Livros contábeis: descubra o seu papel em um negócio

Envolvidos nas obrigações fiscais de um empresário, os livros contábeis são documentos importantes que garantem a regularidade de uma empresa. Confira

11/Ago/2020
Contabilidade

Se você tem uma empresa em funcionamento, certamente já deve ter ouvido falar nos livros contábeis. Obrigatórios a todas as organizações atuantes no mercado brasileiro, eles são um dos elementos mais conhecidos da escrituração contábil.


Entre balanços e demonstrativos, os livros contábeis são de responsabilidade e atribuição exclusiva dos profissionais de contabilidade, segundo a Resolução nº 1.330/11.


Dependendo da legislação tributária e fiscal, existem alguns tipos de livros contábeis obrigatórios. Para descobrir mais sobre esse tema e entender como a sua empresa é afetada, continue lendo o artigo abaixo.

 

O que são livros contábeis?

Os livros contábeis são todos os registros de caráter econômico e financeiro usados por uma empresa. Entre esses dados, deve haver um histórico atualizado da organização, assim como um panorama atual com um planejamento financeiro de médio a longo prazo.


Seu objetivo principal é registrar todos os acontecimentos financeiros de um negócio no decorrer de um ano. Sendo assim, eles possuem um importante papel na gestão contábil de uma empresa, já que auxiliam na compreensão dos resultados financeiros, como no registro do Balanço Patrimonial.


De acordo com o Código Comercial Brasileiro, faz parte das obrigações contábeis de todas as empresas — pessoas jurídicas —, exceto para o Microempreendedor Individual (MEI), ter um sistema de escrituração contábil, ou seja, realizar a manutenção dos livros contábeis.


Tipos de livros contábeis

Os registros de cada livro contábil são feitos seguindo as normas vigentes de cada país, como é o caso das Normas Brasileiras de Contabilidade, e qualquer inadequação ou irregularidade deixa esses documentos sujeitos à invalidação.


Para cada tipo de empresa existe uma série de livros obrigatórios, na qual estes precisam ter os seus conteúdos em ordem cronológica e com a moeda nacional. Com o objetivo de ajudar a entender o que são os livros contábeis, nós listamos abaixo suas principais modalidades.


Livro Diário

Assim como seu nome sugere, o Livro Diário registra todas as movimentações financeiras da empresa e também inclui o controle de entradas e saídas que não alteram as finanças, como as obrigações fiscais e as provisões de recebíveis.


Determinado pelo Artigo 5º da Lei nº483, ele é uma obrigação diária a todas as empresas e registra as operações em ordem cronológica. O Livro Diário possui a função de documentar toda a escrituração contábil de crédito e débito em papéis assinados pela Junta Comercial.


Livro Razão

O Livro Razão é responsável por controlar os registros e as contas firmadas no Livro Diário, individualizando, resumindo e ajudando no fechamento do caixa. Sendo assim, ele é um recurso utilizado para facilitar o Balanço Patrimonial das empresas.


Também chamado de Fichas Razão, ele está dispensado da autenticação da Junta Comercial. Porém, é válido lembrar que o livro deve sempre estar atualizado e em boas condições, já que por meio dele é possível chegar ao resultado final do caixa.


Livro Caixa

Feito também em ordem cronológica, o Livro Caixa, ao contrário dos outros tipos de livros contábeis, é facultativo, ou seja, opcional. Porém, é importante lembrar que, para as empresas enquadradas no Simples Nacional, ele é obrigatório.


Usado para registrar a entrada e saída de dinheiro, o Livro Caixa é um importante recurso de um contador, já que é usado na elaboração da DFC — Demonstração de Fluxo de Caixa.


Livro de Registro de Inventário

O Livro de Registro de Inventário, assim como os outros dois tipos de livros que citamos acima, é obrigatório segundo o Regulamento de Imposto de Renda (RIR).


Esse documento tem como objetivo registrar as quantidades e os valores de produtos, serviços, mercadorias e outros bens que possam estar disponíveis na data do Balanço Patrimonial. Assim, esse livro tem como intuito evitar que haja divergências entre os dados declarados na receita.


Livro de Registro de Prestação de Serviços

Entre os principais registros está o Livro de Registro de Prestação de Serviços. Ele tem como objetivo registrar todos os documentos fiscais das empresas que estão sujeitas à apuração do ISS (Imposto sobre Serviço).


Livros contábeis e SPED: qual a relação?

Mesmo com a modernização dos processos internos de uma empresa, os livros contábeis não ficaram para trás. Atualmente, a autenticação dos livros pode ser feita pelo Sistema Público de Escrituração Digital (SPED).


A transformação digital desse processo burocrático facilita o trabalho do contador e diminui os riscos de erros. Prova disso é que a Receita Federal definiu uma agenda para que as empresas possam usar a Escrituração Fiscal Digital de Retenção e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf).


Saiba como a transformação digital pode afetar sua empresa

Como você viu, os livros contábeis, além de uma obrigação, são um importante recurso na hora de fechar o caixa da sua empresa. E, com o SPED, esse processo se torna bem mais fácil. Então, por que parar a transformação digital?


Confira nosso artigo “Como a transformação digital pode aumentar a produtividade e os resultados da sua empresa” e saiba os benefícios de modernizar os processos internos do seu negócio.


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas