5 benefícios do sistema e-commerce para a sua loja física

Sua loja ainda não está no digital? Conheça 5 benefícios imperdíveis de um e-commerce

15/Mar/2022
Empreendedorismo

Com a digitalização de diversos serviços, com o avanço da interação na internet e as novas formas de consumo, a popularização dos sistemas e-commerce foi ainda mais acelerada. 

Nos anos de 2020 e 2021, as vendas on-line tiveram alta de 48,41% quando comparadas aos anos anteriores, de acordo com o índice MCC-ENET, desenvolvido pela Neotrust/Movimento Compre & Confie, em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital.

O número é bastante expressivo e demonstra que estar nessas plataformas on-line é também possibilitar o aumento do volume de vendas, devido a transformação digital que os vários setores da economia vêm passando. 

Acertar na escolha do sistema e-commerce para a sua loja física é um passo importante para fazer a diferença, não só no aumento do faturamento, mas também na experiência do cliente. 

 

Continue a leitura e descubra cinco benefícios do sistema e-commerce para negócios que possuem operação em lojas físicas. Vamos lá?

 

O que é o sistema e-commerce?

 

O termo e-commerce é bastante difundido quando falamos em vendas on-line. O comércio eletrônico, como também é chamado, trata-se de todo o processo de transação comercial feito pela internet, seja em aplicações web ou mobile. 

Todo o processo de compra deve ser feito por meios digitais para que seja considerado e-commerce: desde a compra do produto, até o pagamento. A única etapa física é a de entrega. 

Como tudo isso funciona? Quando o cliente chega até a loja virtual, ele deve escolher e adicionar os produtos ao carrinho. Após cumprir esses passos,o cliente é encaminhado para os meios de pagamentos digitais, que podem incluir o cartão de crédito, pix e transferência bancária, além do boleto. Sendo assim, após a confirmação do pagamento o produto é separado.

Normalmente, algumas das lojas já possuem um espaço físico, onde estocam os produtos. Então, quando um cliente finaliza a compra online, a loja retira o produto escolhido do estoque e envia para o endereço do cliente. 

No sistema e-commerce, o cliente possui assistência pós-venda, ou seja, se o produto enviado estiver danificado ou o cliente não gostar ele possui duas opções, trocar por outro ou pedir o dinheiro de volta.

Conheça os tipos de e-commerce 

 

Como você já pôde notar, existem vários conceitos dentro do comércio realizado no digital. O e-commerce também se divide em alguns tipos, que vamos conhecer logo a seguir.

E-commerce B2B x E-commerce B2C 

 

O e-commerce B2B (business to business) é utilizado por empresas que vendem para outras empresas. Nesse tipo de comércio, o foco costuma ser matéria-prima e maquinários, ou até mesmo, produtos finais. 

Nessa transação, costumam ser exigidos sistemas mais complexos, pois precisa trabalhar com variáveis na tabela de preços, condições de pagamento, regras de pedido mínimo, aprovação de cadastro, limite de crédito, impostos e frete. 

Já o e-commerce B2C (business to client) é utilizado por empresas que vendem produtos para consumidores finais. Não existem regras de quantidade de produtos e diversos tipos de mercadorias podem ser vendidas, como móveis, medicamentos, roupas, eletrônicos, entre outros. 

E-commerce Atacadista x E-commerce Varejista

 

O atacadista costuma lidar com a venda de grandes quantidades ao mesmo tempo. Com o volume ampliado, é necessário contar com bons fornecedores de transporte ou oferecer a retirada na loja física. 

No caso do varejista, como não trabalha com grandes quantidades e por se tratar de algo virtual, o sistema escolhido precisa ser capaz de fazer o controle de estoque de forma automática. Assim, são evitadas as vendas de produtos que não podem ser entregues ao consumidor. 

 

E-commerce de produtos físicos x E-commerce de produtos digitais 

 

Normalmente, quando falamos de vendas costumamos assimilar produtos físicos. Mas no e-commerce, também são comercializados produtos digitais, como e-books, jogos, sistemas, cursos à distância e muitos outros produtos. 

Quais as diferenças entre e-commerce, loja virtual e marketplace?

Alguns termos de comércio virtual geram bastante confusão em relação aos seus conceitos. Entenda, de uma vez por todas, a diferença entre os conceitos:

  • E-commerce e loja virtual: a loja virtual é a vitrine onde o produto fica exposto para a visualização, já o e-commerce é o sistema completo que deve organizar todo o processo de compra, o que inclui o pagamento, endereço de entrega, estoque etc;
  • E-commerce e marketplace: o marketplace pode ser considerado um tipo de e-commerce, no qual a loja virtual não é própria e diversos lojistas utilizam uma plataforma em comum que assume todo o processo.

 

5 benefícios de ter um e-commerce 

Como foi dito anteriormente, a forma como se compra vem mudando, o hábito de consumo dos brasileiros e de outras nacionalidades está refletindo em compras online. Não ter um e-commerce pode estar fazendo você perder oportunidades, Veja a seguir alguns dos benefícios em ter um e-commerce.  

Mais oportunidades de vendas

 

O aumento na venda de produtos de forma on-line demonstra que estar fora do digital pode ser considerado um declínio para vários tipos de segmentos de mercado. 

Ao adotar essa forma de comercialização, a loja abre mais portas para vender para um público que adotou novos costumes de consumo ou, até mesmo, já comprava on-line antes mesmo das porcentagens aumentarem. 

Além disso, sua loja não precisa estar limitada apenas em uma região, ou seja, você consegue alcançar um público bem maior. 

 

Funcionamento em tempo integral 

 

Outra grande vantagem do virtual é que você não precisa fechar as portas fora do horário comercial. A sua loja virtual e e-commerce estarão sempre abertos, independente do horário. 

O marketing da sua loja, por outro lado, também estará em funcionamento, atingindo as pessoas certas no horário certo. 

Flexibilidade nas trocas e devoluções

 

Com o digital, a comunicação para trocas e devoluções também foi facilitada e agilizada. É possível fazer um SAC com os principais questionamentos sobre troca e devolução e explicar o que o cliente precisa fazer nesses casos. 

 

Aumentar a presença da marca

 

Estar no digital também é aumentar a presença da sua marca. A maioria dos compradores costumam verificar a reputação de determinados produtos e serviços na internet, antes de efetivar a compra. 

Melhora o relacionamento com o cliente 

 

Facilitar o contato com o seu negócio é melhorar o relacionamento com os clientes. Quanto mais formas de se comunicar com a sua loja, mais próxima e ágil é a relação com seus leads e clientes. 

Facilidade de divulgação

Também é possível realizar a divulgação de produtos e serviços no digital, o que permite, inclusive, montar campanhas que levem diretamente ao site da sua loja virtual

Dessa forma, levar clientes até os seus produtos de forma mais assertiva. Isso porque, você consegue direcionar o anúncio da sua loja para pessoas já interessadas no seu produto.  

Como escolher um sistema de e-commerce para a sua empresa?

Agora que você entende a importância de um sistema e-commerce para seu negócio o próximo passo é definir um que melhor se encaixe no seu modelo de negócio, abaixo listamos alguns dos pontos que devem ser considerados ao escolher o melhor sistema.

Análise a plataforma sob a ótica do usuário

 

No momento de escolher a plataforma de e-commerce ideal para o seu negócio, não se esqueça de escolher como se você fosse o usuário. 

Observe o layout, o sistema de visualização de fotos, a velocidade de carregamento da página, a navegabilidade do site ou app, entre outros critérios de decisão muito importantes para oferecer uma experiência completa ao cliente, e assim aumentar as vendas.

Verifique se é amigável para SEO

 

Após a verificação de todas as necessidades de experiência do usuário, é hora de se preocupar com o SEO para e-commerce - nada mais é que a otimização para motores de busca. 

Ao seguir os passos para que o seu e-commerce esteja melhor ranqueado nos motores de busca, como o Google, é mais fácil que você seja encontrado por possíveis clientes. 

Por isso, é necessário que a página siga e coloque em prática estratégias de SEO:

  • Atualização dos títulos das páginas com a palavra-chave;
  • Realização de redirecionamentos;
  • Integração com o Google Analytics;
  • Edição de meta description;
  • Criação de URLs amigáveis;
  • Uso de tag canonicals, entre outras.

 

Pense nas necessidades específicas do seu negócio 

 

Cada produto possui características únicas que precisam ser atendidas pela plataforma de e-commerce. Por isso, converse com outros empreendedores do seu segmento, pesquise as que melhor atendam o seu mercado, veja quais são as funcionalidades e como elas se aplicam na rotina. 

Alguns negócios, como a venda de móveis e eletrodomésticos, precisam de um grande espaço para a adição de descrições para melhor entendimento dos clientes. Além disso, se o mesmo produto possui outras cores, é necessário um espaço de especificação e escolha pelo comprador. 

Com tudo isso em mente, procure pelo melhor custo-benefício do mercado para evitar maiores problemas posteriormente. 

Digitalização de vendas: escolha um sistema ERP

Na venda de produtos e serviços é necessário um bom sistema e que atenda a todos os processos da qual a negociação precisa, como o controle de estoque, emissão de notas fiscais e muitas outras atividades do dia a dia do empreendedor. 

Um sistema ERP te ajuda a ter um maior controle da sua empresa e simplificar a sua operação. A Omie é um ERP que entrega todas as vantagens necessárias e ainda oferece economia, suporte e implementação rápida. Conheça todas as funcionalidades do sistema ao falar com um especialista ou fazer um teste grátis pelo período de 7 dias!

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas