Planejamento financeiro – Passo 2 do Guia Contador 2.0

Quando não temos um caminho a seguir, qualquer caminho serve. Você já deve ter ouvido esta frase, certo? E esta: aquilo que não se mede, não se controla
Navegação Rápida
Navegação Rápida

No primeiro passo deste Guia para Contadores iniciamos nosso processo de oferecer um caminho para a Contabilidade 2.0.

Começamos comentando sobre como oferecer consultoria financeira a seus clientes e abordamos a qualificação do contador quanto ao seu nível de maturidade oferecendo este tipo de serviços. Neste próximo passo falaremos de gestão orçamentária.

Contador e a gestão orçamentária

É fato que a imensa maioria das empresas contábeis do Brasil, sejam consultivas ou conselheiras, passam longe do processo de planejamento financeiro de seus clientes, por isso acabam por não acompanhar os resultados, receitas e despesas deles.

Acompanhar estes resultados é muito importante para que você possa enviar um report sobre eles para o seu cliente. Basicamente relatar tudo que aconteceu e deixou de acontecer com as finanças dele em um período.

Assim você pode demonstrar para o seu cliente pequenos problemas de gestão do negócio, que podem ser resolvidos com um controle financeiro.

Antes de pensar ou afirmar: não faço isto por que meu cliente não me paga por isto, podemos refletir sobre o quanto o seu cliente poderá usufruir se você o ajudar a realizar um planejamento financeiro e principalmente fazer o controle deste ao longo do ano.

Será que com isto ele irá trabalhar melhor e atingir resultados financeiros mais consistentes? Com toda a certeza sim, e como escritório contábil, ele é a sua maior prioridade.

Certamente o contador consultoré o profissional mais apropriado para realizar esse serviço, principalmente se houver o apoio de ferramentas de tecnologia e automação, que irão o permitir fazer com mais eficiência e produtividade. No passo 1 também falamos sobre como se tornar um contador consultor.

E como fazer este planejamento? Claramente diversas coisas devem ser analisadas, como a situação econômica do mercado, as oportunidades do segmento, os resultados de exercícios anteriores, as expectativas do empreendedor, entre outras.

Neste caso, o papel da consultoria será o de ajudar, fornecendo informações, aconselhando e definindo, junto ao seu cliente, estes números. Sabemos desde sempre que empresários desejam resultados prósperos, desejam estabilidade, desejam crescimento e lucratividade. E é através do planejamento orçamentário que isto pode ser medido e alcançado.

Como fazer um planejamento financeiro empresarial

Sistemicamente falando, algumas recomendações podem ser seguidas para organizar as informações necessárias, de forma a acompanhar em alta escala e com agilidade:

1. Definir um plano de contas financeiro, que inclua as principais contas da empresa. Este plano em geral é feito no sistema ERP usado pela companhia. Não é o plano de contas do sistema de contabilidade;

2. Se a empresa não possui um histórico de informações realizadas, inserir valores estimados por cada conta. É o que chamamos de orçamento base zero;

3. Caso existam valores históricos, então use estes, considerando projeções de incremento ou decremento de cada conta;

4. As principais contas que devem ser planejadas, e orçadas, são as contas de despesas e receitas, pois são as que representam as movimentações de ganhos, investimentos e gastos da companhia. Neste momento é possível calcular o lucro projetado pela empresa.

Definir metas para o plano financeiro

Metas são os objetivos que a empresa deve perseguir, elas devem contemplar:

1. Números realistas e tangíveis, ainda que desafiadores. Eles devem poder ser medidos;

2. Ser representadas por valores financeiros e informadas mês a mês;

3. Devem ser validadas com as pessoas que serão as responsáveis pelos resultados, dentro da empresa do seu cliente. Desta forma é possível que exista um maior comprometimento com os resultados;

4. Além da meta numérica, certifique-se de que o seu cliente tem a estratégia anual para alcançar os números. Aqui você pode também lhe oferecer ajuda para construir, caso ele precise;

5. Disciplina operacional, para acompanhar quais linhas estão atingindo os resultados. Quanto mais organizado e agilizado for o processo, menor será o risco de muitos valores estarem fora dos padrões esperados.

Tecnologia no planejamento financeiro para empresas

Através de um software de gerenciamento orçamentário, o consultor deve criar, sistematicamente, a disciplina de acompanhar os resultados de cada conta e checar aquelas contas que não estejam com os resultados satisfatórios. Caso contrário, pode-se ter um declínio de receitas, volume de vendas abaixo do planejado, aumento de despesas, sazonalidades inesperadas, entre outros.

O papel da consultoria ideal é ser proativo, ou seja, conversar com o cliente e demonstrar quando as contas que estiverem estouradas. Propondo planos de ação, sejam eles revisões do orçamento ou apoio em propor soluções, eles devem corrigir a rota dos números.

É isto que irá gerar valor, fazendo com que seu cliente possa tomar ações com a sua equipe, buscando cumprir os objetivos, tantos das receitas da empresa, como do controle financeiro.

Finalizando, é através do planejamento financeiro orçamentário que contador consultor e empresário poderão evitar surpresas desagradáveis, principalmente fazendo com que os resultados da empresa sempre sejam previsíveis e prósperos.

Se bem planejado, bem controlado e com ações precisas, um bom planejamento traz valores imensuráveis para todas as partes. E com certeza, quando o orçamento é adequado, os resultados vão bem, são desafiadores e trazem mais prosperidade para o seu cliente.

Com isso tudo ele irá ficar animado com você, lhe dará oportunidade de negociar novos valores, valorizando o seu negócio e estando motivado em trabalhar mais um ano com você.

Confira o primeiro passo do Guia Contador 2.0: Passo 1.

Confira as nossas categorias de contabilidade, gestão empresarial e finanças no nosso blog.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Tipos de fluxo de caixa
O fluxo de caixa é um movimento financeiro essencial para garantir a saúde financeira do seu negócio. Conheça mais sobre
Sistema para escritório de contabilidade
A transformação digital já faz parte da rotina contábil, por isso, para se destacar, é preciso ter um bom sistema
qual a importância da contabilidade
Muito mais do que cumprir processos burocráticos, entender qual a importância da contabilidade nas empresas é estratégico e traz mais