, fazendo com que ganhem dinheiro. O seu trabalho não pode ser apenas enviar relatórios para o seu cliente, você precisa trazer conteúdo e contexto.

Seus clientes não entenderão as coisas sozinhos, eles precisarão de você.

Clientes não pagam apenas para receber relatórios, eles pagam pelo seu conhecimento. E vamos além, eles pagam por informações atualizadas, informações retroativas não vão servir para nada para eles.

Gestão financeira é nada menos do que ajudar a empresa a crescer, reduzir o risco e produzir uma alta taxa de retorno. Fazer gestão financeira numa empresa é agregar valor e promover o sucesso para ela.

Não podemos esquecer do maior desejo de um empresário: a estabilidade. Com ela podemos aumentar a lucratividade, o crescimento, as avaliações da empresa e mitigar questões do planejamento sucessório.

Desejo x Trabalho

Quantos contadores realmente ajudam o seu cliente na elaboração do orçamento anual? Quanto isso poderia agregar de valor na gestão? Ou então, quais as possíveis atividades que o contador e o empresário deveriam realizar para sempre aumentar a lucratividade?

Aqui caberia propor a elaboração de um planejamento estratégico, uma avaliação da empresa, onde possam ser criados cenários e hipóteses, que projetem a empresa para novos resultados e resolvam problemas críticos. É nesse ponto que passamos de contador a consultor.

Todas estas são premissas que podem ser levantadas numa reunião de SWOT, levantando pontos fortes, fraquezas, oportunidades e ameaças.

Conheça novas ferramentas e novos serviços para você oferecer a seus clientes, melhorando o seu trabalho.

São vários os benefícios que existem em capacitar o contador a escalar a consultoria para seus clientes, principalmente gerando produtividade, resultados e garantido eficiência e qualidade.

Não vai demorar para que estes benefícios se tornem uma obrigação, o contador do futuro terá que ser como um consultor, portanto quanto mais cedo você fizer a transição, melhor.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
CRM para contabilidade
Entenda como funciona um CRM para contabilidade e como escolher o sistema certo para seu escritório com nossas dicas.
o que é e como funciona a contabilidade financeira
Entenda a importância da contabilidade financeira na gestão empresarial, destacando seu papel crucial de contador na interpretação e aplicação das
Contador, você já parou para pensar por que oferecer uma consultoria contábil pode ser um grande diferencial para o seu