Entenda como calcular o giro de estoque

Descubra neste artigo o que é giro de estoque e como calculá-lo de forma eficaz. Veja também dicas para aumentar seu giro de estoque.

06/Ago/2020
Gestão

Ter controle sobre o giro de estoque pode evitar problemas com falta de produtos, além de proporcionar mais organização das operações de uma empresa. É essencial entender como fazer esse cálculo e quais são as melhores práticas para a gestão do estoque.


Por este motivo, no artigo a seguir, explicamos mais sobre o que é giro de estoque e damos algumas dicas que podem ajudar a fazer o cálculo de forma precisa.


O que é giro de estoque?


Ao calcular o giro de estoque, é possível avaliar o desempenho do estoque de uma companhia, verificando a qualidade dos produtos e a eficiência dos processos. Com esse indicador, identifica-se também quantos produtos foram vendidos e quantas vezes foram repostos em determinado período de tempo.


Com esse cálculo, o gestor pode descobrir quantas vezes ocorre o giro de mercadorias por ano e por quanto tempo esses produtos ficam parados. Esses dados são essenciais para que seja possível fazer uma boa gestão de estoque.


Além disso, essa informação pode contribuir também nas estratégias para reduzir o tempo de armazenagem da matéria-prima, produção dos itens e entrega para os consumidores finais. 


Para calcular o giro de estoque, é preciso saber qual é o estoque médio da empresa e qual o número total de vendas. No caso de companhias que vendem mais de um tipo de produto, é possível calcular utilizando os valores de compra do fornecedor. 


Deste modo, basta dividir o volume de vendas pelo valor do estoque, como na fórmula a seguir:


giro de estoque = total de vendas / volume médio de estoque


Para facilitar o processo de identificar o giro de estoque é possível contar com um sistema de gestão, que automatiza o controle de entrada e saída de produtos e permite um acompanhamento mais detalhado sobre essa movimentação.

Como aumentar o giro de estoque?


Após entender mais sobre o conceito do indicador, é possível saber que, quanto maior o giro, melhor para a empresa. Sendo assim, veja a seguir algumas dicas que podem ajudar no processo:


Previsão de compras


O primeiro passo para evitar a ocorrência de estoque negativo é entender o padrão de consumo de seus clientes, aperfeiçoando a previsibilidade para repor o estoque. Estar ciente do momento e da quantidade certa de compras é essencial para que os itens não faltem nem fiquem parados por muito tempo.


Também é preciso levar em conta as datas sazonais, pois, dependendo dos produtos, as vendas podem aumentar muito ou diminuir consideravelmente. Assim, a previsão de compras pode não ser a mesma para todos os itens, por isso, é preciso analisar cada um individualmente.


Integração entre vendas e estoque


As vendas dependem do estoque e o estoque das vendas, por isso, a gestão de ambos deve sempre ser trabalhada de forma conjunta. Para evitar que a mercadoria fique estocada por um grande período, é importante trabalhar em campanhas de venda. Pode ser o caso de fazer promoções se algum item já estiver parado por muito tempo.


Enquanto isso, é preciso manter um registro em tempo real dos itens vendidos, acompanhando a velocidade com que eles saem do estoque. Esse controle é essencial para que seja possível ter uma boa gestão do estoque, além de um controle sobre as vendas.


Estoque mínimo


Outra dica que pode ajudar no controle de estoque é estabelecer uma quantidade mínima de itens estocados para cada produto. Dessa forma, ao atingir esse número, haverá tempo suficiente para fazer uma nova compra e repor a mercadoria sem que falte para os clientes.


Ao utilizar sistemas de gestão de estoque, é possível registrar o estoque mínimo, para que o software sinalize quando o produto estiver acabando. Com isso, para definir a quantidade mínima de cada item, é importante estudar o giro de estoque da sua empresa e o tempo que leva para sua reposição. 


Investimento em tecnologia


Por fim, para ter controle sobre a entrada e saída de produtos do estoque de forma fácil, é importante contar com um sistema de gestão automatizado, que fará esse trabalho de forma mais eficiente. 


Contar com essa tecnologia pode economizar tempo e otimizar as operações, além de otimizar a área de vendas com o estoque e aumentar os ganhos da empresa. Para negócios de médio e pequeno porte, esse sistema é muito útil, já que evita erros no registro dos itens — o que ocasionaria prejuízos.


Sistema de gestão de estoque


Como vimos, controlar o giro de estoque pode não ser uma tarefa fácil, mesmo que ele não seja muito grande. Para evitar problemas nesse processo é imprescindível contar com o auxílio da tecnologia. O sistema de gestão permite avaliar o desempenho do estoque de forma mais precisa.


Além disso, com ele, também é possível obter relatórios personalizados sobre a rotatividade de estoque e integrar o estoque com os demais setores da companhia, como o financeiro, por exemplo. Assim, você terá um planejamento de compras mais estratégico, além de mais controle sobre todos os processos da empresa.


Para entender mais sobre como fazer uma boa gestão de estoque e como a tecnologia pode ajudar nesse processo, baixe nosso e-book exclusivo:


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas