Liderança: como manter sua equipe motivada durante o home office

Conheça a importância do líder nesse período de crise e fique por dentro de boas práticas que te ajudarão neste momento

19/Mai/2020
Gestão

A crise do coronavírus trouxe instabilidade e novos desafios às organizações que tiveram que se adaptar a uma nova realidade e às mudanças bruscas nas relações de trabalho.

Neste momento em que precisamos nos isolar socialmente para ajudar na prevenção da COVID-19, sofremos, abruptamente, um rompimento inesperado nas atividades presenciais e tivemos que aderir a novas práticas de home office.

A figura do líder, em um contexto geral, sempre foi extremamente importante para companhias que têm como prioridade manter colaboradores motivados, engajados e dispostos a vestir a camisa da empresa.

Mas, neste cenário econômico de crise, no qual muitas empresas estão passando por reestruturações, mudando suas formas e relações de trabalho e se reinventando para sobreviver no mercado, como o líder consegue manter sua equipe unida, motivada e ainda mais produtiva?

Este é um momento em que o líder, mais do que nunca, tem que pensar no seu negócio e na saúde e bem estar dos seus colaboradores. Suas atitudes deverão estar direcionadas ao propósito de encontrar saídas e soluções que beneficiem ambos, e o seu papel nunca foi tão difícil e inovador. Hoje, a maior responsabilidade de um líder é continuar a tocar as coisas, apesar dos problemas e inseguranças.

Mas, como ficar próximo da sua equipe e mantê-la motivada em um cenário tão adverso e cheio de incertezas?

Neste artigo iremos falar sobre a importância do líder e daremos algumas dicas de boas práticas para manter a motivação e o engajamento do seu time, mesmo em home office.

 

O que é ser líder?

Melhor do que dar qualquer definição pronta, é importante esclarecer uma diferença significativa entre chefe e líder. Eles podem ocupar o mesmo cargo, mas o exercem com maneiras e posturas diferentes.

Segundo Viviane Mansi, Presidente da fundação Toyota do Brasil, Top Voice do Linkedin e Conselheira da Revista HSM, a diferença entre eles é pedagógica, separa o joio do trigo. Chefe é aquele que é visto como alguém que impõe, define, pensa primeiro em si, ganha crédito sozinho pelo trabalho, foca nas falhas, gera medo. Líder é aquele que dá liberdade, pergunta, constrói junto, pensa no coletivo. Visto dessa forma, ser chefe é uma disfunção.

Ser líder está longe de ser tarefa fácil: não depende apenas do líder em si, mas das necessidades do outro, da equipe. Há uma infinidade de variáveis nesse balaio: a maturidade do próprio chefe em permitir que a equipe dê o seu tom, a capacidade de entender necessidades individuais de espaço e liberdade, outras vezes de orientação e acolhimento.

O pior de um líder que não consegue ouvir quem está à sua volta é, num dado momento, estar cercado de gente que não tem nada a dizer. Um convívio em que todo mundo perde.

Boas práticas para liderar em home office e manter a equipe motivada

Já que esclarecemos a importância e a referência que o líder é para sua equipe, vamos dar algumas dicas que podem te ajudar a estar mais próximo do seu time e a mantê-lo motivado neste período em que o trabalho remoto nunca foi tão necessário.

 

Mantenha sempre a comunicação

Mais do que nunca o líder precisa estar próximo de seus liderados e o meio mais eficaz para isso é manter uma boa comunicação mesmo à distância.

Compartilhe as informações da empresa que estão disponíveis no momento, seja transparente e verdadeiro. Isso ajuda a minimizar a ansiedade e medo além de trazer segurança e confiança.

Converse com seu time e alinhe expectativas, ouça as ideias e dúvidas e mantenha sempre o canal aberto para que você seja a fonte das informações. Quando a comunicação é escassa e a desinformação toma conta, abre-se margem para conflitos e incertezas, não deixe isso acontecer. Seja presente e preocupado, neste momento é importante que estabeleçam uma frequência na comunicação.

 

Esteja atento ao comportamento do seu time

Diante do cenário econômico instável, muitas empresas precisaram remanejar suas equipes, fazer cortes e mudar algumas práticas no negócio. Isso gera nos colaboradores medo e insegurança, afinal essas consequências podem refletir diretamente no seu trabalho.

É neste momento que o papel do líder é fundamental. Ficar atento aos colaboradores desmotivados, sem iniciativa e com baixo interesse em cooperar é imprescindível para manter o bom relacionamento de todo o time. Ofereça uma atenção especial a esta pessoa, entenda o seu momento e faça o possível para mudar a situação. É papel do líder mapear esses sinais e buscar formas de revertê-lo.

 

Dê feedbacks recorrentes e incentive

Mesmo em home office, uma das funções mais importantes do líder é desenvolver pessoas e, nesse sentido, o feedback acaba sendo uma das principais ferramentas para ajudar nessa evolução.

Conheça sua equipe, entenda o momento de cada um, acompanhe os projetos, a dedicação e a entrega. Faça análises de grupo e individuais quando necessário. Esta é uma maneira de acompanhar o trabalho do time e mostrar a cada um deles, que mesmo à distância estão sendo vistos e que o trabalho de cada um deles é fundamental para a organização.

 

Empowerment

Este é um conceito que significa “descentralização de poderes”, ou seja, oferece aos colaboradores autonomia e maior participação nas atividades da empresa, dando a eles maior poder de decisão e responsabilidades.

Trabalhe isso a seu favor. Dê mais autonomia, delegue atividades e deixe seus liderados sentirem que a opinião deles também faz parte das decisões da empresa e que estão sendo ouvidos. Este é inquestionavelmente um fator de motivação e engajamento.

Neste momento onde áreas multidisciplinares se unem em busca de um único objetivo, faça isso também com sua equipe, mesmo em home office, trabalhe novos desafios e acompanhe a qualidade das entregas.

 

Esteja atento à sobrecarga de trabalho

Já foi comprovado que quem trabalha em casa, na maioria das vezes, acaba trabalhando mais do que se estivesse no escritório.

Esse é um ponto de atenção que todo líder deve ter com sua equipe. Converse com seu time, avalie os projetos, reveja as divisões de atividades e mapeie as necessidades de otimização de processos. Se preocupe com a qualidade de vida dos liderados e reorganize os fluxos de trabalho sem priorizar uma pessoa ou outra.

 

Reconhecimento

Talvez esse seja um momento em que as empresas não consigam reconhecer financeiramente seus colaboradores, não aumente seus salários e não ofereçam prêmios ou bonificações no final do mês. É um período de recessão e de redução de despesas.

Mas ser reconhecido não diz respeito somente a isso. Cabe ao líder usar de outros artifícios para valorizar seu colaborador. Um elogio diante de um desempenho diferenciado pode significar muito para quem recebe e servir de exemplo para quem ouve.

 

Existem muitas formas de manter o seu time proativo e motivado em home office e, como abordado, esse é o principal papel de um líder. Boas práticas de empatia podem ser um diferencial neste momento tão adverso e de constante preocupação.

Não sabemos ao certo quando tudo voltará ao seu eixo, mas enquanto isso, nós da Omie, seguimos juntos com você para que supere os desafios e mantenha força total neste período de recessão.

Estamos com você nesta jornada, #juntos pela prosperidade no Brasil.

 

 

 

 

 


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas