Markup: saiba como esse índice interfere nas vendas

Curioso em entender o que é markup? No blog da Omie, você conhece a sua definição e a fórmula para calcular o índice. Acesse e confira

06/Ago/2020
Finanças

Já ouviu falar no markup? Definido como o índice usado na estipulação do preço de venda de um produto ou serviço, ele está atrelado ao custo de produção e distribuição de um bem.


Traduzido como “taxa de marcação”, ele é um termo que facilita a definição da tabela de preços de uma empresa. Ele é usado para estipular o preço de um produto, o que nem sempre é uma tarefa fácil, já que é preciso levar em consideração concorrência, condições do mercado, além da oferta e procura.


Assim, esta é uma importante ferramenta de gestão que ajuda a garantir que o preço de venda poderá arcar com os custos de produção e ainda gerar uma margem de lucro. Quer saber mais sobre o que é markup? Acompanhe o conteúdo abaixo.

  

Como calcular o markup?

Como um conceito aplicado à economia, à contabilidade e à administração de empresas, o valor do markup é calculado por uma fórmula que envolve as despesas fixas (DF) e variáveis (DV), além da margem de lucro (ML). Veja abaixo a fórmula:


  • 100/100 - (DF + DV + ML).

Para exemplificar, imagine que a sua empresa possui os seguintes números: DF= 15, DV= 18 e ML= 21. Ao colocar em prática a fórmula do markup, a conta fica desta forma:


  • Markup = 100/100 - (15+18+21);
  • Markup = 100/100 - 54;
  • Markup = 100/46,
  • Markup = 2,17.


Aplicando os valores desses três itens, você consegue encontrar o índice. Para entender melhor a definição de cada variável, acompanhe os tópicos a seguir e saiba mais sobre o custo total de produção.

 

Despesas fixas

As denominadas despesas fixas do cálculo são os custos administrativos usados para a manutenção de uma organização. Isso quer dizer que, nessa definição, não são considerados os gastos de produção, mas as despesas que todo mês entram no planejamento orçamentário.


Entre os exemplos de despesas fixas que podem ser mencionados, estão: salários do quadro de colaboradores, contas de luz, água, telefone e aluguel do imóvel utilizado pela empresa.

 

Despesas variáveis

Ao contrário da definição dos custos fixos, as despesas variáveis tendem a sofrer alterações a cada mês, já que os valores oscilam dependendo do número de produção e venda dos produtos.


Os impostos como o CSLL (Contribuição Social Sobre o Lucro Líquido) e o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) são exemplos de gastos enquadrados como despesas variáveis.


Margem de lucro

A margem de lucro é a porcentagem de venda do produto destinada ao fluxo de caixa interno, usada principalmente para o desenvolvimento e a ampliação da empresa no mercado. 


Vale lembrar que, apesar de ser um valor importante para a empresa, a margem de lucro não pode ser exagerada, podendo encarecer o produto ao ponto do consumidor desistir da compra.


Relação entre o índice e o preço de venda

Como o markup é o índice usado sobre o custo de produção de um bem, ele também afeta a precificação do produto ou serviço quando este é comercializado. Confira abaixo a fórmula usada para determinar o melhor preço.


  • Markup x custo de produção = preço do bem.


Supondo que o preço de produção foi R$ 20 e o markup é 2,17, o preço de venda será R$ 43,40. Com esse cálculo, é possível chegar a um valor justo, tanto ao empresário como ao consumidor.


Markup X Margem de contribuição

Agora que você já conhece a fórmula do markup, vamos falar sobre a margem de contribuição, que é o ganho bruto de vendas. Em outras palavras, esse índice demonstra a margem de lucro depois de pagos os impostos de comercialização e custos de produção.


Além de precificar um produto ou serviço, sua fórmula leva em conta o valor de vendas menos a soma das despesas variáveis e fixas. Entenda melhor:


  • Margem de contribuição = valor de vendas - (despesas fixas + despesas variáveis).


Mas, qual é a melhor opção para encontrar o preço ideal? A única diferença entre essas duas ferramentas é que, enquanto o markup determina a porcentagem recomendada para começar a comercializar, a margem de contribuição permite visualizar quando é possível diminuir o preço em prol da concorrência.


Converta os processos de venda em processos de compra

Viu como o markup é um índice que pode ajudar no retorno financeiro da sua empresa? Então, que tal continuar a investir no desenvolvimento e ampliação do seu fluxo de caixa?


No blog da Omie, tanto o empresário como o contador encontram conteúdos que auxiliam no crescimento financeiro do seu empreendimento.


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas