Empreendedorismo Feminino: os desafios e a importância do networking

O número de mulheres empreendedoras vem aumentando no Brasil e modificando o cenário do empreendedorismo brasileiro. E para a melhor!

28/04/2022
Empreendedorismo

Elas estão por toda parte! Da prestação de serviços à indústria, as mulheres empreendedoras têm mostrado cada vez mais a sua força e vêm se destacando em vários setores da economia, com muito protagonismo e independência. Ainda, o empreendedorismo feminino vem ganhando muito mais reconhecimento e espaço, principalmente à frente das pequenas e médias empresas. 

Segundo dados do Sebrae e da Pesquisa Global Entrepreneurship Monitor 2020 (GEM), dos 52 milhões de empreendedores no país, 30 milhões são mulheres, o que representa 48% do total. Esse resultado implica na sétima colocação no ranking mundial de países com maior número de mulheres empreendedoras.

Por isso, incentivar as mulheres empreendedoras é imprescindível para a sustentabilidade do mercado. Ainda, garantir e reafirmar a posição feminina dentro do empreendedorismo é essencial para que outras mulheres se dediquem e comecem a tirar suas ideias do papel. 

Continue a leitura e fique por dentro do tema!

Quais são os principais desafios do empreendedorismo feminino?

Mesmo com o crescimento da presença feminina no mundo do empreendedorismo, ainda existem alguns desafios a serem enfrentados por elas. Confira abaixo os mais comuns.

Dupla jornada

Devido à sociedade patriarcal na qual crescemos, onde as mulheres foram quase sempre vistas como “donas do lar”, com a única função de cuidar da casa, do marido e dos filhos, em muitas famílias, o papel das tarefas domésticas ainda cabe somente a elas. 

Sendo assim, para conciliar vida pessoal e profissional acaba submetendo-as à dupla jornada de trabalho.

Preconceito

Situações em que homem e mulher ocupam o mesmo cargo e desempenham as mesmas funções, porém ele ainda tem um salário que vale quase o dobro do dela. Isso é mais comum do que pensamos.

O preconceito fica evidente quando a mulher é descredibilizada e precisa se esforçar para mostrar seu valor. Um homem empreendedor não escuta as mesmas perguntas que uma mulher empreendedora. Elas são questionadas sobre quem administra o negócio, quem é o responsável pelas operações e se ela é mãe, quem cuida do filho enquanto ela trabalha. 

Felizmente, esse cenário vem mudando há um tempo e as mulheres estão conquistando o seu espaço e sendo mais incentivadas a abrir e a tomar conta do próprio negócio. No entanto, ainda com muita luta para vencer preconceitos e pré-julgamentos de quem duvida de suas iniciativas. 

Autoconfiança

A falta de autoconfiança talvez seja o desafio mais comum entre as mulheres na hora de empreender. 

O excesso de insegurança pode fazer com que se sintam despreparadas, podendo tomar atitudes e decisões não favoráveis e colocar em risco sua credibilidade perante sócios, investidores ou outros empreendedores.  

Sendo assim, é muito importante que as mulheres trabalhem a autoconfiança e se posicionem firmemente frente aos desafios, para que incentivem o empreendedorismo feminino e deem força ao movimento, que hoje já não é somente visto como uma fatia do mercado, e sim uma conquista!

O futuro feminino no mercado empreendedor

O empreendedorismo feminino está mais presente na sociedade. A tendência é que o mercado conte com cada vez mais mulheres empreendedoras e com papéis muito mais estratégicos dentro das organizações. Hoje, os preconceitos estão sendo vencidos e a visibilidade feminina está em alta. Aos poucos, elas estão ganhando voz.

Reconhecimento, divulgação e muito networking são cruciais nesse momento de evolução. Conversar com outras mulheres, conhecer o seu trabalho e entender a sua jornada são pontos positivos e essenciais para incentivar as suas iniciativas e dar mais força ao seu trabalho. Afinal, o caminho ainda é longo, mas já foi conquistado em diversas partes. 

Empreendedorismo feminino no Brasil

Segundo um estudo realizado pelo Sebrae com base nos dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnadc), o número de mulheres à frente de um negócio no Brasil fechou o quarto semestre de 2021 em 10,1 milhões.

Ainda de acordo com a pesquisa, o número de mulheres chefes de família sendo a principal fonte provedora também aumentou. Em 2019, elas eram 47% e no último trimestre de 2021 as empreendedoras chefes de domicílio representavam 49% do total.

Por que é fundamental estimular o empreendedorismo feminino?

O empreendedorismo feminino traz diversas melhorias à sociedade, à economia e às empresas. Por essa razão, é super importante que ele seja sempre estimulado. A seguir, apresentamos os impactos em cada um desses setores.

Empreendedorismo feminino para a sociedade

O aumento na quantidade de mulheres no mercado colabora muito para a redução das diferenças entre as oportunidades de iniciar e ascender na carreira entre homens e mulheres.

Além disso, as ideias inovadoras vindas de mulheres empreendedoras também favorecem a diversidade de negócios no mundo.

Empreendedorismo feminino para a economia

Como pode ser visto no estudo divulgado em 2019 pelo Boston Consulting Group, reduzir a diferença na quantidade de homens e mulheres em altos cargos executivos pode elevar o PIB mundial entre U$ 2,5 trilhões e U$ 5 trilhões. Sendo assim, quanto mais mulheres empreendendo, melhor será para a economia. 

Além disso, apoiar mulheres a se tornarem empreendedoras é fundamental para diminuir a desigualdade de gênero, assim gerando mais diversidade.

Empreendedorismo feminino para as empresas

Apostar em mulheres com comportamentos empreendedores é uma parte importante para a estratégia das empresas, que aproveitam os talentos de todos e inserem a responsabilidade social em seus feitos.

Além disso, por serem maioria no Brasil, elas também formam a maior parte dos consumidores. Assim, mulheres empreendedoras conseguem estabelecer relacionamentos mais sólidos e uma maior proximidade com os clientes.

Como a Omie incentiva as mulheres empreendedoras?

Além da expertise e todo o conhecimento necessário para administrar um negócio, é preciso usar as ferramentas certas e contar com a ajuda de outros especialistas para manter o negócio funcionando a todo vapor. 

Desse modo, a Omie, além de proporcionar a melhor ferramenta para a gestão das empresas com um visual dinâmico e intuitivo que facilita o dia a dia, também acredita que a mente empreendedora feminina ainda pode fazer muito mais pelo nosso país. Ademais, as mulheres enxergam os detalhes, são mais cooperativas e corajosas. 

Na Omie, acreditamos nisso e desenvolvemos diversos encontros internos e externos de mulheres para discutir a jornada, empoderamento e experiências, incentivando ainda mais a confiança feminina em ser protagonista dos seus sonhos e de sua caminhada empreendedora!

Como a tecnologia pode ser aliada do empreendedorismo feminino?

No mundo do empreendedorismo, uma boa gestão empresarial faz toda a diferença. Para as mulheres empreendedoras, não seria diferente. Logo, é super importante que você opte por um sistema completo. 

Esse é o caso da Omie, um ERP totalmente integrado e 100% na nuvem, que pode ajudar, e muito, na gestão de pequenas e médias empresas. Com ele, você tem acesso a um gerenciamento simples, completo e em qualquer lugar do mundo.


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas