Gestão de vendas: o que é funil de vendas e por que sua empresa precisa dele?

Entenda a importância de manter um gerenciamento de vendas na sua empresa para vender mais e melhor. Acesse e confira!

10/Ago/2020
Gestão

Imagine uma fábrica de chocolate e todos os seus processos funcionando: administração, recursos humanos, compras, fabricação, vendas, distribuição, até que o produto chegue às prateleiras do varejo. Parece complexo, não? 


Mas depois de compreender todo o processo, as coisas ficam mais claras e você toma consciência da importância de uma sequência bem preparada de etapas para a consolidação de um objetivo.


Lançando o olhar especificamente para o processo de vendas da sua empresa, também deve existir um processo bem definido, com etapas claras para ajudar a aumentar os resultados. E este processo é chamado de gestão do funil de vendas.


O que é o funil de vendas da empresa?


O funil de vendas representa o passo a passo para tornar seu processo de vendas mais eficiente. É uma metodologia que abrange as etapas da jornada do seu cliente, desde o primeiro contato com sua marca até a finalização da compra.


Estas etapas podem ser adaptadas a qualquer ramo de negócios. Ele é importante, pois à medida que você sabe o que seu cliente procura e precisa, você também sabe qual caminho percorrer para que ele feche negócio com você.


Etapas do funil de vendas


Um funil de vendas tradicional, costuma considerar as seguintes etapas:


Prospecção ou topo do funil de vendas: é o topo do funil, onde você deve ter a entrada de grande volume de prospects para qualificação.


Qualificação: descendo um pouco no funil, você deve entender se o cliente realmente está interessado em sua solução, com o máximo de informações que puder coletar sobre ele.



Apresentação: aqui você deve mostrar ao seu cliente como sua solução agrega valor e resolve a dor ou dificuldade que ele tem.


Proposta: depois de perceber o valor da sua solução, é o momento de colocar a proposta na mesa, para que o cliente avalie e tome a decisão de compra.


Negociação: depois de avaliar a proposta, por vezes é necessária uma negociação de preços ou condições de pagamento. Faz parte!


Fechamento: por último, chegamos ao momento tão esperado do fechamento, proposta assinada, requisitos acordados e mais um cliente para o portfólio.


Este método é chamado de funil, justamente pela analogia da entrada de um número maior de prospects lá no topo, que vai sendo reduzido à medida que descemos nas etapas do funil.


Você deve gerenciar seu funil sinalizando quantas oportunidades você tem em cada estágio. Isso é muito importante, para dar a visibilidade de novos negócios, entender que esforço colocar em cada fase e assim garantir o número de fechamentos suficientes para sustentabilidade da sua empresa.


Etapas do funil de vendas no marketing digital


O marketing digital veio para ficar, e você já deve saber disso. Quando falamos da jornada de compras e do funil de vendas neste cenário, temos etapas bastante similares:


Atração de visitantes: pode-se dizer que aqui temos as fases de prospecção e qualificação. Por meio de marketing de conteúdo, redes sociais e outras ações digitais, você engaja seus potenciais clientes e já os qualifica de acordo com o interesse demonstrado.


Geração de Leads: depois de qualificados, os leads devem ser nutridos, com contatos constantes – apresentação de conteúdos relevantes aos interesses de cada um – para direcionar o potencial cliente ao próximo passo da sua jornada de compra.


Oportunidades: depois de nutridos, os leads chegarão ao estágio de oportunidade, e o vendedor já tem condições de amadurecer o contato, com uma abordagem mais consultiva, para identificar de fato o real estágio do lead na jornada de compras, e até iniciar uma negociação.


Cliente: após a proposta e negociação, temos aqui o fechamento e um novo cliente!


A principal diferença aqui é que no marketing digital, o contato do vendedor com o potencial cliente se dá apenas nas fases mais avançadas do funil de vendas.


Como implementar funil de vendas na empresa


Selecionei aqui alguns passos essenciais para ajudar você a implementar o funil de vendas na empresa. Veja:


  • Entenda a jornada de compras do seu potencial cliente;
  • Defina critérios para classificar cada oportunidade nas etapas;
  • Monte sua estratégia de nutrição e qualificação;
  • Envolva todo seu time para que nenhuma oportunidade seja perdida;
  • Acompanhe os resultados e promova melhorias;
  • Depois de amadurecer o processo, defina indicadores de vendas;
  • Use tecnologia para aumentar a eficiência da gestão, com soluções de CRM (Customer Relationship Manager).


O que é CRM?


Como o próprio nome traduzido diz, é um sistema de Gerenciamento de Relacionamento com o Cliente. Já falei um pouco sobre o CRM aqui no blog. E quando falamos de CRM, é comum pensarmos apenas em vendas. Mas um sistema de CRM vai ajudar na integração dos seus processos de vendas e foco no cliente.


Ou seja, reúne tarefas, processos e informações desde a chegada do potencial cliente na sua empresa, e também os porquês do fechamento ou não do negócio. Estas informações são essenciais para direcionar o marketing.


Ah, o CRM pode ser integrado a uma solução de automação de marketing, que já traz para cá os leads qualificados pelo marketing digital. Daí é só iniciar o processo de vendas! Isso é legal, certo? E traz produtividade!


Por que usar um sistema de CRM?


O processo de contratação de um serviço ou venda de um produto não é tão simples quanto parece e você tem um papel fundamental na jornada de decisão do cliente. Tanto para entender as dores do cliente quanto para solucionar seus problemas. você precisa fornecer informações e conteúdos para ele.


Desde o primeiro contato, você e sua equipe coletam  informações preciosas sobre o cliente. Também enviam documentos, relatórios, respostas, orientações e conteúdos relevantes para ele. Essa intensa troca tem um valor inestimável que se perde com o tempo.


Quantas possibilidades de vendas você deixa de aproveitar por não ter o registro do relacionamento com seus cliente?


Além de conhecer o perfil, necessidades e preferências do cliente, a sua empresa precisa ter uma visão completa e detalhada do processo de vendas, para que as decisões comerciais sejam tomadas priorizando o consumidor. 


Como funciona o CRM?


Mas, afinal, como funciona o CRM? Quais as vantagens de usar sistemas CRM e técnicas de vendas? É o que você vai conferir neste post.


O CRM envolve um  conjunto de práticas, estratégias de negócio e tecnologias focadas no cliente, que as empresas podem utilizar para gerenciar e analisar as interações, antecipando suas necessidades e desejos, otimizando a rentabilidade e aumentando as vendas.


Segundo o guru do marketing, Philip Kotler, conquistar novos clientes é entre cinco e sete vezes mais caro do que manter os que já possui. Por isso que utilizar uma ferramenta de CRM é tão importante na aquisição de novos clientes. Com o CRM você pode melhorar a eficiência e a eficácia do processo comercial.

O sistema de CRM armazena informações de clientes atuais e potenciais (nome, endereço, número de telefone, entre outros), e suas atividades e pontos de contato com a empresa, incluindo visitas a sites, ligações telefônicas, e-mails e outros. 

É justamente essa visão ampla e completa que ajudará o vendedor de serviços contábeis a fazer com que as negociações não fiquem paradas e com que seja possível avançar rumo ao fechamento.

O que torna a solução de CRM uma das tecnologias corporativas mais importantes e inovadoras disponíveis é o modo como ela usa as informações dos clientes para gerenciar contas, leads e oportunidades de vendas em um único local.

Mas, muito além de uma tecnologia de gerenciamento de vendas, o CRM também é uma estratégia que organiza o processo comercial e aumenta o desempenho das negociações. Ele também é capaz de mensurar, acompanhar e controlar os resultados obtidos.

Um CRM é capaz de reunir, em um único local, informações de clientes, prospects e leads. Ele é alimentado pelas mais diversas fontes e integra todos os departamentos de uma empresa ao ciclo de vida do cliente, fornecendo uma verdadeira gestão 360º.

Vantagens de usar um sistema CRM e técnicas de venda

1 – Organização e produtividade

Com o uso de CRM, aquele cliente que se relaciona com você será cadastrado como um contato e um negócio que será aberto. A partir daí, tudo o que for feito relacionado ao assunto será registrado no sistema e você terá facilidade para encontrar quando necessitar.

2 – Conhecer o cliente

Escolha um cliente do seu escritório (aleatoriamente), agora faça um exercício de memória: lembra-se quais eram as prioridades dele quando entrou em contato? Com o CRM você poderá responder a esta e tantas outras questões. 


A razão pela qual os seus clientes escolhem você diante de tanta oferta deve estar no atendimento e no serviço de excelência que você oferece. Anote tudo o que for importante como: preferências, melhor horário para ligar, pontos fundamentais que foram debatidos na negociação, etc. 


Assim, quando você for entrar em contato, revise essa informação para saber exatamente com quem você está conversando e oferecer um atendimento de primeira linha.


3 – Fidelizar o cliente


Você sabia que o CRM pode ajudar a tornar um contato que apenas o procurou uma vez, num cliente fixo? Lembrando datas importantes, entregando documentos e contratos em dia, antecipando-se ao cliente através de uma ligação na hora certa.


4 – Entender melhor os processos


Ao fazê-lo você terá domínio sobre o seu próprio negócio e consegue enxergar de forma mais fácil o que precisa ser alterado para otimizar o seu trabalho.


Mas mesmo estando de olho nas tendências, que inovam o relacionamento e atendimento no escritório contábil, contar com técnicas de vendas para ampliar as possibilidades de novos negócios é fundamental. 


As variadas técnicas de vendas ag’regam valor ao serviço contábil e têm ganhado destaque na última década. Afinal, não basta saber fazer, é preciso mostrar que sabe e, de preferência, de maneira atrativa e criativa. 


Dica: procure saber mais sobre as técnicas de venda: Solution Selling, Spin Selling, Cross- selling, Up-selling para trazer novos e fiéis clientes.


Afinal, por que você deve organizar o funil de vendas na empresa em um sistema CRM?


Para você que, por ventura, ainda esteja com dúvidas sobre a importância de utilizar o funil de vendas na empresa, destaquei algumas das vantagens desse modelo:


  • Previsibilidade de resultados;
  • Possibilidade de trabalhar com mais clareza as metas de vendas;
  • Maior produtividade, ao passo que se gasta energia no momento mais adequado do funil;
  • Otimização da gestão, como consequência da visibilidade trazida pelo funil;
  • Melhor aproveitamento de oportunidades, pelo mapeamento e classificação proporcionados;
  • Direcionamento para novas ofertas, pois você pode mapear os pontos de menor conversão e as razões dessas perdas;
  • Direcionamento mais efetivo do pós-venda.


A jornada de compra do seu cliente e sua evolução no funil de vendas é formada por conhecimento, análise e decisão. E seu time de vendas precisa estar preparado para passar confiança em relação a esses aspectos. 


Então compartilhe conhecimento com seus nichos de mercado, fortaleça sua proposta de valor e proporcione assim bons momentos de decisão de compra. 


Aproxime-se de cada cliente com a ideia de ajudá-lo a resolver um problema ou alcançar um objetivo, não de vender um produto ou serviço.” — Brian Tracy


Roberto Dias Duarte

Conselheiro da Omiexperience, workaholic, pai de uma garota e empreendedor entusiasmado. Um programador que adora marketing e vendas. No raro tempo livre, assiste Netflix e joga Poker.

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas