Lucro líquido: conceito, importância e cálculo. Guia completo!

Para saber se a gestão financeira da empresa está sendo bem executada, é importante entender qual é o lucro líquido.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Para obter informações confiáveis sobre a saúde financeira de um negócio, o empreendedor precisa conhecer o lucro líquido da empresa. A partir desta métrica, é possível determinar se a gestão está sendo eficaz ou se é necessário desenvolver novas estratégias.

Leia este artigo para entender o que é o lucro líquido, por que esse indicador é crucial para o crescimento de uma empresa e como calculá-lo. Além disso, confira dicas para aumentar o lucro líquido do seu negócio.

O que é lucro líquido? 

Lucro líquido é o lucro real que uma empresa tem, ou seja, considera a receita das vendas após descontar os custos de produção, despesas totais e impostos. Assim, é um indicador que mostra um dado confiável sobre a situação financeira de uma empresa.

Vamos imaginar que o empreendedor ganhou R$ 20 mil reais com a venda de cadeiras em um determinado período. Ele não pode considerar esse valor como o ganho obtido, pois é preciso fazer deduções desse valor para se chegar a um lucro real.

Afinal, há custos com a produção, como matéria-prima e mão de obra, despesas, como aluguel, salários e outras, além, é claro, os impostos. Então, seria uma ilusão considerar que ele lucrou R$ 20 mil, concorda?

Nesse sentido, é fundamental compreender o conceito de lucro líquido para ter clareza sobre os ganhos obtidos. Vale acrescentar que o indicador é diferente do lucro presumido, modalidade de regime tributário em que é preciso estimar lucro em relação ao faturamento do negócio.

A importância do lucro líquido

Calcular o lucro líquido é importante para conhecer o panorama financeiro de uma empresa. Isso porque é um indicador que traz um dado real, ou seja, o empreendedor sabe qual foi a margem de lucro depois de todas as deduções.

Permite, assim, acompanhar se a gestão do negócio está caminhando bem ou se é necessário fazer ajustes. 

A partir do lucro líquido, o gestor pode tomar decisões em relação a investimentos, pois se o indicador está crescendo, aponta que a empresa está tendo um bom desempenho, o que auxilia no planejamento financeiro.

Por último, é por meio do lucro líquido que os investidores podem analisar as grandes companhias para saber se vale a pena ou não alocar seus recursos, comprando ações, por exemplo. Entendem a viabilidade de um negócio e se há boas perspectivas na distribuição de lucros aos acionistas.

Banner CTA

Diferença entre lucro líquido, lucro bruto e caixa da empresa? 

Há diferentes conceitos relacionados às finanças que o empreendedor precisa conhecer. Além disso, é essencial saber distinguir alguns termos, compreendendo a diferença entre lucro líquido, lucro bruto e caixa da empresa.

Como foi dito, o lucro líquido é o lucro obtido após descontar custos de produção, despesas e impostos. Mas e quanto ao lucro bruto? O que isso significa? É um indicador que mostra o ganho obtido pela empresa descontando apenas os custos de produção.

Dessa maneira, se o negócio ganhou R$ 20 mil com a venda de cadeiras e, para produzi-las, foi gasto R$ 4 mil (em matéria-prima, mão de obra, embalagem, transporte e outros), o lucro líquido foi de R$ 16 mil.

Já o caixa da empresa se refere aos recursos financeiros que se tem em um determinado momento, resultante das entradas e saídas de dinheiro, ou seja, da movimentação entre receitas e despesas em um dado período.

Como calcular o lucro líquido

Como você viu, o lucro líquido é uma métrica para compreender a saúde financeira da empresa. Logo, é necessário saber como calculá-lo. Saiba que a conta é bem simples. Veja:

  • Lucro líquido = Receita total – Custos totais – Despesas totais – Impostos

A receita total representa a entrada de recursos na empresa no período. Já os custos totais são os gastos com a produção de um produto ou realização de um serviço. 

No que diz respeito às despesas totais, estas englobam os gastos operacionais, tais como despesas administrativas, de vendas, aluguel e outros. Por sua vez, os impostos referem-se aos tributos pagos aos órgãos federais, estaduais e municipais de acordo com a atividade da empresa.

Portanto, para efetuar o cálculo, você pode subtrair as despesas totais e impostos do lucro líquido (receita total – custos totais).

Tomando o exemplo que apresentamos, o empreendedor que comercializa cadeiras obteve um lucro bruto de R$ 16 mil. Se as despesas totais somadas aos impostos totalizarem R$ 9 mil, o lucro líquido dele no período será de R$ 7 mil.

Indicadores financeiros que precisam do lucro líquido

O lucro líquido é uma métrica essencial, pois participa de outros indicadores financeiros. Confira.  

Margem de Lucro Líquido

A margem de lucro líquido ou índice de lucratividade representa a proporção entre o lucro líquido e o total de vendas realizadas. Dessa maneira, para obter esse indicador é preciso dividir o lucro líquido pela receita total e multiplicar por 100.

No exemplo apresentado, o lucro líquido foi de R$ 7 mil e a receita total foi de R$ 20 mil, assim a margem de lucro líquido é de 35%, então a cada R$ 100 reais em vendas, o lucro foi de R$ 35 reais.

Lucro por Ação (LPA)

É a parcela de lucro da companhia, que está alocada em cada uma das suas ações. Nessa questão, vale lembrar que a empresa não distribui o total de lucro líquido para seus acionistas: uma parte fica na própria companhia para fazer investimentos no negócio.

EBITDA

É a sigla para Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization ou Lucros Antes de Juros, Impostos, Depreciação e Amortização. O indicador aponta para os investidores se a empresa está sendo eficiente para ganhar dinheiro em sua atividade.

Permite, portanto, que os acionistas avaliem o desempenho de uma empresa antes de alocar seus recursos.

Margem de Lucro Bruto

Para obter a margem de lucro bruto, basta dividir o lucro bruto pela receita total e multiplicar por 100. Dessa forma, o gestor obtém um índice que mostra a porcentagem de lucro que ele tem com a venda de cada produto ou serviço realizado.

ROE

É a sigla para Return on Equity ou Retorno sobre o Patrimônio Líquido (Capital Próprio) e indica o quanto de lucro a companhia gera em relação ao capital investido. Aponta, assim, o quanto ela gera de valor com os recursos que possui.

Dicas para maximizar o lucro líquido das empresas 

Além de entender o que é lucro líquido, é interessante que o empreendedor utilize estratégias para aumentar esse indicador e fazer seu negócio crescer, como:

  • verifique os preços cobrados — é necessário fazer a precificação adequada para que as vendas possam, de fato, cobrir os custos de produção e outras despesas da empresa;
  • avalie as despesas — faça também o controle de gastos, analisando se houve aumento de despesas de um período para o outro ou fazendo uma negociação com fornecedores para reduzir custos;
  • acompanhe os indicadores — esteja sempre de olho na margem bruta, na margem líquida, giro de estoque e ticket médio para compreender se é preciso traçar novas estratégias.

Principais perguntas sobre lucro líquido 

Entenda melhor sobre esse indicador, acompanhando as respostas para as dúvidas mais comuns acerca desse assunto.

Qual a diferença entre lucro líquido e receita líquida?

O lucro líquido é o ganho obtido com as vendas após descontar os custos de produção, despesas e impostos. A receita líquida é o valor que a empresa recebe pelas vendas após descontar os impostos e deduções com essas vendas.

O que é o ganho líquido de um produto?

Ganho líquido é lucro líquido que a empresa obtém com a venda de um produto. Assim, é o ganho obtido com a venda após descontar custos de produção, despesas e impostos.

Qual a diferença entre EBIT e lucro líquido?

EBIT é o lucro obtido antes de descontar juros e impostos, apontando se a empresa tem um bom desempenho. Já o lucro líquido é o valor que a empresa ganha descontando custos, despesas e impostos.

Como a tecnologia pode ajudar a aumentar o lucro líquido

Para o empreendedor poder fazer uma gestão eficiente, é importante contar com um sistema que permita fazer o controle financeiro com agilidade e sem erros, a fim de obter indicadores precisos sobre a empresa.

Afinal, o uso de planilhas ficou no passado; por isso, é importante contar com uma tecnologia para otimizar os processos e gerar relatórios sobre o seu negócio. Assim, você pode obter o valor do lucro líquido e outras métricas, facilitando a tomada de decisão.

Quer facilitar a gestão da sua empresa? Conheça o sistema ERP para soluções financeiras Omie!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
orçamento ajustado significado e exemplos
Com o orçamento ajustado, o gestor pode fazer mudanças no plano original, a fim de manter a saúde financeira do
entenda o que é danfe
Se você ainda precisa entender o que é DANFE e qual a sua importância, confira aqui neste texto.
Mulher apresentando demonstrações financeiras
Entenda o que são e como analisar corretamente as demonstrações financeiras do seu negócio.