Qual é o papel da governança de TI em grandes empresas?

Saiba o que é, qual o papel e a importância da governança de TI nas grandes empresas

23/Mai/2022
Empreendedorismo

Você já ouviu falar sobre governança de TI? Sabe o que é e qual o seu papel nas grandes empresas? Neste artigo vamos responder essas perguntas e ensinar como implantar essa solução muito vantajosa para as empresas.

As soluções em TI são uma das principais aliadas na hora de ajudar a empresa a crescer e obter melhores resultados. Segundo a FGV - Fundação Getúlio Vargas, só em 2017 elas foram responsáveis por contribuir em 7,7% nas receitas das empresas. 

A governança de TI é uma dessas soluções. Ela abrange um conjunto de ações, práticas e controles específicos da área e tem como objetivo fazer um alinhamento estratégico da tecnologia da informação com o negócio. Oferece também controle e monitoramento de metas, objetivos e resultados das ações propostas.

Quer entender um pouco mais do que estamos falando? Continue acompanhando este conteúdo!

O que é governança de TI?

A governança de TI é um conjunto de normas, práticas, competências e até mesmo responsabilidades que são assumidas pela governança corporativa da empresa e pela área de TI. 

Ela objetiva guiar as ações da organização de forma a ajudar no controle dos processos, otimizando a execução dos recursos, oferecendo suporte para tomada de decisões mais estratégicas e garantindo a segurança de informações.

Ou seja, a governança de TI define como irá funcionar a tecnologia da informação dentro da empresa, considerando todas as normas e políticas, analisando se estão sendo cumpridas de acordo com a visão, missão e metas da organização. 

Ela surgiu por volta de 1990, com a massificação da informática, desmembrando-se da governança corporativa e se tornando a área responsável por alinhar a estrutura de TI junto aos objetivos e metas da empresa.

Existe também a gestão e governança de TI,  responsável por fazer a gestão dos times de TI, promover a transformação digital e manter a boa performance dos serviços e satisfação dos clientes. 

Qual é a importância da governança de TI para grandes empresas?

Agora chegou o momento de saber qual é o papel da governança de TI nas grandes empresas, vamos lá!

O primeiro ponto a ser destacado é que a governança de TI oferece para a empresa uma estrutura planejada com diretrizes para a liderança que serão aplicadas em todos os níveis do empreendimento, integrando todas as ferramentas e processos de TI em conjunto com as estratégias desenvolvidas para gerar valor e, principalmente, alcançar as metas e objetivos da empresa. 

O segundo ponto é que, essencialmente nas grandes empresas, as falhas da área de TI podem colocar em risco inúmeros fatores, e um deles é a credibilidade. Com o alinhamento estratégico e a gestão da governança de TI acontecendo de forma correta, problemas como vazamentos de dados, segurança de informação fragilizada e qualquer outro que possa afetar a confiabilidade e processos da empresa, são evitados. 

Sendo assim, podemos dizer que a governança corporativa de TI é uma ferramenta essencial para solucionar e prevenir possíveis erros e crises. Sempre mapeando, identificando, analisando e propondo ações para tornar os processos integrados, transparentes e realizados de acordo com os padrões de gestão da governança

3 pontos negativos da NÃO governança de TI

Como você já deve ter percebido, a governança de TI é muito importante para as grandes empresas. Além de proteger e manter os dados mais seguros, ela ainda contribui para o avanço e otimização dos processos. 

Empresas que não investem nesse conjunto de ações podem sofrer com os seguintes problemas: 

  1. Decisões tomadas com base em informações incorretas: como os processos não estão integrados, é muito provável que as informações fiquem incompletas ou tenham os seus dados manipulados, prejudicando a tomada de decisão.
  2. Afetar o desempenho dos processos: tomando decisões erradas, os processos passam a ser prejudicados, o que afeta sua produtividade e desempenho.
  3. Oferecer prejuízos financeiros para a empresa: processos e desempenhos prejudicados acabam refletindo na experiência dos consumidores que, quando insatisfeitos, deixam de se relacionar com o negócio, o que afeta diretamente os lucros. 

Além disso, como já citamos, a falta de governança de TI em uma empresa oferece riscos à segurança dos dados e processos, o que compromete a credibilidade e confiabilidade nos produtos e serviços fornecidos. 

 

Viu só como a governança de TI é fundamental para as grandes empresas? Cabe aos gestores, diretores e profissionais autorizados a se responsabilizar pela implementação e realização desses processos. 

Como implementar a governança de TI em grandes empresas?

A governança corporativa é o conjunto das melhores e mais adequadas práticas para gerenciar uma empresa. Nessa gestão, estão envolvidos de forma direta e indireta os acionistas, a diretoria e órgãos de fiscalização.

Uma governança corporativa quando bem aplicada oferece a garantia de que os princípios da gestão, que geralmente têm foco no desenvolvimento ético e econômico da empresa, estão sendo seguidos. Mas, para implementá-la, é necessário que exista um alinhamento entre as partes de todas as ações.

Mais do que registrar, analisar e controlar as políticas internas, a governança corporativa propõe um novo modelo para consolidar segurança dos envolvidos, em todas as áreas da empresa. 

Entre os principais pilares da governança, estão: 

Gestão de serviços

Para gerenciar os serviços de tecnologia dentro da estrutura, geralmente é adotado o ITIL, sigla da expressão em inglês Information Technology Infrastructure Library. 

Esse sistema é uma biblioteca de processos voltados especificamente para infraestrutura, ou seja, para um conjunto de boas práticas. O seu objetivo é contribuir com a execução dos controles propostos.

Entre os principais objetivos da biblioteca, de forma geral, estão:

  • Satisfação do cliente;
  • Eficiência operacional;
  • Redução dos custos;
  • Suporte e alinhamento do TI com as outras áreas da empresa.

Gestão de projetos

Na gestão de projetos, é muito utilizado o PMBOK, sigla para a expressão em inglês Project Management Base of Knowledgement (Conjunto de Conhecimentos em Gerenciamento de Projetos). Ele é um conjunto de métodos e ferramentas que utilizam um referencial completo para auxiliar na gestão de projetos da empresa. 

A gestão de projetos com base no PMBOK se tornou um divisor de águas no gerenciamento de projetos, sendo que atualmente é um dos conceitos mais utilizados e difundido no mundo de projetos.

Gestão de processos

Neste pilar é utilizado o BPM, ou em inglês Business Process Management. Um conceito antigo, mas que continua atual, principalmente, pela visão holística que oferece das organizações, ressaltando a importância da tecnologia e o seu papel como facilitadora na criação e desenvolvimento de valor.

Esse conceito possui uma abordagem mais disciplinar focada em:

  • Identificar;
  • Desenhar;
  • Executar;
  • Documentar;
  • Medir;
  • Monitorar;
  • Controlar e melhorar processos. 

Tudo isso para que o negócio alcance resultados mais consistentes e alinhados de acordo com os objetivos estratégicos da empresa.

Gestão de segurança da informação 

Talvez esse seja um dos pilares mais populares e que mais tem chamado atenção nos últimos anos. Afinal, a segurança da informação é fundamental para manter os dados seguros. 

Em um cenário em que os crimes e fraudes ficam cada vez mais comuns, a segurança da informação tem demonstrado a sua importância dentro das empresas. 

Saber gerenciar e prevenir os riscos voltados para essa questão é essencial para uma empresa, pois quanto mais transparente e seguro forem esses processos, melhores serão os resultados obtidos. 

Para entender mais sobre o assunto e a importância da segurança da informação para as empresas, leia este artigo: Segurança da informação: como proteger sua empresa - Blog Omie 

Conclusão

Chegamos ao final de mais um conteúdo no blog Omie! Esperamos que você tenha gostado e entendido a importância da governança de TI, da gestão corporativa e da automação desses processos

Afinal, cuidar da área de tecnologia da informação vai oferecer inúmeras vantagens para a empresa e seu crescimento.  

Vale destacar que, apesar de muitas empresas já possuírem seus próprios conjuntos de ações e práticas para cuidar da segurança da informação, é importante que as grandes organizações contratem outras empresas de tecnologia. 

Geralmente, elas são mais especializadas e entendem a fundo sobre o tema, o que garante a segurança da informação e contribui de forma positiva para gestão de TI.

A Omie, por exemplo, é uma dessas empresas que fornece essa e muitas outras soluções para o seu negócio. Todas realizadas de forma 100% digital, integrando áreas e sistemas, gerando relatórios e oferecendo dados mais assertivos e confiáveis para a tomada de decisão estratégica, além de contribuir efetivamente para a melhoria dos processos de governança de TI.

Conheça um pouco mais sobre o ERP, o sistema de gestão da Omie: Implantação de ERP: 3 etapas importantes para esse processo - Blog Omie  

Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas