O que é e como funciona o Business Intelligence (BI)?

Saiba por que o business intelligence é essencial para ajudar na estratégia de crescimento da sua empresa

07/Jun/2022
Empreendedorismo

Você sabe o que é business intelligence e para que serve? Bom, neste conteúdo nós vamos te contar tudo sobre o grande responsável por tornar mais fácil a análise de dados! 

Todos os processos, atividades, rotinas e maneiras de se comunicar sempre podem ser trabalhados para melhorar, alcançar resultados assertivos e assim, obter maior vantagem competitiva no mercado. Isso tudo faz parte da inteligência de negócios que significa ir um passo além para se reinventar, tanto no ambiente interno quanto externo. 

Ou seja, ela é fundamental para otimizar e modernizar os processos, assim como para auxiliar em um reposicionamento diante do público-alvo, fornecedores, clientes e concorrentes. 

Mas então, como utilizar a inteligência com a quantidade de informações e dados gerados diariamente? Com a ajuda do BI ─ Business Intelligence, a análise de dados e as tomadas de decisão se tornam mais estratégicas, mas não é só isso! Continue nos acompanhando e entenda o que é business intelligence e todas as suas vantagens!

O que é Business Intelligence?

Primeiramente, é importante ressaltar que o business intelligence não é uma tecnologia, mas um conceito que utiliza softwares, ferramentas e soluções inovadoras para compor os processos de um negócio.

O Business Intelligence, BI ou em tradução livre, Inteligência de Negócios, nada mais é do que a coleta, o armazenamento, tratamento, aplicação e análise de dados, que são fundamentais para empresas tomarem decisões mais assertivas.

O business intelligence é definido da seguinte forma pelo Glossário de Termos da Gartner, em tradução livre: Um termo abrangente que inclui os aplicativos, infraestrutura e ferramentas, e as melhores práticas que permitem o acesso e a análise de informações para melhorar e otimizar decisões e desempenho. Com essa definição, fica claro que o BI é muito importante para que empresas possam definir estratégias e montar planos de ação personalizados e efetivos.

Ele oferece insights e visões sobre todos os assuntos referentes à empresa, que podem ser aplicados na rotina da organização, seja em pesquisas de mercado, estudos de público-alvo, técnicas operacionais, comunicação e muitas outras questões. 

O recurso também se destaca por facilitar os processos de gestão empresarial, podendo ser utilizado por todos os envolvidos.

O business intelligence, como processo, busca transformar e tornar o imenso volume de informações sobre um determinado assunto relacionado ao negócio mais fácil de ser compreendido.

Assim, com leitura e análise mais profunda dos dados, suas características, variações e histórico, fica mais fácil tornar a inteligência estratégica.

Como surgiu o business intelligence?

 

Existem dois conceitos sobre o surgimento do BI. O primeiro diz respeito ao business intelligence tradicional, que nasceu como um sistema, em 1960, para compartilhar as informações entre empresas. A intenção era explorar o potencial dos dados, mesmo que de forma superficial. 

Com o avanço da tecnologia, na década de 1980, ele se desenvolveu e passou a ser um recurso para auxiliar na tomada de decisões. Nessa época era algo mais exclusivo e até mesmo limitado, sem a característica de prestação de serviço que possui atualmente.

Já o segundo conceito é mais moderno, diz respeito à evolução natural da ideia tradicional. Ele se baseia nos serviços, sendo aplicado com apoio de plataformas especializadas. Elas fazem com que o processo de análise de informações fique mais fácil e mais completo. 

No caso do BI mais moderno, ele oferece maior autonomia para quem o utiliza e maior segurança dos dados, assim como torna o seu uso mais flexível. 

Como funciona o business intelligence?

Sabemos que só a informação não gera valor para as empresas, certo? Uma das principais vantagens do business intelligence é que a coleta de dados realizada agrega novas maneiras de aplicar as estratégias e colocá-las em prática, independentemente do segmento da empresa. 

Mas, como funciona de fato o processo de business intelligence? Não é nada complexo! Na verdade, é bem simples, mesmo parecendo que não. Confira suas quatro etapas a seguir. 

  • Coleta

Nessa etapa, os dados são coletados e são identificadas quais informações são úteis para o negócio e qual meta a empresa deseja alcançar. Esses dados são coletados das vendas, custos de produção e investimento. É nessa etapa que a base de dados é limpa, selecionando apenas o que é realmente relevante para o objetivo da análise.

  • Análise de dados

Depois de coletar as informações, é o momento de definir quais serão as métricas responsáveis pela sua análise. Nesse momento, também é realizada a organização dos dados, para facilitar a visualização e a comparação.

  • Compartilhamento

Algumas informações coletadas podem ser de interesse de outros setores da empresa. Por isso, os relatórios são encaminhados até eles, assim, os gestores e colaboradores podem trocar ideias e tomar decisões mais estratégicas.

  • Monitoramento

Todos os resultados e insights obtidos pelo processamento de dados devem estar em constante monitoramento e revisão, buscando sempre novas fontes de dados e estando alinhados às movimentações do mercado, públicos e, claro, da própria empresa.

Principais ferramentas de BI

As ferramentas de business intelligence são as responsáveis por ajudar a empresa a obter insights mais significativos, relatórios mais ricos e muito mais. Por isso, é essencial saber as opções disponíveis no mercado para escolher a que mais atende às suas necessidades. 

Separamos as principais para te ajudar, confira:

  • Board: tem como foco a captação de dados e suporte para o processo de análise, para gerar novas oportunidades no negócio e apoiar o gerenciamento interno;
  • Domo: uma das ferramentas mais versáteis para BI, ela cumpre bem o seu papel e pode ser utilizada tanto em e-commerce quanto em grandes empresas;
  • Dundas BI: adaptado para 19 setores, possibilita gerar relatórios, analisar os pontos fortes da empresa e criar painéis personalizados;
  • Microsoft Power BI: um dos mais famosos em BI, esse sistema permite a criação personalizada de diversos tipos de relatórios e gráficos;
  • MicroStrategy: se destaca por oferecer inúmeras possibilidades de visualização dos dados, gerando relatórios em tempo real; 
  • Oracle Analytics Cloud: com uma plataforma bem intuitiva, essa ferramenta oferece a preparação, visualização e análises de dados, além de análises integradas;
  • Qlik: esse sistema possui alto desempenho, sendo capaz de encontrar dados sem os recursos de consulta. Tem como foco a precisão de resultados e segurança de dados;
  • SAS: outra muito conhecida, seu foco principal é realizar uma análise preditiva e ajudar na criação de gráficos com visualização avançada de dados e desempenho;
  • Sisense: oferece a possibilidade de juntar dados, dispondo de uma visualização que torna a experiência dos usuários mais intuitiva e assertiva, além disso, ele pode ser integrado em diversas áreas do negócio;
  • Tableau: tem versões personalizadas para os diferentes segmentos da indústria. Se destaca por oferecer o mapeamento e análise dos dados com base na inteligência artificial;
  • Tableau CRM: criado para oferecer mais autonomia ao time de marketing, esse sistema tem fácil operação, focando na captação de dados de maneira simples, facilitando a visualização e análise. O fluxo pode ser compartilhado, o que oferece insights ainda mais detalhados; 
  • Tibco: é uma ferramenta que disponibiliza a visualização de dados complexos de forma otimizada, personalizada e intuitiva;

Vantagens em integrar ERP e Business Intelligence

Como você já percebeu, o business intelligence é um aliado e tanto na construção de estratégia das empresas, não é mesmo? Mas, o que você pode não saber é que o ERP (sistema integrado de gestão empresarial) e o BI se complementam. Enquanto o ERP reúne as informações e as organiza, o BI as utiliza para gerar insights bem valiosos. 

Entre as vantagens de integrar o sistema ERP ao business intelligence estão:

  • Eficiência dos funcionários: quando o ERP é integrado com BI, os gestores conseguem fazer as informações circularem de forma mais rápida entre as equipes. Assim, todos conseguem tomar decisões com base no que está acontecendo em tempo real, e, com isso, conseguem trabalhar de forma sinérgica, melhorando as atividades e resultados; 
  • Melhorar os processos internos: com sistema e processos integrados, é possível acompanhar com mais precisão como os procedimentos estão evoluindo. Isso se torna uma grande vantagem, pois os gestores poderão identificar os problemas, os erros e os pontos de melhoria. Assim, fica mais ágil fazer as mudanças necessárias para que os processos fluam. 
  • Qualidade dos investimentos: quando você integra ERP com BI, consegue avaliar a necessidade ou o retorno de investimentos da sua empresa. A ferramenta oferece as informações e insights sobre quais áreas precisam de mais investimento, além de avaliar o retorno. Todos podem ser comparados com o BI, facilitando a visualização abrangente do negócio.

Quer saber mais sobre sistemas ERP e como funcionam? Confira em nosso blog e tire suas dúvidas! 

Conclusão

Com a grande quantidade de dados ao nosso alcance, fica bem mais difícil nos concentrarmos em quais são as informações relevantes para nossos problemas e, com isso, analisá-las de forma estratégica. E é para isso que o business intelligence é destinado.

Agora você já sabe que business intelligence é o recurso tecnológico responsável por utilizar de forma estratégica todos os dados presentes nas organizações com base em coleta, tratamento e análise de todos os tipos de informações relevantes, tornando mais efetivas as decisões para o negócio.

Ele permite a simplificação do processo de coleta de dados e visualizá-los de forma que proporcione melhor compreensão das informações. Utilizá-lo na empresa fará uma enorme diferença, afinal, quanto mais precisos forem os dados, mais personalizadas serão as ações e, assim, melhores serão os resultados.

Diante disso, uma alternativa ideal para facilitar sua rotina empresarial e gerir todos os processos do seu negócio de forma eficiente é com o sistema de gestão ERP da Omie. Além de disponibilizar a integração com o BI, nosso ERP também é compatível para integração com muitos outros sistemas e gera relatórios completos e personalizados conforme sua necessidade.

No blog da Omie você encontra muitos outros conteúdos como este que vão te ajudar a entender mais sobre empreendedorismo, gestão e softwares. Confira agora mesmo!

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas