Descubra o que é e quais os tipos de prestador de serviço

O prestador de serviço é um dos principais motores da economia brasileira. Conheça mais sobre esse modelo de trabalho aqui!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O prestador de serviço é um dos principais motores da economia brasileira. Geralmente, são pequenos empreendedores ou profissionais liberais (autônomos) que prestam serviços para outras pessoas e empresas de diferentes segmentos e portes.

Os trabalhos realizados são diversos e podem ser feitos em várias áreas, a depender da demanda. Neste post, descubra mais sobre as possibilidades de contratar um prestador de serviços, o que diz a lei, além de conhecer as vantagens e desvantagens.

O que é um prestador de serviço?

Todo profissional que trabalha sem vínculo empregatício pode ser considerado um prestador de serviços. Esse tipo de contratação é bastante comum em empresas de diferentes tamanhos, e pode ser regido ou não por um contrato.

Em muitos casos, esse contrato não é explícito – ou seja, não está escrito no papel, mas espera-se que as atividades sejam realizadas entre o contratado e o contratante. Em uma ida ao cabeleireiro, por exemplo, não existe um contrato por escrito, mas é uma relação de prestação de serviços.

Contratado x Contratante

É comum que as pessoas confundam os conceitos de contratado e contratante. Por isso, separamos esse tópico especificamente para te ajudar. Veja:

Contratante é quem contrata ou realiza um serviço, compra um produto ou contrata alguém para desempenhar determinada atividade. 

Por outro lado, o contratado é a pessoa ou entidade que aceita as condições do contrato proposto pelo contratante e se compromete a fornecer um serviço, entregar um produto ou realizar uma tarefa específica de acordo com os termos estabelecidos no contrato. 

Quem pode ser prestador de serviço

O prestador de serviço pode realizar diferentes trabalhos especializados, dependendo da área para qual for contratado. Algumas mais comuns são:

  • Consultoria: gestão empresarial, finanças, marketing, recursos humanos e tecnologia da informação;
  • Serviços de TI: desenvolvimento de software, suporte técnico, redes, segurança cibernética e hospedagem de sites;
  • Beleza e estética: cabeleireiros, manicures, esteticistas e maquiadores;
  • Saúde: médicos, dentistas, fisioterapeutas e psicólogos;
  • Contabilidade: contadores e empresas de contabilidade que oferecem serviços de gestão financeira, registro de transações, elaboração de relatórios contábeis e auxílio no cumprimento de obrigações fiscais;
  • Construção e manutenção: construtores, eletricistas, encanadores, pintores e outros profissionais que executam trabalhos similares;
  • Educação: professores particulares, tutores e instituições de ensino;
  • Design: designers gráficos, de interiores, de moda e outros profissionais criativos. 

Esses são apenas alguns exemplos que se enquadram em diferentes tipos de prestação de serviços, que podem ser: pessoa física, pessoa jurídica e MEI: conceitos que você entenderá melhor abaixo.

Tipos de prestadores de serviço

Além das ocupações, a categoria dos prestadores de serviços é ampla e engloba alguns tipos de profissionais. 

Pessoa física

O prestador de serviço que atua como pessoa física oferece seus serviços profissionais de forma individual, sem um CNPJ por trás. Também são conhecidos como autônomos e podem realizar atividades como consultoria, serviços de beleza, aulas particulares, entre outras.

Prestador de serviço MEI

O MEI para prestação de serviços (Microempreendedor Individual) é uma categoria especial de pessoa jurídica criada no Brasil para formalizar e incentivar pequenos negócios. Ele é destinado a empreendedores que faturam até um determinado limite anual. 

Esse tipo de prestador de serviço possui benefícios exclusivos, como carga tributária reduzida, facilidade de formalização e obrigações fiscais simplificadas. Por causa disso, há algumas limitações em relação ao faturamento anual e ao tipo de atividade exercida.

Pessoa jurídica

A pessoa jurídica é uma entidade legalmente constituída que oferece serviços profissionais ou outros tipos de atividades comerciais. Ela pode ser uma micro, pequena, média ou grande empresa, sendo, geralmente, composta por sócios ou acionistas. 

Quem presta serviço como PJ costuma oferecer uma gama mais ampla de serviços, podendo ter uma estrutura organizacional mais complexa. Além disso, a depender do seu tamanho, ela deve cumprir com encargos e impostos específicos.

Direitos e deveres do prestador de serviço

Os direitos e deveres de um prestador de serviço podem variar de acordo com o tipo de serviço prestado, mas há alguns princípios gerais que se aplicam:

Direitos do prestador de serviço

  • Receber pagamento: o prestador tem o direito de receber o pagamento acordado pelo serviço prestado dentro dos prazos estabelecidos.
  • Ser tratado com respeito: tem o direito de ser tratado com respeito e dignidade pelo contratante e usuários do serviço.
  • Condições de trabalho adequadas: se o serviço for prestado no local do contratante, o prestador tem o direito de condições de trabalho adequadas e seguras.

Deveres do prestador de serviço

  • Entregar o serviço conforme acordado: deve realizar o serviço de acordo com as especificações e qualidade acordadas no contrato ou acordo.
  • Respeitar prazos: deve cumprir os prazos estipulados para a conclusão do serviço, a menos que haja circunstâncias excepcionais.
  • Manter confidencialidade (se aplicável): se o serviço envolver informações confidenciais do contratante, o prestador deve manter essa confidencialidade.

Conheça as diferenças entre contratado e prestador de serviço

Ambos são regidos por contratos, mas é comum que as pessoas tratem “contratados” como funcionários regidos pela CLT.

Já o prestador de serviço é um termo mais abrangente, referindo-se a quem oferece seus serviços de forma independente ou empreende uma atividade por conta própria, sem necessariamente estar vinculado a um contrato formal.

Essa pessoa pode oferecer seus serviços a diferentes clientes, estabelecendo seus próprios termos, preços e condições de trabalho, mantendo maior autonomia e liberdade na execução de suas tarefas.

Vantagens e desvantagens do prestador de serviço 

Agora que você já conhece o que esse profissional faz, chegou a hora de entender as vantagens e desvantagens para realizar a terceirização de serviços.

Vantagens

  • Serviço especializado
  • Redução de custos
  • Flexibilidade
  • Rapidez na execução
  • Sua empresa com mais foco no core business
  • Acesso a tecnologias e recursos avançados

Desvantagens  

  • Dificuldades de comunicação
  • Risco de segurança de dados
  • Dependência externa
  • Custos ocultos ou adicionais
  • Questões de qualidade
  • Desalinhamento cultural
  • Menos personalização

Perguntas frequentes

Por que usar um contrato de prestação de serviços?

Um contrato de prestação de serviços é essencial para estabelecer claramente os termos, responsabilidades e expectativas entre o prestador e o contratante, protegendo ambas as partes, evitando mal-entendidos e garantindo o cumprimento das obrigações acordadas.

O que precisa ter em contrato de prestação de serviço?

Um contrato de prestação de serviços deve conter informações como as partes envolvidas, escopo do serviço, prazos, valores, formas de pagamento, responsabilidades, condições de rescisão e qualquer cláusula relevante para garantir clareza e cumprimento do acordo.

Pode cobrar multa por quebra de contrato?

Sim, é possível incluir cláusulas contratuais estipulando multas em casos de quebra de contrato. Essas multas devem estar especificadas no contrato, considerando a legislação local para serem aplicadas de maneira justa e legal.

Como se organizar sendo um prestador de serviços?

Quem trabalha com prestação de serviços, sabe que a rotina é complexa e corrida, principalmente quando o negócio está em crescimento. Mas é possível se organizar e garantir que você consiga agir de forma mais estratégica com a sua empresa.

O melhor caminho para isso é contratar um sistema ERP para serviços, que se adapta às suas necessidades e tem flexibilidade suficiente para sustentar as etapas da sua expansão como prestador de serviços.

Conheça mais sobre a solução oferecida pela Omie e invista em conhecimento e tecnologia para sua carreira.

banner cta empreendedor

 

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
gestão de clientes
Entenda como as estratégias de gestão de clientes vão impulsionar o seu negócio.
eficiência operacional de restaurantes
Entenda como melhorar a eficiência operacional de restaurantes com o nosso guia!
bares e restaurantes como fazer uma gestão
Gerenciar bares e restaurantes de forma eficiente envolve controle de estoque, treinamento da equipe, qualidade do atendimento, ambiente atraente, marketing