O que é patrimônio empresarial e como calculá-lo

Descubra o que constitui o patrimônio da sua empresa e saiba como calculá-lo da forma correta.

12/Nov/2020
Finanças

Quando falamos sobre o patrimônio de uma companhia, nos referimos a todos os seus bens, direitos e obrigações. Portanto, o patrimônio é muito mais do que apenas a mobília, as instalações e os ganhos financeiros. É tudo o que a organização possui, além de tudo que tem a chance de gerar algum lucro.


Para que a empresa possa ter uma boa gestão financeira, é essencial que saiba contabilizar seu patrimônio, seus bens e direitos. Sendo assim, neste artigo, vamos te ajudar a entender mais sobre o que compõe o patrimônio empresarial e como contabilizá-lo da forma correta.

O que são bens, direitos e obrigações

Para que seja possível contabilizar o patrimônio, primeiramente, deve-se saber o que são bens, direitos e obrigações. Veja a seguir:

Bens

Podemos caracterizar como bens de um negócio tudo aquilo que pode ser avaliado economicamente. Portanto, tudo que a companhia pode trocar, vender e comprar e que pode ser usado para atingir os objetivos da empresa, são os seus bens. Podemos usar como exemplo: veículos, móveis, estoque, marcas e patentes, dentre outros.

Direitos

Os direitos também são considerados patrimônio da empresa e são os valores que a companhia tem a receber de cliente ou de outras transações comerciais. É o caso de pagamentos a prazo, juros, notas promissórias, entre outros tipos de pagamento que devem ser recebidos.

Obrigações

Já as obrigações são o oposto dos direitos, são as dívidas que uma companhia precisa quitar. É o caso, por exemplo, do pagamento de aluguel, fornecedores, os salários dos colaboradores, impostos e outros pagamentos.


Como calcular o patrimônio de uma empresa?

O primeiro passo para calcular o patrimônio de uma empresa é fazer o balanço patrimonial e descobrir qual é a capacidade da companhia em gerar riqueza a longo prazo. Assim, você poderá compreender melhor como a organização vai render nos próximos anos.


Também é possível utilizar o método da comparação por múltiplos, que consiste em calcular por meio da base na comparação com outras companhias do mercado. Entretanto, as empresas analisadas devem exercer o mesmo tipo de atividades e ter um portfólio de produtos ou serviços parecidos.

Patrimônio líquido

Também é importante calcular o patrimônio líquido, que é representado pelos bens e direitos que a companhia possui após pagas todas as suas dívidas. Trata-se, portanto, da diferença entre os valores do ativo e os do passivo da companhia em um certo momento.


Entender o que é patrimônio líquido e saber calculá-lo é importante também para saber como está a situação financeira do negócio e poder geri-la da melhor forma possível, tendo assim, um equilíbrio patrimonial.


Para calcular o patrimônio líquido, basta utilizar a seguinte fórmula:


  • Patrimônio líquido = Ativo – Passivo


Os ativos são todos os bens e direitos que uma empresa possui ou que tem a receber. Já os passivos são suas obrigações financeiras, como as dívidas que tem para quitar e os pagamentos a serem feitos.

Capital

Outro conceito importante para se familiarizar é o capital, já que o patrimônio é constituído por um conjunto de capitais. Suas origens estão representadas no patrimônio líquido, por meio de sócios e acionistas, ou no passivo, por meio de terceiros. A aplicação desses capitais é feita pelos ativos da companhia.


Também pode ser entendido como todos os recursos que estão à disposição da organização. Portanto, trata-se da soma das riquezas acumuladas da companhia que são designadas para a geração de novas riquezas. Veja alguns tipos de capitais que existem:


  • Capital Social;
  • Capital de Terceiros;
  • Capital Integralizado e Capital a Integralizar;
  • Capital Próprio;
  • Capital Total à Disposição da Entidade;
  • Capital Autorizado,
  • Capital de Giro.


É importante saber diferenciar capital de dinheiro, já que não são a mesma coisa. Na contabilidade, o capital também pode ser constituído por outro bem além do dinheiro. 

Importância da boa administração do patrimônio 

Como vimos, o patrimônio da companhia é representado por seus bens, direitos e obrigações. Ao elaborar o Imposto de Renda de Pessoa Jurídica, é importante fazer a declaração de bens e direitos, assim como o administrador deve fazer em sua declaração do IRPF.


Além disso, manter uma boa administração sobre o patrimônio da companhia é essencial para que seja possível fazer um controle contábil eficiente. Saiba tudo sobre como fazer uma boa gestão financeira da sua companhia com o nosso e-book exclusivo. Baixe agora!





Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas