Split de pagamento: o que é e 7 vantagens

O split de pagamento facilita a divisão de valores entre empresas em vendas de e-commerce, além de contar com outras vantagens.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O crescimento do e-commerce gerou demandas em diversas áreas, inclusive no financeiro dos marketplaces. Para facilitar a correta divisão dos valores de cada vendedor em uma compra, surgiu o split de pagamento.

Essa funcionalidade também é útil para franquias e demais modelos de negócio em que é necessário separar os valores entre vários vendedores, empresas ou franqueados. Para explicar melhor sobre as vantagens desse recurso, acompanhe o artigo até o final.

O que é split de pagamento?

Com o aumento dos marketplaces e e-commerces, várias empresas passaram a oferecer seus produtos nessas plataformas. É extremamente vantajoso para o consumidor, que pode comprar vários itens de uma única vez.

Porém, o pagamento do cliente é apenas um, mas é possível que mais de uma empresa esteja envolvida naquela venda. A plataforma precisa, então, separar os valores de cada vendedor para repassar a cada um.

Essa funcionalidade de dividir o pagamento entre as partes interessadas é chamada de split de pagamento.

Seria impossível realizar esse cálculo manualmente, até porque várias plataformas recolhem comissões e taxas dos vendedores, então mais alguns valores são descontados de cada empresa.

Para facilitar o repasse dos recursos corretamente, já com o montante a ser recolhido pela plataforma de e-commerce, é que o split de pagamento foi criado. Essa solução é uma API (Interface de Programação de Aplicativos, traduzido), ou seja, um conjunto de instruções realizadas em código, que realizam certas funções.

No caso do split de pagamento, ele é programado para separar os valores de cada vendedor após um único pagamento. A solução também é útil para franqueadoras, que devem repassar os recursos de cada franquia, por exemplo, ou para aplicativos de delivery e evita que erros sejam cometidos nos cálculos.

7 vantagens do split de pagamento

Além do que já comentamos, sobre a facilidade de calcular os valores, existem outras vantagens em utilizar o split de pagamento. Confira:

  • Otimização: essa funcionalidade torna o processo de repasse das vendas para cada empresa muito mais ágil, facilitando o recebimento dos valores, bem como a separação da comissão e as taxas das plataformas.
  • Segurança: o split de pagamento traz mais segurança tanto para o consumidor, que não precisa colocar suas informações financeiras várias vezes, quanto para o marketplace e os vendedores, pois o sistema dificulta o vazamento de dados e minimiza vulnerabilidades de invasão.
  • Automatização: a integração da API permite que os times do marketplace e das empresas ganhem produtividade, pois o processo é todo automatizado, realizando os cálculos e repasses automaticamente.
  • Aumento das vendas: o split de pagamento permite que o consumidor realize apenas um pagamento, independente de quantos vendedores estejam envolvidos em sua compra. Isso passa segurança para os clientes, que se sentem mais confortáveis em finalizar outros pedidos naquele site ou plataforma.
  • Redução de erros: conforme as vendas aumentam, fica quase impossível realizar o cálculo dos valores de cada vendedor de forma manual e individual. Por isso, a API reduz os erros ao tornar o processo todo automático.
  • Conformidade com o Bacen: o Banco Central estabeleceu algumas diretrizes para marketplaces em 2016 e as plataformas precisariam se portar como intermediadoras entre clientes e vendedores, processando os valores recebidos. Com o split de pagamento, isso não é necessário, porque o marketplace recebe apenas a parte que lhe cabe, como taxas e comissões – sem acesso aos valores totais.
  • Conciliação de números: a API traz os registros, de todos os envolvidos nas vendas, facilitando a visualização dos valores e sua análise pelos vendedores e marketplaces, que podem conferir os dados com seu sistema de gestão empresarial (ERP).

banner cta empreendedor

Como funciona o split de pagamento?

Agora vamos entender em mais detalhes como funciona esse recurso e para isso vamos tomar como exemplo uma compra em um e-commerce de produtos para casa e vestuário.

Primeiro, a plataforma determina a porcentagem de sua comissão em cada venda, neste caso vamos considerar 10%. Depois integra a API ao sistema do marketplace e configura esse valor. Agora é apenas aguardar as compras do público.

Quando o cliente coloca seus produtos no carrinho e efetua a compra no gateway de pagamento, o banco ou administradora do cartão de crédito indica a autorização da transação. 

Marketplace e split de pagamento

Em marketplaces, a API é utilizada para separar os valores de diferentes empresas que oferecem seus produtos na plataforma e os clientes podem colocá-los no carrinho para efetuar a compra.

Assim, após o pagamento, o sistema separará a comissão do marketplace, quaisquer taxas estabelecidas pela plataforma, bem como frete e depois enviará a cada vendedor sua parte da compra.

Dessa forma, todos os envolvidos têm acesso aos seus valores rapidamente, com os cálculos realizados automaticamente, evitando erros que podem ser difíceis de identificar e corrigir no futuro.

Como exemplo, vamos considerar que a compra foi de R$100 no total, com R$60 para um vendedor e R$40 para outro.

O split de pagamento fará a separação para cada empresa e enviará o valor correspondente, já descontando a comissão do marketplace que comentamos há pouco. Assim, o vendedor 1 receberá R$54 e o vendedor 2, R$36. O cliente efetuou apenas um pagamento e automaticamente os valores são enviados para as empresas.

Delivery e split de pagamento

Com funcionamento semelhante ao que ocorre no marketplace, o delivery envolve mais de uma parte nas transações. Nesse caso, os envolvidos são as empresas, a plataforma e o entregador, responsável por levar os pedidos.

Por exemplo, a compra fechou em R$40, com R$10 de entrega do pedido. Após a confirmação do pagamento, a API enviará o último valor para o entregador, repassará 10% à plataforma e o restante será repassado para a empresa – nesse caso, R$27.

Acompanhe suas vendas rapidamente

Como já comentamos, o ERP é um grande aliado dos empreendedores, pois permite o acompanhamento das vendas realizadas em e-commerce, validando os valores repassados do split de pagamento. Assim, realiza-se a separação do montante para cada envolvido nas transações.

A Omie possui um ERP completo, que além de acompanhar as vendas, permitir a emissão de notas fiscais e boletos, além de construir soluções financeiras para facilitar a gestão econômica da empresa. Com ela, você tem acesso à conta PJ sem burocracia e recursos de crédito para impulsionar seu negócio.

Conheça todas as vantagens que o sistema ERP Omie tem para você e conquiste uma gestão mais eficiente para acompanhar o crescimento da sua empresa.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
o que é e-commerce
Entenda o que é e-commerce, para que serve, como montar um e suas vantagens neste artigo completo!
ideias de negócios lucrativos
Conheça algumas opções de negócios online para você investir e aumentar sua renda.
tendências de e-commerce: pessoa clicando em carrinho
Saiba quais são as 7 tendências de e-commerce em 2024 que vão te ajudar a conhecer mais o perfil do