Gestão de negócios: o que é e como colocar em prática?

Aprenda sobre gestão de negócios e qual o objetivo de sua empresa. E mais: veja como colocar em prática e obter excelentes resultados!

25/Jul/2022
PMEs

A gestão de negócios deveria ser um guia diário para quem decide se arriscar nessa jornada de descobertas e desafios que é o empreendedorismo. 

Muito além de somente se embasar em estudos financeiros, a gestão auxilia o empreendedor iniciante a planejar todo o seu negócio e a crescer; e o empreendedor já fixado e conhecido no mercado a se destacar cada vez mais. É um compilado de estratégias que, se colocado em prática, vai mudar o rumo de seu negócio.

Quer aprender a implementar essa gestão estratégica de negócios em sua empresa? É o que mostraremos a seguir. Continue conosco e boa leitura!

O que é gestão de negócios?

Basicamente, a gestão de negócios trata-se de um conjunto de habilidades para administrar os processos de uma empresa, de forma concisa. Ela organiza todos os recursos, seja cuidando da relação empresa-consumidor e empresa-fornecedor e aperfeiçoando ideias antes engavetadas, seja cuidando do relacionamento com colaboradores e colocando o caixa em dia, por exemplo. 

A sua função é diminuir os erros nas tomadas de decisões que virão ao longo do percurso, assim como alavancar os lucros, por consequência de uma aplicação bem-sucedida de suas práticas. Em outras palavras, a gestão estratégica de negócios tem por finalidade administrar e gerenciar todos os processos de uma empresa.

Pode-se implementar e aplicar a gestão na organização dos processos em andamento ou que ainda estão no papel, na administração de recursos humanos, para controlar devidamente as finanças e em todas as áreas da empresa.

Qual a importância da gestão de negócios?

A gestão de negócios em uma empresa é primordial para a sua melhor administração e obtenção de resultados no geral, indo além de planejar e organizar documentos e metas empresariais. Trata-se, também, de gerir seus colaboradores com empatia e liderança positiva. Todo esse conjunto colabora para que o empreendimento cresça com sustentabilidade e firmeza.

Se bem gerida, uma empresa supera a crise econômica que vier, pois está com seus pilares fortificados. Além disso, a gestão evita uma possível falência, já que todos os seus passos financeiros e fiscais serão acompanhados e programados para um esperado resultado que, se não obtido, deve ter os seus motivos analisados, facilitando a tomada de decisão correta. Isso permite agir antes da hora, ou seja, não ser pego desprevenido.

Como colocar em prática a gestão de negócios 

Essa prática é capaz de otimizar em grande escala todos os segmentos de negócios, não importa se você é empreendedor iniciante ou se já está firmado no mercado. Mas, como todo início sempre gera dúvidas, elaboramos algumas dicas para auxiliar você a implementar a gestão em seu negócio. Confira:

Mapeie seu negócio

O primeiro — e o mais importante — passo é conhecer a fundo o seu tipo de negócio. Analise-o como um todo: 

  • qual sua proposta; 
  • sua pretensão com os clientes/consumidores; 
  • onde exatamente deseja atuar; 
  • com que objetivos deseja estar ativo no mercado; 
  • conhecer sua localização e seus concorrentes por um mapeamento da região em que se encontra (mesmo que seu negócio seja on-line, mapeie por bairro, cidade, estado etc.);
  • as tendências de seu nicho;
  • sua rede de fornecedores;
  • o mercado atual e suas exigências.

Esse mapeamento é importante para você identificar pontos que precisam de melhorias, o que está fluindo e, claro, as ameaças. Assim, você dispõe de tempo hábil para tomar as devidas decisões quando necessárias.

Faça o planejamento

Para bons resultados, deve sempre haver um bom planejamento. Além disso, sabendo exatamente o que fazer fica mais fácil seguir as demandas e atualizar seu planejamento conforme novas metas são inseridas ao longo do processo. 

E não se preocupe, as mudanças podem e devem acontecer, pois o mercado é inconstante e está sempre se alterando, mas, seguindo um planejamento, você e seus colaboradores estarão preparados e com fôlego para seguir essa dinâmica.

Gerencie sua equipe

Seja, além de um gestor, um líder, que lidera com motivação e satisfação. Faça seu trabalho da melhor forma possível. Prepare-se para imprevistos que possam mudar o rumo do negócio. Assim, sua equipe também estará preparada e ficará confiante para seguir nas tarefas desafiadoras.

Para isso, é necessário que você injete a motivação no trabalho de seus colaboradores, oferecendo feedbacks com mais humanidade, elogiando os bons resultados, incentivando, capacitando-os com cursos e workshops se possível, fazendo as advertências, quando necessárias, de forma empática.

Colaboradores satisfeitos produzem melhor. O resultado disso? Muito além de somente elevação de lucro, vem a alta performance e o reconhecimento da empresa perante o mercado.

Tenha um bom controle de estoque

Dê atenção ao seu estoque e faça a ponte entre esse setor e a sua logística de produção. Não perca as rédeas desse controle, pois, sem ele, não há entrega e, sem entrega, não há clientes. 

Garanta um bom treinamento para os seus colaboradores do setor de estoque. Use a tecnologia para uma boa gestão, conte com softwares e ferramentas para obter relatórios da movimentação das mercadorias e facilitar a comunicação entre departamentos. 

Aqui vai uma dica extra: cuidado com colaboradores sobrecarregados. Cheque se as demandas estão sendo distribuídas de forma correta para não gerar prejuízos aos funcionários nem ao andamento de sua produção.

Faça o controle financeiro

Não deixe nada escapar de seu controle financeiro: vencimento de documentos, datas de pagamento, recebimentos, contra cheques, notas fiscais, recibos, impostos e todos os demais documentos relevantes que constituem o financeiro da sua empresa.

Tenha uma organização da rotina contábil impecável. Isso pode ser feito semanalmente, se você não dispor de tempo ou recursos para fazer diariamente. A organização facilita a encontrar as informações em momentos urgentes e evita possíveis dores de cabeça, como uma multa por atraso no pagamento de alguma despesa, por exemplo. Além disso, manter o controle financeiro em ordem ajuda nas tomadas de decisões.

Qual o papel da gestão de negócios

A empresa produtiva é movida pela gestão e pelos negócios como um todo, atingindo positivamente todos os seus departamentos. 

Dessa forma, uma gestão implementada de forma eficiente gera inovações e estimula novos projetos no negócio, que poderão gerar cada vez mais lucros e destaque no mercado inserido. Além disso, a gestão de negócios é responsável por inúmeras atividades. Confira as principais a seguir.

Administrar recursos

O gestor dessa área é responsável por administrar os recursos disponíveis da empresa, negociando investimentos, cuidando do orçamento e de verbas, como manutenção de equipamentos, maquinários e toda a rotina financeira.

Dessa forma, é feito o gerenciamento do departamento financeiro da empresa, baseando-se nos princípios do planejamento que foi feito, e é cabível a este gestor encontrar as melhores soluções para garantir que a saúde financeira da empresa esteja sempre em dia.

Gerenciamento dos colaboradores

O gestor fica encarregado por gerir seus colaboradores de equipe, sejam estes com vínculo empregatício, sejam prestadores de serviços, que estejam ligados às atividades da empresa. 

Para essa demanda, é necessário um certo tato, além de empatia. Aqui entra a integração com a equipe de Recursos Humanos (RH), que ajuda com as pendências a serem monitoradas e seus pontos de melhoria. 

Contudo, não é da responsabilidade da gestão de negócios as tratativas em admissões e dispensas de funcionários. Nesses casos, é validada somente a decisão relacionada a isso, mediante seu feedback estratégico, que será o crescimento do negócio.

Resolver problemas

Imprevistos ocorrem nas empresas. Por mais que se tenha um planejamento, o mercado é inconstante, como já dito anteriormente. Entretanto, a gestão de negócios é responsável pela busca das melhores soluções para esses imprevistos.

Assim, o gestor encarregado precisa estar ciente da situação da empresa em aspectos gerais, no que diz respeito a todos os departamentos, para achar a raiz de um problema e saber que decisão deve ser tomada para resolvê-lo rapidamente.

Focar no crescimento

Sim! É de sua responsabilidade a elaboração e, inclusive, a busca por novas estratégias de negócios que complementem a estrutura comercial da empresa para o seu crescimento. E aqui se entende o crescimento tanto de lucros como de marca para conseguir, cada vez mais, o reconhecimento por clientes e o destaque no segmento em que se atua.

É imprescindível realizar constantes análises de mercado, concorrentes e oportunidades para a otimização do negócio. 

Sua empresa no controle

Agora que você já sabe o que é gestão de pequenos negócios e que, com planejamento firme e organização, é possível implementá-la em sua empresa, concentre-se no seu objetivo de crescimento. Lembre-se sempre de que uma empresa é feita de pessoas. São os colaboradores que movem a estrutura da engrenagem de seu negócio, então procure realizar uma gestão empática e consciente.

Nada melhor que contar com a tecnologia para manter sua empresa no controle, não é mesmo? Para isso, conte com o ERP de gestão empresarial da Omie, o único no mercado que atende a todos os segmentos, com suporte total, e o melhor: com o ERP Omie, você controla todo o seu negócio em uma única plataforma! Entre em contato com nossos consultores e solicite uma proposta.

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas