Qual é o objetivo da contabilidade para as empresas?

Conheça a origem, os princípios e o objetivo da contabilidade nas empresas, entendendo como o profissional contábil atua diretamente nos negócios.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Desde negócios que estão começando as suas atividades, até empresas de maior porte e com mais estrutura, todos precisam do profissional contábil para se assegurar que a saúde financeira do negócio está equilibrada. O objetivo da contabilidade é ajudar iniciativas a irem mais longe, com responsabilidade e organização. 

A contabilidade é um setor de extrema importância nas empresas e visa estudar de forma profunda o patrimônio em questão, alinhando obrigações, oportunidades, responsabilidade fiscal, lucros, custos, dentre outros indicadores. 

Apesar de ocupar papel importante no dia a dia dos negócios, muitos ainda têm dúvidas de qual a finalidade da contabilidade e as principais responsabilidades e funções no dia a dia de uma empresa. Iremos tratar com detalhes cada um desses pontos para te ajudar a dominar a ciência contábil.

Como surgiu a ciência contábil?

A origem da ciência contábil se dá em um momento histórico onde as pessoas da época sentiram a necessidade de controlar patrimônio e registrar comércios. Era um momento em que troca e venda já era muito praticada, mas havia a necessidade de formalizar alguns acordos, para que ficasse uma situação mais justa para todos os envolvidos. 

A contabilidade se iniciou em meados de 1840, e passou por diversos tipos de evolução até agora, com muitas tendências e inovações. Evolução notável que mostra que a ciência contábil tem grande importância no desenvolvimento de negócios de todos os tipos e vai muito além de uma ciência exata, que se resume em cálculos ou fórmulas. Enquanto ciência social aplicada, discute valores morais e de responsabilidade fiscal.

Hoje, a tecnologia mudou toda a forma com que é realizada a contabilidade, com soluções de contabilidade online e digital, ferramentas para estruturar e otimizar rotinas e recursos que ajudam a evitar erros e inconsistências na rotina do contador. 

banner cta contador

Quais são os 6 princípios da contabilidade?

Os princípios da contabilidade formam um conjunto de normas no qual a estrutura da ciência contábil é baseada, são regras e condições definidas ponto a ponto. Esses princípios devem ser aplicados em conjunto e auxiliam as empresas na mensuração correta de dados. Assim as decisões são tomadas de forma mais assertiva, para ajudar o negócio a crescer a longo prazo. Conheça os 6 princípios da contabilidade a seguir. 

1. Prudência

O princípio da prudência está muito relacionado a medidas de precaução por parte do negócio. Esse princípio determina que seja adotado o maior valor para os componentes do ativo e menor valor para os componentes do passivo.

Dessa forma, será sempre apresentando uma visão mais realista da situação do negócio, evitando distorções contábeis e avarias causadas por má gestão das finanças. É um princípio protetivo e conservador.

2. Continuidade

O princípio da continuidade considera que as atividades da empresa serão realizadas por tempo indeterminado, ou seja, sem data para terminar. Se uma empresa possui data para acabar, todos os princípios acabam perdendo o sentido principal. 

Todas as demonstrações e documentações registradas para o negócio seguem esse princípio de continuidade. Por isso, a contabilidade se torna um trabalho recorrente e cíclico, que deve ser acompanhado de perto em todas as etapas. 

3. Competência 

O princípio da competência diz respeito aos registros financeiros da empresa, que devem ser registrados conforme o período de ocorrência, da entrada ou saída de recursos, e não ao dia que a transação foi realizada. 

Como, por exemplo, uma ação sazonal que gerou receita para o negócio em um momento específico do ano, mas o dinheiro recebido através da ação chegou ao caixa da empresa meses depois. O contador deve registrar a origem no período em que a ação foi realizada. 

4. Entidade

Entidade é um dos princípios mais importantes para a saúde financeira de um negócio e consiste em colocar a empresa como uma entidade independente de seus sócios e fundadores, separando a entidade “empresa” das pessoas que compõem o conselho, dando autonomia patrimonial para a instituição.

Tudo o que diz respeito a empresa não deverá ser tratado como pessoal, como, por exemplo, não permitir que os sócios utilizem dinheiro da empresa para fazer transações pessoais sem contexto.  

5. Oportunidade

Esse princípio consiste em registrar acontecimentos relevantes para o patrimônio da empresa na hora em que forem adquiridos, mesmo que o pagamento não seja feito no mesmo instante. Caso a empresa adquira um bem, todo o processo de aquisição deve ser registrado, assim como os pagamentos pendentes desse patrimônio. 

É um princípio semelhante ao da competência, mas, a forma com que é evidenciado o registro dos fatos que ocorreram é diferente. Assim como o detalhamento das ações, é mais completo.

6. Registro pelo valor original 

A medida determina que todos os componentes do patrimônio sejam registrados pelo valor original, na moeda em que foram adquiridos. No entanto, esses itens podem sofrer modificações em seu valor, a depender das variações futuras que podem ocorrer. A base para mensuração dessa variação pode ser feita por atualizações monetárias, valor justo, valor presente, custo corrente ou custo histórico. 

Qual é o objetivo da contabilidade nas empresas?

O principal objetivo da contabilidade é o controle financeiro completo das empresas. Se dividindo sempre entre a saúde do negócio e as obrigações tributárias conforme a legislação. Todas as medidas levam ao objetivo principal: proporcionar ao negócio uma vida duradoura e saudável, com as finanças equilibradas.

Nem sempre as empresas terão um profissional ou departamento específico para a contabilidade, mas para os negócios menores pode ser interessante a ajuda de uma assessoria contábil ou digital. Conheça de forma detalhada as principais funções da contabilidade nas instituições.  

Controle financeiro 

Independente do tamanho da empresa, o controle financeiro é a chave para entender se aquele negócio vai bem ou não. Com o trabalho desenvolvido pelo contador, desenvolvendo um relatório contábil de qualidade, as empresas conseguem ter mais visão e oportunidades, como financiamentos, empréstimos e negociações.

É muito comum, principalmente em pequenas empresas, que essa parte tão importante do negócio seja desestruturada, gerando dívidas e inadimplência. O crescimento da empresa depende de um bom controle financeiro e esse é um dos principais objetivos da contabilidade.

Previsibilidade de crescimento e lucro

Toda empresa procura crescer de forma saudável e com o trabalho do profissional de contabilidade é possível realizar uma previsibilidade do negócio. Isso garante mais segurança nas movimentações e viabiliza a realização de novos investimentos que vão acrescentar no serviço prestado pela empresa.

Gestão fiscal e tributária

A contabilidade fica responsável por realizar toda a gestão fiscal, contabilidade gerencial e tributária do negócio, para a empresa ficar sempre em dia com o pagamento de seus impostos, tributos e emissões de documentos obrigatórios. 

Essa parte merece atenção especial nas empresas, pois há muitos casos em que a falta de organização e responsabilidade cause a falência de muitos negócios. O contador cuidará de todos esses pontos para que as outras áreas foquem em outros objetivos da empresa.

Redução das despesas

Faz parte do crescimento saudável reduzir despesas desnecessárias para que o dinheiro do negócio seja melhor aproveitado. É papel do contador realizar um estudo para entender qual a melhor forma de cortar custos, e quais os benefícios que esses cortes irão trazer para o negócio.

Como estruturar melhor a área de contabilidade

Agora você já sabe os princípios fundamentais da contabilidade, o seu objetivo e qual a importância da contabilidade empresarial. Essa é uma área essencial para a estruturação de empreendimentos, lado a lado com o crescimento sustentável do negócio.

O dia a dia do profissional de contabilidade pode ser desafiador e, para evitar que alguma informação importante fique perdida, é preciso estruturar a área contábil. Contar com uma ferramenta estruturada é essencial para gerenciar e otimizar processos em um só lugar. Conheça o sistema ERP da Omie! 

 

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Código CST: pessoa com papel, caneta e notebook
O código CST, um dos mais utilizados por empreendedores, deve ser incluído na emissão da nota fiscal e serve para
SEFAZ: mulher com dedos das mãos cruzados
Afinal, o que é SEFAZ? Entenda como esse órgão se relaciona com os seus negócios.
Saiba o que é DLPA e qual a sua importância. Conheça o demonstrativo que pode manter a saúde financeira do