Como fazer um orçamento? Guia prático + passo a passo

Se você tem dúvidas sobre como fazer um orçamento, este guia te ajudará a entender mais detalhes.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Iniciar um negócio é mais do que uma simples decisão; é um compromisso com o planejamento estratégico. E, no coração desse planejamento, reside uma peça essencial: saber como fazer um orçamento. 

Ele não é apenas um registro de despesas, mas o ponteiro que direciona cada ação e investimento, definindo o destino do empreendimento.

Este guia completo desvendará o papel crítico que o orçamento desempenha na jornada empreendedora, considerando:

  • investimento em tecnologia;
  • materiais e capital humano;
  • foco em bons resultados no mercado escolhido.

Para o gestor, o orçamento é uma ferramenta indispensável. Ele não apenas fornece dados, mas insights sobre o estado da empresa. Ao oferecer uma visão clara das finanças, o gestor pode tomar decisões fundamentadas e estratégicas. 

Banner CTA

Definição e importância do orçamento

O orçamento é um plano financeiro que estabelece o quanto uma empresa espera ganhar e gastar em um período específico. É uma ferramenta para o controle e gestão das finanças da empresa.

Sua importância é fundamental. Saber o que é o orçamento empresarial fornece ao gestor uma visão clara das finanças, facilitando decisões bem fundamentadas. Além disso, ajuda a evitar gastos descontrolados e garante a alocação eficiente dos recursos.

Não ter um orçamento pode levar a sérios problemas financeiros. Pode resultar em gastos excessivos, desequilíbrio de caixa e dificuldades para cumprir obrigações financeiras.

Como fazer um orçamento?

Para evitar os problemas mencionados, comece com as melhores práticas. Existem diferentes maneiras de fazer um orçamento, mas todas elas passam pelo rigor de saber mapear cada processo referente a sua operação.

Confira nosso guia prático sobre como criar e implementar um orçamento empresarial eficaz. Isso garantirá o sucesso financeiro de sua empresa.

1. Diagnóstico Financeiro

Antes de começar a construir um orçamento sólido, deve-se fazer um diagnóstico financeiro preciso. Isso significa entender a situação atual das suas finanças, analisar o histórico financeiro para identificar tendências e avaliar o desempenho atual em relação aos objetivos financeiros. Confira como fazer isso:

  • identifique a situação atual das finanças da sua empresa;
  • analise o histórico financeiro para identificar tendências.
  • avalie o desempenho financeiro atual em relação aos objetivos.

Encorajamos você a examinar seus dados financeiros com atenção e a fazer as perguntas certas para obter insights valiosos que vão informar o seu processo de orçamentação.

2. Definição de objetivos

Depois de realizar um diagnóstico financeiro, o próximo passo é definir objetivos financeiros claros e alcançáveis. Estabelecer metas financeiras é essencial para direcionar seus esforços e medir o sucesso. Confira como fazer isso:

  • estabeleça metas financeiras claras e alcançáveis;
  • defina prazos para alcançar essas metas;
  • priorize objetivos de curto e longo prazo.

Ao definir seus objetivos financeiros, você cria um mapa que vai guiar suas decisões e ações financeiras ao longo do ano.

3. Projeção de vendas e receitas

Uma parte fundamental do seu orçamento é a projeção de vendas e receitas. Isso envolve estimar quanto dinheiro você espera ganhar com suas operações. É importante fazer essas estimativas com base em dados históricos e tendências de mercado. Confira como fazer isso:

  • estime as vendas e receitas futuras com base em dados históricos e tendências de mercado;
  • considere diferentes cenários, como otimista, realista e pessimista;
  • lembre-se de incluir sazonalidades e eventos especiais.

Fazer projeções precisas ajuda a garantir que você tenha recursos suficientes para operar e atingir seus objetivos financeiros.

4. Estimativa de outras receitas

Além das receitas principais, considere outras fontes de receita que sua empresa possa ter. Isso pode incluir aluguéis, investimentos, royalties, entre outros. Confira como fazer isso:

  • liste e estime todas as fontes de receita que não sejam vendas principais;
  • inclua aluguéis, investimentos, royalties, entre outros.

Incorporar todas as fontes de receita em seu orçamento ajuda a garantir que você tenha uma visão abrangente das finanças.

5. Identificação e listagem de custos e despesas

Agora, vamos nos concentrar nos custos e despesas. Para criar um orçamento sólido, é essencial identificar todos os gastos associados às operações do seu negócio. 

Categorize-os em gastos fixos, que são constantes, e gastos variáveis, que flutuam. Confira como fazer isso:

  • identifique todos os custos e despesas associados às operações do negócio;
  • categorize-os em gastos fixos (constantes) e variáveis (que flutuam);
  • inclua despesas como salários, aluguel, suprimentos, marketing, entre outros.

Esta etapa ajuda a garantir que você tenha uma visão clara de onde seu dinheiro está sendo gasto e onde pode haver oportunidades de economia.

6. Cálculo do ativo fixo

O cálculo do ativo fixo é outra parte importante do processo de orçamentação. Isso envolve avaliar o valor dos ativos fixos da sua empresa, como propriedades, equipamentos, veículos, entre outros. Para manter um registro atualizado desses ativos:

  • avalie o valor dos ativos fixos da empresa, como propriedades, equipamentos, veículos etc.;
  • mantenha um registro atualizado desses ativos.

Ter um controle preciso dos ativos fixos ajuda a empresa a tomar decisões informadas sobre investimentos e manutenção.

7. Organização em planilha ou software

A organização em planilha ou software desempenha um papel fundamental na criação e manutenção eficaz do seu orçamento empresarial. Seguem algumas etapas que merecem a sua atenção:

Escolha a ferramenta certa: 

Primeiro, você precisa escolher a ferramenta adequada para criar e gerenciar seu orçamento. Duas opções populares são planilhas eletrônicas ou software de gestão empresarial (ERP), como a Omie, sistema ERP para finanças.

Configure sua planilha ou software: 

Se optar por usar planilhas, crie uma estrutura clara para o seu orçamento. Defina categorias de receitas e despesas, crie fórmulas para calcular totais e mantenha um registro organizado das transações financeiras. 

Se estiver usando um software, siga as instruções de configuração e personalize de acordo com as necessidades da sua empresa.

Importe dados financeiros: 

Para facilitar o processo, importe dados financeiros relevantes para sua ferramenta. Isso pode incluir extratos bancários, registros de vendas e outros dados financeiros que você coletou.

Insira dados precisos: 

Mantenha sua planilha ou software atualizados com dados financeiros precisos. Isso requer disciplina e consistência na inserção de informações sobre receitas e despesas à medida que ocorrem.

Acompanhe e atualize regularmente: 

A organização em planilha ou software não é uma tarefa única. É essencial acompanhar e atualizar regularmente seu orçamento à medida que sua empresa cresce e as condições financeiras mudam. Revise seu orçamento periodicamente para garantir que ele reflita com precisão a realidade financeira da empresa;

Relatórios e análises: 

Utilize as funcionalidades de relatórios e análises da sua ferramenta para obter insights valiosos. Isso inclui a criação de gráficos, análise de tendências, identificação de áreas de melhoria e tomada de decisões informadas com base nos dados.

Aprenda mais sobre gestão financeira

Se você deseja aprofundar seus conhecimentos sobre gestão financeira, a Omie também oferece conteúdo útil. A seguir, estão alguns tópicos relacionados que podem ser de interesse:

Esses recursos adicionais podem ajudá-lo a aprimorar suas habilidades de gestão financeira e a entender melhor como aplicar as estratégias discutidas neste guia.

Perguntas frequentes sobre orçamento empresarial

Agora, vamos responder a algumas perguntas comuns sobre orçamento empresarial para esclarecer possíveis dúvidas. Confira!

Como fazer um orçamento simples?

Um orçamento simples pode ser criado seguindo os passos que discutimos anteriormente. Comece identificando suas receitas e despesas, estabeleça metas financeiras e mantenha um registro rigoroso das transações financeiras.

Como fazer um orçamento completo?

Um orçamento completo inclui detalhes minuciosos de todas as receitas e despesas da empresa, bem como uma análise detalhada de projeções de vendas e investimentos. Isso requer um maior nível de detalhamento e pode ser facilitado por ferramentas de software de gestão financeira.

Como montar um orçamento no Word?

Embora seja possível criar um orçamento básico no Word, é altamente recomendável o uso de planilhas eletrônicas ou software de gestão financeira, que oferecem recursos mais avançados para criar, monitorar e atualizar seu orçamento de forma eficiente.

Qual a melhor maneira de apresentar um orçamento?

A forma de apresentação de um orçamento varia de acordo com o público-alvo. Para a equipe interna, é possível usar gráficos e relatórios detalhados. Para investidores ou stakeholders externos, uma apresentação visual e concisa pode ser mais eficaz.

Agora que você conhece os fundamentos de como fazer um orçamento empresarial, está na hora de colocar em prática. Experimente o sistema ERP da Omie para facilitar a gestão financeira do seu negócio. 

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
gestão financeira para MEI
Descubra a importância de uma gestão financeira para MEI para aumentar a eficiência do seu empreendimento. Aprenda como fazer e
Lean office
O Lean Office é uma metodologia que visa a aplicação dos princípios do Lean Manufacturing para reduzir o desperdício e
o que é qa e o que faz a área do quality
Revolucione a forma de gerenciar a qualidade na sua empresa. Descobrir o que é QA e como implementar pode ser