Bloco H 2020: Fique por dentro da obrigação acessória do seu inventário!

Você sabe o que precisa ser apresentado no Bloco H em 2020? Fique de olho no prazo e saiba mais.

17/Mar/2020
Contabilidade

A EFD (Escrituração Fiscal Digital) do SPED Fiscal é um arquivo digital formado por diversos blocos para armazenar as informações sobre todos os registros gerados e recebidos pelas empresas para repassar ao Fisco e, dentre estes blocos, existe o Bloco H. 


Mas, o que é o Bloco H?


O Bloco H é um dos registros do SPED Fiscal e transmitido como um dos módulos da EFD, sendo o registro destinado a informar para a Receita Federal tudo sobre o inventário físico das empresas, como informações sobre código de produto, quantidade e valores dos produtos em estoque, além de outras especificações para efeito de imposto de renda.

Ou seja, basicamente, o Bloco H é o módulo responsável por listar tudo sobre mercadorias, matérias-primas, embalagens e produtos que estejam em fabricação e/ou industrialização no período da apuração. Ele é dividido em alguns registros, que são:


REGISTRO H001: Abertura do Bloco H

REGISTRO H005: Totais do inventário

REGISTRO H010: Inventário

REGISTRO H020: Informações complementares do inventário

REGISTRO H990: Encerramento do Bloco H


Quando apresentar o Bloco H? 


As empresas que possuem estoque e que finalizam seu balanço até 31 de dezembro, precisam necessariamente entregar seu inventário até o segundo mês consecutivo, ou seja, na escrituração de Fevereiro que deve ser entregue em Março. Portanto, fique atento se este for o caso da sua empresa! 

Existem alguns outros casos onde o Bloco H é solicitado, veja: 

Final do período - é destinado às empresas que possuem obrigatoriedade de enviar estoque periódico, mensal ou de outro período, ou que queiram apresentar de forma espontânea; 

Mudança na forma de tributação de mercadoria (ICMS) - quando exigido por legislação ou quando há alguma alteração na forma de tributação das mercadorias; 

Interrupção ou pausa - quando ocorre baixa cadastral do CNPJ ou paralisação temporária das atividades da empresa;

Alteração no Regime de Pagamento - quando o contribuinte tem mudança de condição e alteração no regime de pagamento, por exemplo, de “Normal” para “Simples Nacional”.

Determinação da Receita Federal - quando, por algum motivo específico, o Fisco determina o envio das informações para fins de fiscalização.



E qual a relação com o Bloco K? 


Bloco K é a versão digital do Livro de Registro de Controle da Produção, ou seja, nele consta tudo o que se refere às informações de consumo de insumos na produção, como embalagens e matéria-prima, e deve ser entregue mensalmente pelas empresas que exercem atividades industriais ou relacionadas. 


Leia também: Bloco K 2020 - perspectivas e dicas para o ano!


Ou seja, com o Bloco K sendo entregue mensalmente, o empresário precisa ficar atento para que os registros acumulados durante o período sejam coerentes com o saldo enviado anualmente pelo Bloco H. 

O registro H010 do Bloco H possui as mesmas informações do registro K200 do Bloco K. Apesar disso, os dois registros possuem origens diferentes e precisam ser preenchidos corretamente, com periodicidades e obrigatoriedades diferentes. 

Por isso, é muito importante o uso de um software que ajude a organizar todos estes detalhes de forma simples e objetiva, tanto para o empreendedor quanto para o contador. Automatizar as tarefas e garantir as informações corretas é extremamente necessário para que tudo seja declarado sem erros ao Fisco. 


Veja tudo o que Omie pode fazer por você!




Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas