O que é gestão horizontal? [Guia completo]

Entenda o que é gestão horizontal e como ela ajuda a inovar na administração dos negócios.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Nos últimos anos, grandes empresas como Tesla, Netflix e Ifood tem utilizado a gestão horizontal como forma de administração dos seus negócios. E não é por menos. Esse tipo de gestão tem se provado muito vantajoso para empresas de todos os portes.

Isso porque ela não centraliza a tomada de decisão nas lideranças, mas proporciona um ambiente de trabalho mais saudável, produtivo e orientando para excelentes resultados. 

Neste conteúdo você entenderá o que é gestão horizontal, suas vantagens e como implementá-la. Boa leitura!

Banner CTA

Definição de gestão horizontal

A gestão horizontal é um dos modelos de gestão que podem ser utilizados pelas organizações. Nela, todos os membros da equipe têm participação ativa na tomada de decisões, com suas opiniões sendo valorizadas igualmente. 

Mas, isso não implica na eliminação das lideranças, e todos continuam a desempenhar suas responsabilidades individuais. Isso acontece porque ela se baseia na ideia de descentralização da hierarquia e na promoção da autonomia dos funcionários

Ao contrário da gestão vertical, onde as decisões são mais centralizadas e tomadas de cima para baixo, na gestão horizontal, a tomada de decisões é distribuída entre os membros da equipe. 

Ou seja, este modelo reconhece que mesmo os funcionários em estágio inicial podem contribuir de maneira significativa em discussões sobre novas estratégias ou ferramentas. 

Dessa forma, é possível criar um ambiente de trabalho no qual os colaboradores se sentem mais motivados e valorizados, e as hierarquias se tornam mais flexíveis, já que os líderes se tornam mais como colegas de trabalho do que chefes. 

Como resultado, o clima organizacional se torna mais descontraído e agradável para todos. 

Origens e evolução

Segundo estudos, a gestão horizontal tem suas raízes no Vale do Silício, nos Estados Unidos, onde empresas de tecnologia como Google e Facebook foram pioneiras nesse modelo de gestão. 

Eles perceberam que a inovação e a criatividade florescem quando os funcionários têm liberdade para contribuir com suas ideias e tomar decisões.

Ao longo dos anos, a gestão horizontal se espalhou para outras indústrias e organizações em todo o mundo, à medida que ficou claro que esse modelo podia aumentar a eficiência, a satisfação dos funcionários e a resiliência.

Características da Gestão Horizontal:

A gestão horizontal é caracterizada por várias características únicas como:

  • Descentralização da hierarquia: a hierarquia é menos centralizada, o que significa que as decisões também são tomadas por equipes ou colaboradores em vez de apenas pelos líderes.
  • Autonomia dos funcionários: na gestão horizontal, os colaboradores são encorajados a assumir responsabilidades e tomar decisões relacionadas ao seu trabalho.
  • Trabalho em equipe: o trabalho em equipe é sempre incentivado para promover a colaboração e a troca de ideias.
  • Comunicação transparente: na gestão horizontal, a comunicação aberta e transparente é essencial para garantir que todos os membros da equipe estejam sempre alinhados com os objetivos e as estratégias da organização.

Com todas essas características, fica mais fácil contribuir para uma cultura organizacional mais flexível, ágil e orientada para a inovação.

Vantagens da gestão horizontal

As vantagens que a gestão horizontal oferece para as empresas são diversas, desde que bem implementada e seguida de maneira correta.

Confira abaixo três das principais vantagens que esse tipo de gestão pode oferecer para a sua organização:

  • Soluções mais assertivas: com a participação ativa de todos os membros da equipe na tomada de decisões, as soluções tendem a ser mais bem fundamentadas e alinhadas com a realidade operacional da empresa.
  • Motivação da equipe: ao se sentirem valorizados e parte integrante do processo decisório, os funcionários acabam ficando mais motivados e comprometidos com os objetivos da organização.
  • Redução de custos: a gestão horizontal muitas vezes leva à eliminação de camadas de hierarquia desnecessárias, o que pode resultar em economia de custos significativa.

Além delas, vale destacar também:

  • Maior empenho para atingir as metas da empresa,
  • Colaboradores mais produtivos devido à participação nas decisões,
  • Menos restrições às ideias devido à ausência de muitos chefes,
  • Maior autonomia para implementar novos projetos e ideias,
  • Proporciona uma rotina de trabalho mais fluida e dinâmica,
  • Torna a otimização do tempo e gestão de tarefas aprimorada,
  • Oferece mais espaço para a criatividade e, consequentemente, maior liberdade para inovação nas tarefas,
  • Potencializa o trabalho coletivo,
  • Maior senso de responsabilidade dos funcionários,
  • Processos mais fluidos e relações mais eficazes,
  • Comunicação mais ágil e eficaz,
  • Maior facilidade para solucionar problemas,
  • Incentiva à busca por soluções criativas e ágeis;
  • Colaboradores com mais voz e autonomia, que acabam reduzindo os conflitos internos.

Vale destacar que todas essas vantagens combinadas podem contribuir para criar um ambiente de trabalho mais eficiente e harmonioso, colaborando para o sucesso e a sustentabilidade da sua empresa.

Cultura Organizacional horizontal

A cultura organizacional desempenha um papel fundamental na implementação bem-sucedida da gestão horizontal. Por isso, é importante que a cultura da empresa esteja alinhada com os princípios e valores desse modelo de gestão. 

Isso porque, uma cultura que valoriza a participação dos colaboradores na tomada de decisões acaba criando um ambiente de trabalho mais envolvente e estimulante, dando espaço para a criatividade e inovação na rotina empresarial.

Além disso, a cultura horizontal promove a flexibilidade e a capacidade dos colaboradores se adaptarem às mudanças, tornando a empresa mais preparada para os desafios.

Para isso acontecer é importante promover a comunicação transparente e direta entre todos os níveis, reconhecer e recompensar as ideias e esforços dos colaboradores, incentivando a participação ativa e investir no desenvolvimento das habilidades necessárias para a gestão horizontal.

Tenha em mente que uma cultura organizacional horizontal não apenas facilita a implementação bem-sucedida desse modelo de gestão, mas também promove um ambiente de trabalho mais dinâmico e eficaz, beneficiando tanto a empresa quanto seus colaboradores.

Implementação da gestão horizontal

Para implementar a gestão horizontal é necessário realizar um planejamento cuidadoso e ações estratégicas para garantir uma transição bem-sucedida. Abaixo, separamos alguns dos passos para você adotar esse modelo de gestão, confira:

  • Avalie a cultura organizacional: comece avaliando a cultura atual da sua empresa para identificar desafios e oportunidades para a implementação da gestão horizontal.
  • Defina objetivos claros: estabeleça metas e objetivos específicos que a gestão horizontal busca alcançar, como aumentar a participação dos funcionários na tomada de decisões.
  • Forme equipes de trabalho: em um terceiro momento você deverá criar equipes multidisciplinares e autônomas para promover a colaboração e a descentralização das responsabilidades.
  • Treinamento: em seguida, invista em treinamento para capacitar os funcionários e líderes a desempenharem efetivamente seus papéis na gestão horizontal.
  • Redesenhe os processos: nesse momento, você precisará analisar e redesenhar os processos organizacionais para se adequar ao novo modelo de gestão, eliminando as hierarquias desnecessárias.
  • Invista em tecnologia: por fim, avalie e implemente ferramentas e tecnologias que facilitem a comunicação e a colaboração entre os membros das equipes.

Além de seguir esses passos, é importante que os líderes se tornem facilitadores e apoiadores do novo modelo e que você comunique claramente os objetivos da transição para toda a equipe, explicando como a gestão horizontal beneficiará a organização.

Lembre-se que a implementação da gestão horizontal é um processo gradual que requer a colaboração de toda a equipe e um compromisso com a mudança cultural. 

Com uma liderança preparada e uma comunicação eficaz, a transição pode ser mais suave e eficiente, levando a uma organização mais ágil e inovadora.

Exemplos de Empresas que implementam a gestão horizontal

Com tantas vantagens, a gestão horizontal tem ganhado destaque em várias empresas inovadoras. Separamos abaixo algumas das empresas que adotam esse modelo de gestão e aproveitam os benefícios que ela oferece:

  • Netflix: conhecida por sua cultura empresarial única, onde a tomada de decisões é altamente descentralizada, os colaboradores da Netflix têm liberdade para propor ideias e tomar decisões em suas áreas de atuação, promovendo a inovação e a agilidade.
  • Tesla: liderada por Elon Musk, a Tesla é outra empresa que abraça a gestão horizontal. Musk incentiva a comunicação direta e a troca de ideias entre os times de todos os níveis, contribuindo para a rápida evolução da tecnologia e inovação.
  • iFood: o iFood, uma empresa de tecnologia brasileira, adota um modelo de gestão horizontal que valoriza a autonomia dos colaboradores. Eles têm a liberdade de experimentar e tomar decisões para melhorar os processos de entrega de alimentos.
  • W.L. Gore & Associates: esta empresa global de produtos químicos e têxteis é um exemplo clássico de gestão horizontal. Eles operam sem hierarquia formal e os funcionários têm autonomia para definir metas e tomar decisões relacionadas aos seus projetos.
  • Buurtzorg: uma organização holandesa de atendimento domiciliar, a Buurtzorg opera com equipes de enfermeiros autogerenciadas, que possuem autonomia para organizar o trabalho e tomar decisões relacionadas ao atendimento aos pacientes.

Inove na gestão administrativa

À medida que exploramos a gestão horizontal e seus benefícios, fica claro que esse modelo desempenha um papel fundamental na transformação da gestão administrativa. 

A descentralização da tomada de decisões, a autonomia dos funcionários e a cultura de colaboração não apenas impulsionam a eficiência, mas também promovem um ambiente de trabalho mais motivador e inovador.

Para levar sua gestão administrativa a um novo nível e aproveitar tudo o que ela oferece, é fundamental considerar a adoção desse modelo. 

A gestão horizontal não é apenas uma tendência, mas uma abordagem que tem sido adotada por empresas líderes em todo o mundo com resultados notáveis.

Se você está buscando aprimorar sua gestão administrativa e deseja explorar ainda mais sobre modelos de gestão e estratégias, não deixe de conferir nosso conteúdo sobre Gestão Administrativa

Além disso, como observado, o gestor que se destaca é aquele que investe em tecnologia e ganha mais tempo nos processos cotidianos, optando pela automação, integração e abandono dos caderninhos. Conheça mais sobre as soluções empresariais da Omie e aproveite hoje mesmo!

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
A gestão de projetos pode ser a ponte para entregas de qualidade, com controle orçamentário e eficiência. Entenda como colocar
gestão financeira para MEI
Descubra a importância de uma gestão financeira para MEI para aumentar a eficiência do seu empreendimento. Aprenda como fazer e
Lean office
O Lean Office é uma metodologia que visa a aplicação dos princípios do Lean Manufacturing para reduzir o desperdício e