Cross docking: o que é, para que serve e vantagens

Saiba mais sobre o cross docking, um sistema de distribuição eficiente feito para auxiliar o processo de entrega de pedidos em um e-commerce.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Ao optar por abrir uma loja virtual é muito importante garantir que a experiência do cliente seja satisfatória em todo o processo, mas, principalmente, na parte de entrega da mercadoria. O Cross Docking pode auxiliar o seu negócio a se destacar no mercado com uma boa logística de pedido.

O Cross Docking é uma gestão logística voltada para otimizar o fluxo de mercadoria de um e-commerce, garantindo menos processos burocráticos para o empreendedor e um prazo de entrega menor para o cliente.

Quem compra pela internet tem uma grande expectativa e ansiedade para ter o produto em mãos. Se o seu negócio souber utilizar isso de forma estratégica, com certeza se tornará um player competitivo no mercado, além de aumentar seus números em vendas.

Portanto, se quer descobrir mais sobre esse sistema de distribuição e como aplicá-lo em seu e-commerce, siga com a leitura deste artigo. Nele você entenderá o que é o Cross Docking, além de listar as principais vantagens ao implantar esse tipo de estratégia em seu negócio. Boa leitura!

O que é Cross Docking?

O Cross Docking é um sistema de distribuição que auxilia no fluxo de pedidos de uma loja virtual, por meio de um centro de distribuição (CD) que pula a etapa de armazenamento e agiliza o preparo e envio do pedido até o cliente final em um curto período de tempo.

A expressão “cross docking” significa, em português, “cruzamento de docas”. Esse termo é baseado na logística portuária, pois as encomendas chegam em navios e são agilmente despachadas em veículos de transportes que já estão esperando no porto, sem precisar de nenhum processo de estocagem.

Portanto, é importante destacar que o cross docking não funciona como um armazém, mas é uma logística de pedidos em que as mercadorias são descarregadas pelos fornecedores em uma doca e transferidas por meio de centros de distribuição para veículos de transportes. Estes vão despachar até os consumidores em, geralmente, menos de 24 horas.

O cross docking não apenas agiliza os processos de transporte como também consegue gerar economia para o negócio por pular etapas burocráticas, como o processo e gestão de estoque.

Exemplos de Cross Docking

Na prática, existem três tipos de cross docking que podem ser adotadas pelas empresas.

Movimentação contínua

Este é o tipo mais comum, em que os produtos são recebidos e enviados pelo centro de distribuição o mais rápido possível. Dessa maneira, é evitado o acúmulo de estoque.

Movimentação consolidada ou híbrida

Neste tipo, os pedidos são recebidos e vão ser separados. Após isso, uma parte é imediatamente encaminhada ao cliente e a outra é encaminhada para ao estoque para formar e completar outros pedidos e depois serem despachados.

Movimento de distribuição

Normalmente, são usados pela categoria B2B. As mercadorias são recebidas e separadas para envio Full Truck Load (FTL), ou Carga Completa, que são organizados e enviados para serem entregues para um único cliente – que vai ocupar todo o veículo – ou quando um produto precisar de cuidado especial na hora do transporte.

Saiba para que serve o Cross Docking

O cross docking é uma estratégia aplicada pelas empresas para reduzir gastos com estoque, além de otimizar o processo de envio ao cliente, melhorando a qualidade e o tempo de entrega – sendo este um dos maiores diferenciais deste sistema de distribuição.

Além disso, ela é ideal para empresas que precisam desburocratizar o processo de envio e quer reduzir o tempo de entrega, melhorando a qualidade do serviço a fim de aumentar sua reputação e o nível de satisfação dos clientes.

62a1f7437a5e6b5e2f216d35 CTA Banner Empreendedor 2 opt2 v2 3

Como funciona esse sistema de distribuição?

O sistema cross docking funciona a partir de um fornecedor que realiza a entrega do produto em uma doca. Após isso, o centro de distribuição recolhe, separa e organiza os pedidos. Logo em seguida, eles já são colocados em transportes de entrega para serem despachados ao cliente final.

Para entender de forma prática e garantir o controle de estoque, veja o passo a passo de como é realizada uma logística de distribuição com base nessa metodologia.

1. Organização dos fornecedores

O fornecedor recebe o pedido feito em uma loja virtual, com as informações exatas de qual é o endereço que ele irá entregar. Então, o fornecedor prepara os pedidos e os envia diretamente para o centro de distribuição.

2. Recebimento de mercadorias

Uma vez que os produtos chegam até a doca, a equipe do centro de distribuição está aguardando para receber os pedidos e levá-los até uma área de preparo.

3. Controle de qualidade

A equipe do centro de distribuição faz uma checagem e revisão da carga recebida para seguir com a entrega do pedido.

4. Entrega do pedido

Nessa etapa final é onde o centro de distribuição irá organizar e preparar os produtos e colocá-los em um carro de transporte até o cliente final.

Entenda a diferença entre Cross Docking e dropshipping 

O Dropshipping é um sistema de operação em que o lojista recebe o pedido do cliente em seu e-commerce e passa o pedido ao fornecedor, sendo dele a responsabilidade de entrega. Dessa forma, o lojista trabalha sem nenhum estoque, funcionando como um intermediador.

Já o Cross docking é um sistema de distribuição que visa otimizar o fluxo de entrega do lojista, recebendo os produtos do fornecedor em uma doca ou armazém e direcionando-os para seus destinos finais.

6 vantagens do Cross Docking

O sistema cross docking deixa o processo de entrega mais ágil, reduz gastos e a ocorrência de furtos e outras vantagens. Confira quais são os principais benefícios desse sistema de distribuição logística quando aplicado em um e-commerce.

1. Maior rapidez

O sistema reduz o tempo de entrega de uma carga até o seu destino final, pois não há a etapa de armazenamento do produto. Uma vez que o fornecedor descarrega a carga no centro de distribuição, o pedido já é preparado e o enviam o mais rápido possível.

2. Reduz custos com estoque

Como o lojista não vai precisar ter um espaço físico para estocar produtos, ele não precisará gastar com toda a infraestrutura necessária para manter um estoque de produtos, como o almoxarifado, tendo menos gastos para armazenar e gerir o estoque.

3. Aumenta o controle na entrega

Esse sistema de distribuição auxilia o lojista no momento da entrega, pois ele tem o controle de tudo o que vende na sua loja, já que precisa repassar para o fornecer, além de não haver chances de erros e atrasos na entrega. É o centro de distribuição que fica responsável por essa etapa.

4. Ajuda a otimizar o capital de giro

Utilizar o sistema cross docking é uma grande vantagem para empresas que não querem investir muito alto em um grande estoque de produtos ou querem evitar acúmulo de materiais. Assim, o lojista tem um menor gasto com a infraestrutura necessária para manter um estoque de produtos e essas despesas da empresa diminuem, otimizando o capital de giro.

​​5. Produto não precisar estar no estoque

O diferencial do cross docking é que o lojista não precisa ter o produto no estoque para realizar uma venda, pois é o centro de distribuição que ficará encarregado da entrega da mercadoria. Entretanto, é de extrema importância ter um contato constante com seu fornecedor para entender a disponibilidade dos produtos.

6. Reduz chance de furto das mercadorias

O cross docking reduz drasticamente os furtos de mercados, pois, geralmente, em menos de 24 horas os produtos são preparados e despachados para o cliente. Com isso, as chances de furto diminuem.

Máxima eficiência no seu negócio

O sucesso de uma loja virtual exige eficiência dos processos, principalmente ao realizar uma venda em que se espera suprir as expectativas do consumidor com o produto da sua loja. Por isso, ter uma boa logística de pedidos, como o cross docking, é importante para garantir a melhor experiência ao consumidor, tanto na rapidez da entrega como na qualidade do serviço.

Além disso, ele é um grande aliado para garantir máxima eficiência na hora de entregar o pedido, além de reduzir as chances de furtos e gastos com infraestrutura e gestão de estoque.

Para saber ainda mais sobre este tema, crucial para melhorar o desempenho da sua loja e a satisfação do cliente, aprenda a implementar o Cross Docking no seu e-commerce e combine essa técnica com um sistema ERP, aliado da gestão de logística.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados

MEI

Entenda mais detalhes sobre o imposto COFINS, suas tributações, quem deve pagar e como realizar o cálculo.
empreendedorismo social: apresentação de projeto com maquete eólica
Compreenda o conceito de empreendedorismo social e sua relevância para a sociedade.
como funciona o pronampe

MEI

Entenda mais sobre o Pronampe e essa forma de crédito empresarial, além de como regularizar seu negócio e como esse