Balanço patrimonial: o que é, como fazer + cálculo

Guia abrangente sobre o Balanço Patrimonial, desvendando seu significado, metodologia de elaboração e o cálculo fundamental. Descubra as nuances do processo, adquirindo conhecimento essencial para garantir a saúde financeira da sua empresa.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O Balanço Patrimonial é muito mais que um mero registro de números; é um espelho que reflete a saúde financeira de uma entidade. 

Neste guia, exploraremos sua definição concisa, contextualizando sua importância no cenário empresarial. 

Compreender o Balanço Patrimonial não apenas cumpre uma exigência contábil, mas também proporciona insights valiosos sobre a estabilidade e a viabilidade financeira de uma empresa. Veja tudo sobre como fazer, cálculo e mais!

Banner - da gestão financeira à organização de contratos

O que é o Balanço Patrimonial?

O Balanço Patrimonial, ou balanço contábil, é a síntese quantitativa e qualitativa da posição financeira de uma entidade em uma data específica. 

Este relatório financeiro essencial transcende números, oferecendo uma análise abrangente dos ativos, investimentos, direitos e obrigações que compõem o panorama patrimonial de uma empresa.

Mais que um documento contábil, o Balanço Patrimonial é uma ferramenta estratégica. Essencial para analisar o comportamento financeiro, mapear o fluxo de recursos, fundamentar o planejamento estratégico e orientar o planejamento tributário. 

Decisões financeiras fundamentadas e apresentação atrativa a investidores são apenas algumas das facetas que tornam este relatório imprescindível para o sucesso empresarial. 

Diferenciando-se do balancete, que atende a períodos mais curtos, o Balanço Patrimonial é a linguagem clara e precisa dos números que impulsiona a inteligência financeira.

Quando e porque realizar o Balanço Patrimonial?

O balanço contábil, determinado pelo Código Civil, é uma exigência para a maioria das empresas. Ele destaca-se como uma das declarações financeiras mais essenciais, geralmente elaborada ao término de cada exercício social. 

O exercício social compreende um período de um ano completo, de janeiro a dezembro, e sua apresentação ocorre no ano subsequente, seguindo uma linha temporal similar à declaração do Imposto de Renda. Este deve ser concluído até o quarto mês após o encerramento de cada exercício.

Até maio do ano seguinte, todas as empresas, exceto as enquadradas no Simples Nacional, têm a responsabilidade de apresentar seu balanço do ano anterior. 

Para manter-se conforme as obrigações legais, é crucial monitorar anualmente a situação e manter todos os registros, documentos e informações da empresa atualizados.

Qual o objetivo do Balanço Patrimonial?

O documento visa fornecer uma visão abrangente e clara da posição financeira e patrimonial da empresa em uma data específica. 

Vai além da mera conformidade legal; é uma ferramenta estratégica para análise financeira detalhada. Ele destaca todos os ativos, investimentos, direitos e obrigações, proporcionando insights cruciais para:

  • Analisar o Desempenho Financeiro: Permite uma análise minuciosa do comportamento financeiro da empresa.
  • Mapear o Fluxo de Recursos: Revela como os recursos financeiros da empresa são utilizados e gerenciados ao longo do tempo.
  • Base para o Planejamento Estratégico: Serve como alicerce para a construção do planejamento estratégico, orientando as metas futuras.
  • Ferramenta para o Planejamento Tributário: Facilita a identificação de oportunidades para otimização fiscal, proporcionando uma visão clara dos tributos pagos.

Qual a Importância do Balanço Patrimonial?

A importância do balanço patrimonial transcende a conformidade legal; é uma ferramenta multifacetada para a gestão eficaz dos recursos da empresa. Sua relevância destaca-se em:

  • Decisões Financeiras Assertivas: Oferece a base necessária para decisões financeiras informadas e estratégicas.
  • Atração de Investidores: Apresenta a saúde financeira da empresa de forma clara e objetiva, sendo um fator determinante para potenciais investidores.

Assim, não apenas cumpre uma obrigação legal, mas é um aliado na busca pelo sucesso e estabilidade financeira da empresa.

Libere seu crescimento - banner omie desplanilhe-se

Estrutura do Balanço Patrimonial

O balanço patrimonial, documento singular e obrigatório, segue um padrão definido por lei, não admitindo variações. Sua estrutura fundamental compreende três categorias de contas: ativos, passivos e patrimônio líquido. Vejamos cada uma delas de forma sucinta:

Ativo:

  • Circulante: Valores para operações de curto prazo.
    • Caixa e equivalentes de caixa;
    • Aplicações financeiras;
    • Contas a receber (até 12 meses);
    • Estoques;
    • Despesas antecipadas (até 12 meses);
    • Tributos a recuperar.
  • Não Circulante: Ativos de longo prazo.
    • Realizável a longo prazo;
    • Investimentos;
    • Imobilizado;
    • Intangível.

Passivo:

  • Circulante: Dívidas a serem liquidadas em até um ano.
    • Obrigações sociais e trabalhistas;
    • Obrigações com fornecedores;
    • Obrigações fiscais;
    • Empréstimos e financiamentos.
  • Não Circulante: Dívidas a serem liquidadas após um ano.

Patrimônio Líquido:

  • Representa os valores dos acionistas, quotistas e investidores, sendo composto pelo investimento inicial somado aos lucros reinvestidos.

O balanço patrimonial deve ser elaborado ao final de cada exercício social, um período de um ano, apresentando-se no ano subsequente. Empresas enquadradas no Simples Nacional estão isentas dessa obrigação.

A estrutura padrão inclui ativos, passivos e patrimônio líquido, refletindo a posição financeira da empresa em uma data específica.

Não há diferentes versões; segue-se um padrão único imposto por lei. A estrutura básica, com ativos, passivos e patrimônio líquido, é constante, sendo essencial para uma análise abrangente da saúde financeira da empresa.

Como elaborar um Balanço Patrimonial: 6 passos

Antes de adentrar no desenvolvimento do balanço patrimonial, é imperativo contar com um relatório contábil consolidado, que reúna todos os registros contábeis do período em análise. 

Este requer a prévia escrituração no Livro Diário, destinado a registrar todos os eventos financeiros, incluindo entradas e saídas.

Conforme as normas do Conselho Federal de Contabilidade (CFC), tanto o Relatório Contábil quanto o registro dos fatos contábeis são mandatórios para todas as empresas, inclusive aquelas optantes pelo Simples Nacional (exceto MEI — Microempreendedores Individuais). 

Siga o passo a passo de como elaborar o Balanço Patrimonial:

  1. Determine o período de análise 
  2. Determine os valores dos ativos da empresa
  3. Determine os valores dos passivos da empresa 
  4. Levante o valor do Patrimônio Líquido 
  5. Monte o Balanço Patrimonial
  6. Faça outras análises e determine KPIs

1. Determine o Período de Análise:

O balanço patrimonial analisa um período específico, normalmente produzido a cada 12 meses, mas pode ser adaptado conforme as necessidades da empresa.

2. Determine os Valores dos Ativos da Empresa:

Mapeie bens e direitos, tanto a curto (ativo circulante) quanto a longo prazo (ativo não circulante). Some esses valores e inclua-os no relatório.

3. Determine os Valores dos Passivos da Empresa:

Some os valores dos passivos, como despesas recorrentes e dívidas. Estes também integram o cálculo do balanço contábil.

4. Levante o Valor do Patrimônio Líquido:

Calcule o patrimônio líquido com a fórmula simples: patrimônio líquido = ativos – passivos.

5. Monte o Balanço Patrimonial:

Organize o documento com dados da empresa no cabeçalho, ativos à esquerda, passivos e patrimônio líquido à direita, listando os valores de forma decrescente de liquidez.

6. Faça Outras Análises e Determine KPIs:

Além de verificar o equilíbrio entre passivos e ativos, explore métricas adicionais para uma compreensão mais profunda do desempenho da empresa. Exemplos de KPIs incluem Retorno Sobre Investimento (ROI), Custo de Aquisição por Cliente (CAC), EBITDA, Lifetime Value (LTV), Margem de Lucro e Ticket Médio, entre outros.

Exemplo prático para pequenas e médias empresas

Consideremos uma empresa fictícia, ABC Comércio de Eletrônicos Ltda, para ilustrar o processo de elaboração do balanço patrimonial.

A ABC Comércio de Eletrônicos decide realizar seu balanço patrimonial no final do ano fiscal, compreendido de janeiro a dezembro.

Assim, mapeiam os ativos, o que inclui: caixa, estoques de produtos eletrônicos, contas a receber de clientes, e máquinas utilizadas nas operações.

Em seguida, avaliam os passivos: obrigações sociais e trabalhistas, dívidas com fornecedores e obrigações fiscais.

O patrimônio líquido é calculado subtraindo os passivos dos ativos, representando a porção do patrimônio da empresa que pertence aos acionistas.

A empresa organiza as informações no documento, com dados da ABC Comércio de Eletrônicos no cabeçalho, ativos à esquerda, passivos e patrimônio líquido à direita, listando os valores de forma decrescente de liquidez.

Além de verificar o equilíbrio entre ativos e passivos, a ABC Comércio de Eletrônicos pode calcular KPIs relevantes, como o retorno sobre o investimento, a margem de lucro e o custo de aquisição por cliente.

Ativos Valor (R$) Passivos e Patrimônio Líquido Valor (R$)
Ativo Circulante Passivo Circulante
– Caixa 50,000 – Obrigações Sociais e Trabalhistas 15,000
– Estoques 120,000 – Dívidas com Fornecedores 45,000
– Contas a Receber 30,000 – Obrigações Fiscais 20,000
– Máquinas 80,000 – Empréstimos e Financiamentos 35,000
Ativo Não Circulante Passivo Não Circulante
– Imóveis 200,000 – Financiamento de Máquinas 60,000
– Equipamentos 50,000
Patrimônio Líquido
– Investimento Inicial 150,000
– Lucros Reinvestidos 35,000
Total Ativos 560,000 Total Passivos e Patrimônio Líquido 560,000

Balanço Patrimonial da ABC Comércio de Eletrônicos Ltda *(Valores Fictícios)

FAQ: outras dúvidas sobre Balanço Patrimonial

Não tenho um balanço contábil, o que fazer?

Se você ainda não possui um balanço contábil, é essencial iniciar a escrituração no Livro Diário, registrando todos os eventos financeiros, e seguir as normas do Conselho Federal de Contabilidade para elaborar o Relatório Contábil. Esses passos são fundamentais para criar um balanço patrimonial.

Qual a diferença entre balanço patrimonial e DRE?

Enquanto o Balanço Patrimonial apresenta a situação do patrimônio da empresa, considerando seus bens, direitos e obrigações, a Demonstração de Resultado do Exercício (DRE) destaca os resultados financeiros em determinado período. A DRE mostra se um negócio obteve lucro ou prejuízo, sendo elaborada com base na relação entre receitas e despesas.

Onde vai o CMV no balanço patrimonial?

O Custo das Mercadorias Vendidas (CMV) não consta diretamente no balanço patrimonial. Ele é um componente da Demonstração de Resultado do Exercício (DRE), refletindo os custos associados à produção ou aquisição de mercadorias vendidas durante o período.

É possível fazer o balanço patrimonial no Excel?

Sim, é possível criar um balanço patrimonial no Excel. No entanto, alguns pontos negativos incluem:

  • Complexidade: Para empresas maiores, a complexidade das fórmulas e dados pode tornar o Excel menos eficiente.
  • Risco de Erros: A digitação manual aumenta o risco de erros, impactando a precisão dos resultados.
  • Limitações de Escala: Para grandes volumes de dados, o Excel pode ter limitações, afetando a eficiência e a capacidade de lidar com informações detalhadas de forma robusta.

Em vez de enfrentar desafios manuais, soluções financeiras inovadoras como o sistema ERP da Omie surgem como facilitadoras. 

Automatizando o processo de forma intuitiva, prática e integrada, a ferramenta não apenas simplifica a elaboração do balanço patrimonial, mas otimiza uma variedade de operações empresariais. 

Essa abordagem eficiente reduz o risco de erros e libera tempo valioso para os gestores focarem em estratégias que impulsionam o crescimento do negócio. 

Com Omie, a jornada rumo à eficiência empresarial é moldada por soluções que vão além da automação contábil, impulsionando o sucesso.

banner cta empreendedor

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
pessoa segurando folha de pagamento de papel
Saiba como funciona a folha de pagamento, aprenda os itens necessários e como otimizar a sua folha empresarial.
Conheça a cnae: homem e mulher a frente de notebook
Aprenda como consultar e classificar corretamente sua empresa conforme suas atividades com o CNAE.
IPI - Imposto Sobre Produtos Industrializados
Descubra o que é IPI, como ele impacta seu negócio e como calculá-lo corretamente.