Entenda a diferença entre persona e público-alvo

Com a definição do público-alvo e da persona da sua empresa, você obtém os melhores resultados com suas ações de marketing.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Se você é empreendedor e quer se destacar no seu segmento, precisa investir no marketing e compreender a diferença entre persona e público-alvo. Assim, é possível utilizar estratégias para direcionar sua mensagem para as pessoas certas e no momento certo.

Entenda neste artigo as definições de persona e público-alvo, exemplos de cada um e as vantagens de utilizar esses conceitos para fazer a sua empresa crescer no mercado. Continue a leitura!

Banner - da gestão financeira à organização de contratos

O que significa público-alvo?

O público-alvo pode ser definido como um conjunto de pessoas ou empresas com mais probabilidade de consumir os produtos ou serviços que a sua empresa oferece.

Trata-se de uma definição mais generalista e bem objetiva, que considera características e necessidades de um grupo de pessoas.

É, portanto, uma parcela da sociedade que tem mais chances de se identificar com a proposta de valor de um negócio.

Ao definir o público-alvo, você direciona a sua comunicação, pois consegue atingir um grupo de pessoas mais propenso a consumir seus produtos ou serviços, melhorando o alcance da sua marca de forma geral.

Principais características do público-alvo

O público-alvo apresenta características bem objetivas, como:

  • faixa etária;
  • gênero;
  • localização;
  • classe social;
  • estado civil;
  • profissão;
  • renda média;
  • hábitos de consumo.

Como definir o público-alvo?

O público-alvo é importante para uma segmentação de mercado, sendo a base para criação de diversos documentos e estratégias, como o próprio planejamento de marketing. 

Mas como conceituar o público-alvo? Confira os itens essenciais para criar um:

  • Conheça a fundo suas soluções – entenda com profundidade as características do seu negócio. Quais problemas ele se propõe a solucionar? Ou seja, é com base nas suas principais particularidades que é definido o público-alvo do negócio;
  • Defina seus segmentos – compreender para qual segmento o produto ou serviço é dedicado é o pontapé inicial para descobrir quem é esse público-alvo. Se você vende instrumentos musicais, por exemplo, o ramo que você deve atingir são de músicos, gravadoras, etc.;
  • Pesquise esses grupos em potencial – após elencar quem são esses grupos, realize pesquisas com essas pessoas. Levante dados como idade, localidade, contexto socioeconômico, comportamento de consumo, entre outros;
  • Organize as informações coletadas – após coletar os dados, é hora de organizar as informações e criar o perfil do seu público-alvo.
Libere seu crescimento - banner omie desplanilhe-se

Exemplos de público-alvo

Após conhecer as características de público-alvo, é interessante acompanhar alguns exemplos para entender melhor como funciona esse conceito de marketing. Veja abaixo:

  • mulheres, de 35 a 45 anos, com pós-graduação, com renda mensal entre R$ 8 mil a R$ 15 mil, casadas, moradoras de São Paulo, que buscam procedimentos estéticos faciais;
  • homens, de 25 a 30 anos, com graduação, renda mensal entre R$ 3 mil e R$ 5 mil, moradores do estado do Paraná, solteiros, que buscam novidades sobre videogames em redes sociais;
  • empresas de educação do Nordeste, de médio porte, que buscam plataformas para automatizar seus serviços.

O que é persona?

A persona é uma demonstração semifictícia do cliente, assim apresenta informações aprofundadas sobre as principais características e necessidades dos compradores da sua marca.

Se o público-alvo traz alguns dados objetivos, a persona se encarrega de trazer informações completas, incluindo dados mais subjetivos, como expectativas, dúvidas, ambições, valores, hobbies e outros aspectos.

A criação das personas é um processo fundamental na estratégia de marketing, especialmente para a criação de conteúdos, seja para redes sociais ou blog. Além disso, ela ajuda na construção de funis de venda, considerando o topo, meio e fundo de funil.

É importante destacar que não existe apenas uma persona para uma empresa. É recomendável, inclusive, a criação de várias personas, tendo como base o estágio no funil de vendas e a rede social para onde vai ser criado aquele material.

Ou seja, a definição de persona vai facilitar todo o seu processo de vendas, do início ao fechamento.

Tipos de persona

Existem diferentes tipos de personas, o que vai nortear suas estratégias de marketing:

  • Buyer persona – é o tipo de persona mais utilizada e representa o perfil do cliente ideal. Para criá-la, é necessário conhecer suas preferências e como ela se comporta no momento da compra;
  • Proto persona – é a persona definida antes da criação da buyer persona, ou seja, é uma versão inicial ou protótipo da demonstração do cliente semifictício;
  • Brand persona – aqui a ideia é humanizar a sua empresa no momento de se comunicar com o público. Define-se os valores da organização que serão transmitidos para o cliente, criando uma relação mais próxima com ele;
  • Audience persona – é a representação da audiência da sua empresa, ou seja, de quem acompanha seus conteúdos via redes sociais, site ou outros canais.

Como mapear a persona?

Muitas pessoas podem achar que já conhecem os seus clientes e construir as personas com base em achismos. Porém, essa criação envolve etapas que devem ser seguidas para uma maior precisão desse cliente ideal. Confira:

  • Coleta de dados de clientes – o primeiro passo é entrevistar seus clientes. As perguntas podem ser feitas para prospects, mas o ideal é falar com quem já comprou de você. Também é possível separar alguns dados em ferramentas, como o Google Analytics;
  • Separe as perguntas – pense no que é fundamental para construir o perfil do seu cliente ideal. Realize perguntas sobre consumo de conteúdo, maiores desafios no dia a dia e hábitos de compras;
  • Analise os dados coletados – após realizar as perguntas e entrevistas, procure as respostas em comum dadas pelos entrevistados e construa as personas;
  • Estruture as personas – dê um nome, idade, construa uma história por trás dos dados coletados;
  • Envolva toda a equipe – inclua a equipe nessa criação para que todos tenham conhecimento de quem é a persona.

Exemplos de persona

Para ficar mais fácil entender como criar a persona para sua empresa, o melhor é acompanhar exemplos:

  • Mariana tem 40 anos, mora em Sorocaba–SP, é formada em Jornalismo, trabalha como coordenadora de comunicação em uma empresa de médio porte e seu salário gira em torno de R$ 9 mil. É divorciada, tem um filho de 7 anos, gosta de cozinhar nas horas vagas e, assim, acompanha canais de chefs pelo Instagram. Ela também busca atividades de bem-estar, assim faz aulas de yoga uma vez por semana. Seu principal dilema é se dividir entre trabalho, maternidade e cuidados pessoais;
  • Carlos tem 35 anos, mora em Belo Horizonte–MG, é psicólogo, servidor público da Prefeitura e seu salário é de cerca de R$ 6 mil. Ele é solteiro e gosta de acompanhar dicas de finanças pessoais. É leitor ávido e gosta de comprar livros pela internet, apesar de achar o preço um pouco alto. Aos finais de semana, gosta de se reunir em casa para jogar com os amigos.

Afinal, qual a diferença entre persona e público-alvo?

Os conceitos até podem se confundir, porém, o público-alvo é um direcionamento mais abrangente para quem você quer vender e a persona é uma representação semifictícia do seu cliente ideal, sendo uma demonstração mais humana e personalizada.

Veja a diferença entre persona e público-alvo com mais exemplos:

  • Público-alvo: mulheres e homens, de 22 a 26 anos, solteiros, graduados em Letras-Inglês, com renda média mensal de R$ 3.500. Pretendem adquirir mais proficiência na língua inglesa por meio de intercâmbio.
  • Persona: Maria Alice tem 23 anos, é professora de inglês, recém-formada e autônoma. Pensa em se desenvolver profissionalmente por meio de um intercâmbio na Inglaterra, onde procurará melhorar a proficiência do inglês. Está buscando uma escola de cursos de idiomas no exterior que resolva toda a questão burocrática do período de intercambista.

Percebeu a riqueza de detalhes quando falamos em buyer persona? Conseguimos trazer mais particularidades e temos uma ideia do que exatamente esse cliente ideal precisa.

Quais as vantagens de definir o público-alvo e criar uma persona?

Ao conceituar seu público-alvo e criar uma ou várias personas para sua empresa você consegue direcionar melhor seus conteúdos. Você sabe para que grupo de pessoas irá falar, por quais canais e de que forma precisa construir sua mensagem.

Cabe ressaltar que a criação da persona vai permitir traçar uma estratégia de marketing mais certeira, pois possibilita:

  • construção de conteúdos conforme os problemas, necessidades, dúvidas e ambição do seu cliente ideal;
  • definição de tom de voz e estilo do conteúdo;
  • seleção de temas que devem ser abordados;
  • escolha certa dos canais de divulgação de conteúdo;
  • entendimento sobre o consumo de informações dos prospects;
  • utilização das tendências de marketing para atingir as pessoas certas para o seu negócio.

Persona e público-alvo: conceitos essenciais para vender mais

Ao longo do artigo, percebemos que a persona e público-alvo são elementos importantes na estratégia de marketing e, consequentemente, no aumento das vendas. A criação deles vai além de achismos e é preciso trazer toda a equipe para o processo.

Além de entender a diferença entre persona e público-alvo, uma dica é utilizar as melhores ferramentas para definir esses conceitos, como software CRM, que ajuda na segmentação do negócio e obtenção de dados confiáveis. 

Se você quer uma tecnologia para melhorar a gestão da sua empresa, inclusive para compreender melhor seu público-alvo e definição de persona, conheça as funcionalidades do sistema ERP Omie!

Banner experimente - reduza os custos e ganhe mais eficiência em suas operações

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
como manter os clientes engajados
Entenda a importância de durante o processo de implementação de um novo produto ou serviço manter os clientes engajados e
escala de trabalho
A escala de trabalho organiza horários de funcionários, promovendo eficiência e equilíbrio. Aprenda a calcular e implementar uma escala eficaz.
Aprenda sobre amortização, seus benefícios e como funciona para facilitar o pagamento de dívidas de forma econômica e eficiente.