Contratação de funcionários: 6 dicas do que a sua empresa precisa fazer

A contratação de funcionários qualificados é um processo essencial para atingir os objetivos do seu negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

A cada ano, o mercado de trabalho no Brasil se torna mais competitivo. Mesmo com os dados recentes do Ministério do Trabalho apontando a criação de mais de 700 mil empregos formais em 2023, ainda é comum ver uma única vaga sendo disputada por dezenas de candidatos. Nesse cenário, a contratação de funcionários é um grande desafio para as empresas.

Neste artigo, você entenderá a importância de contratar colaboradores qualificados para atuarem no seu negócio. Além disso, aprenderá 6 dicas para selecionar o profissional ideal entre os candidatos a uma vaga de emprego. Boa leitura!

Qual a importância da contratação para uma empresa?

O benefício mais conhecido da contratação de funcionários é, sem dúvidas, o aumento da produtividade. Isso porque, ao receber novos colaboradores na empresa, a equipe consegue executar um volume maior de atividades e entregar resultados ainda mais aprimorados.

Mas além de ampliar o time, a contratação é importante para impulsionar o desenvolvimento da equipe. Com a chegada de um profissional mais experiente, por exemplo, os colaboradores podem aprender a desenvolver algumas demandas de forma mais eficiente ou usar uma ferramenta que não conheciam.

Ademais, empregar novos funcionários também permite construir um ambiente em que diferentes perspectivas são consideradas na hora de resolver um problema ou criar um novo produto. Isso estimula a criatividade e faz com que o time seja capaz de pensar em soluções cada vez mais inovadoras.

Apesar desses aspectos positivos, existem momentos em que é necessário apenas ocupar a vaga deixada por um colaborador que pediu demissão ou foi desligado. Nesses casos, a contratação de um novo profissional é fundamental para evitar impactos no turnover da empresa. Afinal, a sobrecarga é um dos fatores que mais geram insatisfação no trabalho.

Quais são os desafios na contratação de funcionários?

Os desafios envolvidos na contratação de funcionários são diversos e estão presentes em diferentes etapas do processo seletivo. Confira, a seguir, alguns dos principais.

Triagem de candidatos

O objetivo da triagem é filtrar as candidaturas recebidas pela empresa, de modo que apenas os profissionais mais qualificados avancem no processo seletivo. No entanto, quando uma vaga é altamente concorrida, esse processo pode demorar mais do que o previsto.

Avaliar competências

Dependendo do nível de senioridade exigido pela vaga, espera-se que os candidatos tenham o domínio de certas habilidades. Mas algumas competências não podem ser facilmente comprovadas apenas com a leitura do currículo ou durante uma entrevista.

Encontrar candidatos com fit cultural

Atualmente, muitas empresas passaram a seguir valores, ou seja, uma série de princípios que orientam como deve ser a conduta dos colaboradores no ambiente de trabalho. Por isso, os recrutadores procuram por candidatos que demonstrem estar alinhados à cultura organizacional.

Promover a inclusão

Hoje, ter um quadro de funcionários composto por talentos diversos é uma prática bem-vista pelo mercado. Entretanto, boa parte das empresas ainda não consegue atingir esses profissionais ou usa processos seletivos que não consideram necessidades específicas.

Fornecer feedback aos candidatos

Quando há um alto volume de candidaturas, fornecer um feedback detalhado sobre a performance de cada participante do processo seletivo é um grande desafio para o time de recrutamento.

Nessa situação, muitas empresas apostam em mensagens padronizadas, o que pode ser visto com maus olhos pelos candidatos e os desencorajar de disputar outras vagas no futuro.

Quanto custa o processo de seleção e recrutamento?

Não é possível afirmar com exatidão quanto um processo seletivo custa para uma empresa. O valor a ser investido no recrutamento de um novo funcionário depende de vários fatores, como:

  • Orçamento da empresa;
  • Cargo que será ocupado;
  • Estratégia de divulgação;
  • Uso de ferramentas de recrutamento;
  • Quantidade de candidatos inscritos;
  • Terceirização de recrutadores;
  • Custos com onboarding e treinamento.

banner cta empreendedor

Como realizar a contratação de funcionários de forma estratégica?

Mesmo com desafios, a contratação de funcionários pode ser feita sem transtornos quando o processo é bem planejado e os profissionais são selecionados com assertividade. Agora, confira 6 dicas práticas para o recrutamento.

1. Planejamento do escopo da vaga

Antes de divulgar uma vaga, você deve elencar todas as demandas que irão fazer parte do dia a dia do profissional que ocupará o cargo. Para uma posição de analista de marketing, por exemplo, as atividades poderiam ser:

  • Fazer orçamentos;
  • Controlar os custos das campanhas;
  • Veicular anúncios nas redes sociais;
  • Produzir relatórios de desempenho.

Para compreender se o que você tem em mente é compatível com os requisitos de outras empresas, é interessante fazer uma pesquisa de mercado. Esse instrumento também ajuda a identificar se há, de fato, profissionais qualificados para a vaga que você pretende anunciar.

Além disso, é necessário conhecer os tipos de contrato de trabalho e escolher aquele que melhor se adéqua à necessidade do negócio:

    • Contrato por tempo determinado: é vigente durante um período preestabelecido, por exemplo, no máximo dois anos;
    • Contrato por tempo indeterminado: não há uma duração preestabelecida;
    • Contrato de trabalho temporário: é vigente por, no máximo, três meses;
    • Contrato de trabalho eventual: o trabalho é esporádico e não gera vínculo empregatício.

2. Descrição detalhada da vaga

Além de fornecer informações relevantes para os candidatos, a descrição da vaga pode ser o primeiro instrumento de triagem do processo seletivo. Isso porque, ao detalhar os requisitos e responsabilidades, é possível atrair profissionais que realmente cumpram os requisitos.

De modo geral, a descrição deve conter:

  • Cargo;
  • Responsabilidades;
  • Requisitos;
  • Benefícios;
  • Apresentação da empresa;
  • Informações de contato.

3. Desenvolvimento do processo de seleção

Geralmente, os processos seletivos são compostos por algumas etapas. Em cada uma delas, os recrutadores precisam avaliar competências específicas. As entrevistas são uma ótima forma de observar o comportamento e a comunicação do candidato, enquanto um teste prático permite compreender o domínio das habilidades técnicas.

4. Oferta de benefícios

A oferta de um pacote de benefícios aos funcionários é uma ótima estratégia de retenção de talentos. Como costumam estar ligados à saúde e ao bem-estar do colaborador, os benefícios podem tornar a vaga ainda mais atrativa para os candidatos.

Entre outras possibilidades, a empresa pode oferecer:

  • Vale-alimentação ou refeição;
  • Plano odontológico;
  • Plano de saúde;
  • Seguro de vida;
  • Previdência privada;
  • Auxílio home office;
  • Participação nos lucros;
  • Parceria com academias;
  • Parceria com instituições de ensino;
  • Licença maternidade ou paternidade estendida.

5. Peça referências

As referências profissionais são pessoas que já trabalharam com o candidato e podem ser contatadas pelos recrutadores. O objetivo do contato é atestar a veracidade das informações presentes no currículo ou apresentadas na entrevista.

Essa também é uma oportunidade de compreender melhor as habilidades e dificuldades do profissional, além do seu comportamento no ambiente de trabalho. Se possível, o ideal é falar com mais de uma referência.

6. Avalie uma recolocação ou recontratação

A recolocação é o processo pelo qual um profissional tenta se reinserir no mercado de trabalho ou trocar de emprego. Já a recontratação significa contratar um ex-funcionário da empresa. As duas estratégias podem ser benéficas para os negócios. 

Ademais, o indivíduo que busca recolocação no mercado de trabalho tende a ser bastante motivado e comprometido, enquanto um ex-colaborador conhece os processos da empresa e precisará de menos tempo de adaptação para exercer a função plenamente.

No segundo caso, é fundamental avaliar os motivos que levaram o profissional a deixar o emprego anteriormente.

Aprimore os processos de RH com a tecnologia 

A contratação é um processo essencial que demanda planejamento e estratégia. Além disso, a escolha de profissionais qualificados desempenha um papel crucial no sucesso das atividades operacionais da empresa, proporcionando resultados positivos e impulsionando o crescimento do negócio.

Ao adotar abordagens eficientes e digitalizar processos que aprimoram o processo de contratação, o departamento de Recursos Humanos pode otimizar todo o processo de contratação de funcionários, desde a triagem inicial dos candidatos até a integração no ambiente de trabalho. Com isso, a organização estará preparada para enfrentar os desafios do mercado de trabalho e alcançar seus objetivos de forma consistente e eficaz.

Agora, que tal conhecer as melhores ferramentas para gerir o seu negócio? Conheça o sistema ERP da Omie e potencialize a sua empresa.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Aposentadoria por tempo de contribuição
Descubra neste artigo as mudanças na aposentadoria por tempo de contribuição e seus impactos para empresas. Saiba como se manter
Conte com uma equipe mais engajada, aplicando estratégias para melhorar a cultura organizacional no sua empresa!
benefícios do organograma empresarial
Entenda como o organograma empresarial pode ser um recurso que vai alavancar o crescimento sólido da sua empresa. Confira os