ME: por que optar por uma microempresa?

O que é ME? Além de oferecer vantagens para empresário, esse tipo de empresa é um dos mais populares no Brasil. Acesse e confira mais sobre o tema

14/Set/2020
Empreendedorismo

O sonho de ser um empresário não é novo, mas você sabe o que é preciso para começar essa carreira? Para começar, o primeiro passo é conhecer as naturezas jurídicas das empresas existentes no mercado, como a ME (Microempresa).


Segundo dados fornecidos pelo Sebrae, entidade que ajuda microempreendedores, existem mais de 20 milhões de negócios em operação no Brasil, sendo que 13,5 milhões correspondem a micro e pequenos empreendimentos.


Ficou interessado em entender o que é ME e quais os benefícios desse tipo de empresa? Então, acompanhe o conteúdo a seguir e descubra como se tornar um microempreendedor e todos os seus benefícios. Confira.

 

Entenda a ME

A microempresa é uma modalidade de porte de empresas muito popular no Brasil, seja pelo seu tamanho ou pelas vantagens fiscais das quais o empreendedor pode se beneficiar. Mas você sabe como ela é classificada?


As MEs são definidas como pessoas jurídicas em que o faturamento da microempresa é inferior a R$ 360 mil por ano, e pode se enquadrar no Simples Nacional, um sistema tributário que visa facilitar a cobrança de impostos.


Ela também é dividida em três diferentes tipos de empresas existentes no mercado brasileiro: Sociedade Simples, Sociedade Empresária, Empresário Individual e EIRELI (Empresa Individual de Responsabilidade Limitada).


Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte

Você sabia que dependendo do porte da empresa existe uma lei específica? No caso dos micro e pequenos negócios, eles são amparados pela Lei Geral das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte.


Criada em 2006, a lei regulariza um tratamento diferente e vantajoso a essas empresas. Usada como uma estratégia de geração de empregos, distribuição de renda, fortalecimento da economia e inclusão social, ela tem como objetivo contribuir para a evolução e competitividade desses negócios no mercado, através de:


  • Simplificação de ações burocráticas;
  • Auxílio no acesso ao mercado empresarial;
  • Facilidade na contratação de créditos,
  • Estímulo à inovação e exportação.


Quais impostos uma microempresa paga?

Assim como em qualquer negócio, abrir uma microempresa é uma tarefa que demanda atenção e compromisso. Isso porque existe uma lista de obrigações fiscais que garantem a regularização de uma empresa. Confira abaixo como simplificar esse processo.


Simples Nacional

Existem diversas obrigações tributárias quando o assunto é administrar uma empresa, mas a ME possui um facilitador: o Simples Nacional. Ele é um modelo de enquadramento de impostos e tributos que tem como objetivo facilitar o recolhimento do Fisco, unificando oito tributações diferentes em uma única guia, o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional):


  • PIS (Programa de Integração Nacional);
  • INSS (Instituto Nacional de Seguridade Social);
  • IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados);
  • ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços);
  • ISS (Imposto sobre Circulação de Serviços);
  • CSLL (Contribuição Social sobre Lucro Líquido);
  • COFINS (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Nacional),
  • IRPJ (Imposto de Renda da Pessoa Jurídica).

 

Benefícios de uma microempresa

Na hora de abrir um negócio, é importante estudar as empresas existentes no mercado em seus diferentes modelos, já que existem benefícios específicos para determinados tipos de negócios. Conheça abaixo as vantagens da ME.


Menos burocracias

Desde o seu tamanho reduzido até o modo como é feito o recolhimento tributário, a microempresa é um tipo de negócio que preza pela facilidade e diminuição das burocracias.


Isso acontece porque a ME tem o objetivo de permitir que profissionais autônomos comecem a fazer parte da legalidade. Além das facilidades já citadas, a isenção do pagamento das férias coletivas ao Ministério do Trabalho é outro exemplo dessas vantagens.

  

Tomadas de decisões centralizadas

As MEs são empresas que possuem menos processos internos, e isso se deve ao seu porte. Porém, com isso, as tomadas de decisões podem ser mais rápidas, já que a palavra final será do empresário, o que centraliza o processo.


Esse tipo de processamento também é um grande facilitador na hora de identificar possíveis falhas e erros, sendo possível fazer as alterações sem comprometer a dinâmica do grupo.


Vantagens competitivas em licitações

Qualquer empresa pode fazer parte das licitações públicas, mas a ME tem benefícios previstos na legislação que garantem a igualdade entre esses negócios e o de grande porte.


Uma das vantagens da microempresa é que ela pode fazer parte desse processo, mesmo se  estiver irregular. No entanto, é importante lembrar que, se o negócio for o vencedor, o empresário precisa colocar as obrigações fiscais em ordem no prazo máximo de dois dias. 


E claro, manter a empresa em dia com o Fisco deve ser parte da rotina diária de qualquer empresa, seja ela grande ou pequena.


Integre os processos do seu negócio

Escolher bem o tipo de empresa para abrir o seu negócio pode fazer toda a diferença.E para otimizar e integrar todos os processos internos da sua empresa, conte com a Omie, o software de gestão número um do Brasil. Experimente grátis!



Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas