Amortização: o que é, benefícios e como funciona

Aprenda sobre amortização, seus benefícios e como funciona para facilitar o pagamento de dívidas de forma econômica e eficiente.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

A amortização financeira envolve o pagamento de dívidas por partes, em parcelas com juros calculados, reduzindo os juros pagos ao longo do tempo.

Empréstimos amortizados tornam o pagamento da dívida mais fácil e rápido. Especialmente para empresas que precisam investir no negócio, essa é uma escolha bastante inteligente.

Neste conteúdo, você aprenderá estratégias de amortização para aquisição de novos bens e especialmente, para quitar dívidas de forma mais econômica!

O que é amortização?

O termo amortização se refere ao financiamento ou empréstimo de dinheiro para compra de um imóvel, carro ou qualquer outro bem.

A amortização do empréstimo empresarial ou financiamento, por exemplo, é a maneira como o devedor vai pagar, ou seja, qual processo vai escolher, seja por meio de parcelas ou à vista.

Em quase todos os casos, o devedor vai reduzindo sua dívida mês a mês, mas em toda situação é gerado um valor determinado acompanhado de juros.

Como funciona a amortização?

A amortização funciona da seguinte maneira: você pode optar por uma redução da dívida por meio de pagamento mensal, ou pagar a prestação do mês somada com a última do contrato, o que ajuda a quitar o financiamento mais rapidamente.

Exemplo de cálculo de amortização

Por exemplo, você comprou um carro no valor de R$ 100 mil, mas precisou de um empréstimo para pagar, o ideal é que você consiga quitar sua dívida em 120 meses, com juros de 0,50%.

Ao dividir os R$ 100 mil por 120 meses, você chegará no valor fixo de amortização, que nesse caso em especial é R$ 833,33.

E como inserir o cálculo dos juros?

Neste exemplo, o valor é de R$ 500. Logo, para chegar no valor da primeira parcela, você precisará somar o valor da amortização R$ 833,33 somados aos 0,50%, que representa R$ 500,00 = R$ 1.333,33.

No mês seguinte, o valor de R$ 1.333,33 será reduzido e com a recorrência dos meses e a diminuição do saldo devedor, o valor parcelado também será reduzido.

Banner conheça o sistema - gestão online

Libere seu crescimento - banner omie desplanilhe-se

Tipos de amortização

Imagine que você fez um empréstimo dentro do ERP ou financiamento, e agora precisa pagar esse valor ao longo do tempo.

A amortização é a maneira pela qual você divide esse valor em parcelas para quitar a dívida. Existem diversos tipos de amortização, e a escolha do mais adequado depende de sua situação financeira e objetivos.

Confira alguns tipos e quais fatores decisivos ajudam a determinar qual escolher:

Tabela Price

  • É um método de amortização usado em empréstimos e financiamentos;
  • Ajuda a dividir o pagamento da dívida em parcelas iguais ao longo do tempo;
  • No começo, as parcelas têm mais juros e menos amortização, mas ao longo do tempo, os juros diminuem e a amortização aumenta.

Exemplo da Tabela Price

Suponhamos que você pegou um empréstimo de 1 milhão com juros de 10% ao ano e prazo de 10 anos, usando a Tabela Price:

  • A parcela mensal seria de aproximadamente R$ 13.227,51;
  • No começo, a parcela teria cerca de R$ 8.333,33 de juros e R$ 3.894,18 de amortização;
  • No final, a parcela teria cerca de R$ 834,27 de juros e R$ 11.393,24 de amortização.

Portanto, vale ressaltar que a Tabela Price é boa quando você precisa de parcelas fixas, mas esteja ciente de que os juros são maiores no início.

Confira a tabela de amortização Price para um empréstimo ilustrativo de 1 milhão de reais:

Parcela  Prestação Juros Amortização Saldo Devedor
1 R$ 6.653,02 R$ 5.833,33 R$ 819,69 R$ 999.180,31
2 R$ 6.653,02 R$ 5.828,55 R$ 824,47 R$ 998.355,84
3 R$ 6.653,02 R$ 5.823,74 R$ 829,28 R$ 997.526,55

Fonte: Planejar

Método SAC

  • Também conhecida como “Sistema de Amortização Constante”;
  • É um método de pagamento de empréstimos e financiamentos;
  • As parcelas diminuem ao longo do tempo;
  • Sua base de cálculo dos juros se baseia em amortização constante;
  • A parte da dívida que você paga a cada mês é sempre a mesma, então os juros são calculados sobre o saldo devedor remanescente.

Exemplo do Método SAC

Suponha que você tenha um empréstimo de R$ 10.000, com taxa de juros de 5% ao mês e prazo de 5 meses, usando a Tabela SAC:

Mês Parcela Cálculo da amortização
1 Parcela de R$ 2.500 R$ 1.000 de juros + R$ 1.500 de amortização
2 Parcela de R$ 2.250 R$ 500 de juros + R$ 1.750 de amortização
3 Parcela de R$ 2.000 R$ 250 de juros + R$ 1.750 de amortização
4 Parcela de R$ 1.750 R$ 125 de juros + R$ 1.625 de amortização
5 Parcela de R$ 1.500 R$ 62,50 de juros + R$ 1.437,50 de amortização

Lembre-se de que, na amortização SAC, as parcelas são maiores no começo, por isso é sempre bom consultar a calculadora de financiamento da tabela SAC.

Qual a amortização mais vantajosa?

A escolha da amortização mais vantajosa depende de sua situação financeira e objetivos. Veja alguns fatores a serem considerados:

  • Previsibilidade das parcelas: busca estabilidade e quer parcelas iguais ao longo do tempo? A Tabela Price pode ser mais vantajosa;
  • Pagamento antecipado: planeja quitar a dívida mais cedo? A Tabela SAC é favorável, pois as parcelas diminuem, permitindo pagar mais rapidamente;
  • Custo total: a Tabela SAC costuma ter um custo total menor, pois paga mais amortizações nos primeiros meses;
  • Riscos financeiros: prefere diminuir os riscos de variações nos juros? A Tabela Price, com parcelas fixas, pode ser mais segura, proporcionando maior controle financeiro empresarial.

Exemplo: comparando amortização com Price e SAC

Vamos a um exemplo de financiamento de R$ 300 mil, para você ter uma melhor visão:

  • Suponha que você entrou em um financiamento de R$ 300 mil a uma taxa de juros de 8% ao ano e prazo de 20 anos. O que fazer?

Tabela Price

  • Parcela mensal: aproximadamente R$ 2.734,15;
  • Custo total ao final do prazo: aproximadamente R$656.196,00.

Tabela SAC

  • Parcela inicial: Aproximadamente R$2.000,00;
  • Parcela final: Aproximadamente R$1.419,52;
  • Custo total ao final do prazo: aproximadamente R$ 538.340,00;

No exemplo acima, a Tabela SAC tem um custo total menor, mas parcelas iniciais menores na Tabela Price podem ser mais confortáveis ​​no início. Portanto, a escolha depende das suas prioridades financeiras.

Em suma, suas principais diferenças, são:

Tabela Price SAC
Parcelas iguais do começo ao fim Parcelas de valor decrescente – começa maior e vai diminuindo
Amortização crescente Amortização constante com valor fixo
Primeira prestação mais barata Primeira prestação mais cara
Última prestação mais cara Última prestação mais barata
Saldo devedor é reduzido mais lentamente Saldo devedor sofre redução um pouco mais acelerada
Montante de juros maior ao fim do prazo Montante de juros tende a ser menor ao fim do prazo
Mais usada para financiar carros Mais comum em financiamento de imóveis

Fonte: valor Investe

Como fazer a amortização de uma dívida?

Amortização convencional:

  • Pagamento da dívida mensalmente.

Outras maneiras de amortizar uma dívida:

  • Realização de pagamentos avulsos;
  • Recalcular a parcela de um determinado mês para pagar um pouco a mais.

Entenda os valores cobrados:

  • Conhecer e entender o Custo Total Efetivo (CET), que inclui encargos da dívida além dos juros, como taxa administrativa;
  • Verificar o contrato para identificar todas as taxas inclusas além dos juros;
  • Calcular todos os valores previstos para avaliar a viabilidade financeira.

Analise a viabilidade de investir o dinheiro da amortização:

  • Considerar a possibilidade de investir o dinheiro acumulado para quitar a dívida;
  • Avaliar se o investimento pode gerar um valor mais significativo antes de quitar a dívida completamente.

Estude a melhor opção para amortizar o saldo devedor:

  • Avaliar a melhor opção de amortização de acordo com a realidade financeira e social;
  • Cada caso deve ser analisado individualmente para encontrar a solução mais segura e adequada.

Perguntas frequentes (FAQs)

É melhor amortizar ou antecipar parcelas?

Amortizar é reduzir o valor total da dívida, observados juros a longo prazo. Antecipar parcelas reduz o tempo de pagamento, economizando juros. Depende do seu momento financeiro.

Qual é melhor para amortizar SAC ou Price?

A tabela SAC tem parcelas decrescentes, ótimo se quer quitar mais rápido e pagar menos juros. Já a Price tem parcelas fixas, melhor para previsibilidade e oferece mais estabilidade nas parcelas.

Qual a vantagem da Tabela Price?

A vantagem está na estabilidade das parcelas ao longo do tempo. Isso facilita o planejamento financeiro, pois você sabe exatamente quanto pagará a cada mês.

Dúvidas sobre amortização? A Omie pode ajudar a sua empresa

Compreender a amortização e seus benefícios é fundamental para gerenciar dívidas de forma eficaz, diminuindo seu risco de crédito empresarial. Seja optando pela Tabela Price ou pelo Método SAC, o conhecimento das opções permite uma melhor escolha conforme sua situação financeira e objetivos.

Para mais soluções financeiras e de gestão, conheça a Omie para empreendedores, a plataforma completa para empreendedores que facilita a administração de negócios com ferramentas inovadoras e suporte especializado.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
como manter os clientes engajados
Entenda a importância de durante o processo de implementação de um novo produto ou serviço manter os clientes engajados e
escala de trabalho
A escala de trabalho organiza horários de funcionários, promovendo eficiência e equilíbrio. Aprenda a calcular e implementar uma escala eficaz.
remarketing
Entenda como o remarketing pode ajudar a conquistar e fidelizar clientes.