Como lidar com clientes contábeis desorganizados?

Aprenda como orientar a seus clientes desorganizados para terem uma rotina mais produtiva

22/Jul/2022
Contabilidade

No mundo corporativo, o contador profissional precisa saber lidar com diversas situações. Com seus clientes contábeis não é diferente: é necessário um certo jogo de cintura para não deixar que as circunstâncias do dia a dia atrapalhem sua relação profissional.

Se você tem dificuldades em estabelecer regras e limites para a desorganização de seus clientes e sente que essa situação está muito desconfortável, saiba que tem como revertê-la e melhorar essa relação comercial.

Continue a leitura e aprenda a identificar o perfil de cada cliente desorganizado. E mais: saiba como lidar com cada um. Vamos lá?

Afinal, quem são os clientes contábeis desorganizados?

De fato, a captação de clientes contábeis traz seus mistérios e surpresas quanto ao perfil do cliente com quem você fechará um contrato.

Ou talvez você esteja convicto de que seu cliente não tenha mais jeito e o melhor é dissolver essa relação profissional. Mas, calma! Antes de tudo, o melhor é identificar cada perfil para saber, enfim, como lidar da melhor forma com cada um. 

Isso porque ao conhecer realmente o jeito de cada cliente, fica mais fácil lidar com as situações que vão surgindo ao longo do caminho, e escolher a solução mais viável para o momento. Infelizmente, o cliente desorganizado é o que mais dá trabalho ao contador profissional, pois acaba por desvalorizar todo o seu trabalho.

Além disso, essa relação pode acabar se tornando tão desgastada que acaba por comprometer toda a rotina de seu escritório contábil. 

Para que isso não ocorra, preparamos algumas dicas práticas de como identificar seu cliente. Confira abaixo alguns perfis de clientes contábeis e como lidar com cada um deles.

1. O cliente que sonega 

Seu perfil: 

  • Não se compromete em enviar informações reais: envia informações erradas, se esquece de enviar extratos bancários que serão relevantes para o fechamento do mês e para emissão de relatórios, entre muitas outras coisas.
  • Viola os princípios da contabilidade: lança receitas e despesas na competência errada, violando, assim, os princípios da contabilidade. Só que esses incidentes acabam por levar o gestor à frente do negócio a tomar as decisões erradas, comprometendo o estabelecimento como um todo.
  • Não contribui com a contabilidade da empresa: perde prazos de envio, perde documentos importantes, não cumpre acordos etc. Resumindo, não facilita o dia a dia do contador responsável pela administração fiscal do negócio.

Como lidar com esse cliente: 

A sonegação é extremamente prejudicial e perigosa no cenário legislativo. Inclusive, vale ressaltar que sonegar imposto é considerado crime, de acordo com a lei 8.137, de 27 de dezembro de 1990 e a pena prevista para essa prática vai de 6 meses a 2 anos de prisão. Além disso, a multa salta para 10 vezes mais do valor do tributo sonegado.

Há dois tipos de multas e elas variam conforme a situação em que a sonegação foi descoberta e revelada:

  • Por declaração do próprio empresário responsável pela empresa, em que o valor da multa é o total devido mais o acréscimo de 20%, incluindo os juros.
  • Por autuação da fiscalização onde é a Receita Federal por quem descobre e a multa é o valor devido mais o acréscimo de 75%, incluindo juros de mora diária.

 

2. O cliente que não tem gestão financeira

Seu perfil:

  • É desorganizado com arquivos físicos e digitais: ou seja, não digitaliza os documentos e nem organiza os arquivos físicos necessários em casos de auditoria e fiscalizações.
  • Não atualiza lançamentos e conciliação: ficar um longo tempo sem atualizar os lançamentos e conciliações afeta a tomada de decisões e compromete toda a estrutura financeira do negócio. Ademais, sem estar ciente da situação, a empresa corre o risco de estar à beira da falência, já que as atualizações não são lançadas.

Como lidar com esse cliente:

Aconselhe seu cliente a manter os arquivos e documentos sempre em dia e devidamente organizados. Vale a orientação para digitalizá-los, inclusive para facilitar o acesso e a conferência. Indique um sistema de gestão em nuvem confiável e preciso. Nós da Omie possuímos um ERP eficiente e seguro, que poderá auxiliar nessa jornada de conscientização e modernização de todos os processos empresariais.

Além disso, oriente-o para que faça um planejamento, que será positivo para a saúde financeira de sua empresa, contabilizando os gastos, estipulando as metas corretamente, realizando previsões de futuros cenários etc.

Dica: para se aprofundar mais no tema de gestão, aconselhamos a leitura de nosso artigo no blog: Veja 6 melhores práticas de gestão em empresas e lucre mais - Blog Omie.

 

3. O cliente que mistura os gastos pessoais e profissionais 

Seu perfil: 

  • Possui falta de educação financeira: perceba que, normalmente, é o empresário “faz tudo” de seu negócio, inclusive, o gestor financeiro, mesmo sem entender de contabilidade. Mistura perigosamente as contas e despesas pessoais com as profissionais. Não sabe seu lucro líquido do mês, se está devedor, se está com margem a mais, enfim, não tem domínio das suas finanças.

 

Como lidar com esse cliente: 

Mostre a seu cliente a importância de separar a vida financeira pessoal e profissional, para que ambas fluam e não entrem em conflito. Essa organização financeira é imprescindível para evitar inadimplências, multas, protestos e demais dores de cabeça.

Explique a ele que misturar as duas contas se torna uma bomba em mãos, já que possivelmente acabará por comprometer a sua reserva de emergência pessoal.

Mostre a importância do seu trabalho contábil a seus clientes

Por vezes, torna-se necessário fazer com que seus clientes na área contábil entendam a importância de sua atuação no empreendimento para o qual seus serviços contábeis foram contratados, já que muitas das situações de negligência vêm da falta desse entendimento.

O profissional contábil otimiza e reduz as burocracias costumeiras, identifica possíveis erros e evita possíveis rombos financeiros que poderiam desestruturar a empresa.

Além do mais, veja alguns outros benefícios para discorrer com seu cliente sobre a importância de uma contabilidade bem-organizada:

  • Possibilita a economia em impostos devido ao planejamento tributário;
  • Ajuda no estabelecimento do valor da empresa;
  • Realiza a participação em licitações;
  • Possibilita que créditos sejam adquiridos facilmente;
  • Mapeia as oportunidades de crescimento para o negócio;
  • Auxilia a avaliar os riscos e perdas envolvidos no empreendimento.

Facilite sua rotina contábil com a Omie

Como vimos, conhecer o perfil de cada cliente é importante e ajuda na compreensão de como determinado cliente se comporta legalmente. Essa atitude facilita seu trabalho e a relação com seus clientes de contabilidade

Mais do que ser apenas um profissional contábil que organiza a vida fiscal, você pode ser um consultor que vai além da entrega das obrigações que são parte das suas funções de contador. Além do mais, a contabilidade é uma parte crucial do negócio e negligenciá-la pode trazer inúmeros prejuízos financeiros à empresa de seu cliente.

Para facilitar e otimizar a sua rotina contábil, conte com a Omie para eliminar papéis e planilhas e concentrar todas as informações necessárias do seu negócio em apenas um local. Com o Painel Omie exclusivo para rotinas contábeis, você elimina refações e não perde tempo entre suas demandas, e ainda conta com a integração fiscal de que precisa no dia a dia. Entre em contato com nossos consultores e solicite uma proposta.

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas