Atacado: o guia completo sobre conceito, características, exemplos e dicas

Entenda mais detalhes sobre o que é um atacado e as características desse tipo de atuação.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Você sabe provavelmente o que é venda por atacado. Ou já se perguntou como vender no atacado. Não é por menos! Com o avanço da tecnologia, muitas empresas têm buscado entender mais detalhes sobre esse modelo de negócio e suas vantagens, o que mudou e inovações.

Para te guiar e ajudar a entender a fundo sobre essa modalidade que pode agregar muito às rendas do seu negócio, preparamos este conteúdo. Nele você vai descobrir o que é de fato o atacado, como ele funciona e estratégias para se destacar. Vamos lá!

O que é venda por atacado?

A venda por atacado, nada mais é do que uma maneira de comprar produtos em grandes quantidades a preços mais baixos. 

Imagine, por exemplo, uma loja que vende eletrônicos. Em vez de comprar um único smartphone, eles comprariam centenas ou até milhares deles de um fornecedor por atacado a um preço reduzido por unidade. 

Ou seja, ao invés de adquirir apenas um item, como faríamos em uma loja comum, esse tipo de compra envolve adquirir altos volumes de produtos de uma só vez.  

Isso permite que os lojistas mantenham seus estoques abastecidos e ofereçam produtos a preços competitivos aos consumidores. 

Como funcionam as vendas no atacado

As vendas no atacado possuem suas próprias particularidades, tendo como foco específico os compradores comerciais que precisam de produtos em grande quantidade, como empresas, distribuidores e revendedores.

Além disso, vale destacar algumas características como, por exemplo:

  • Aquisições em grande escala: grandes volumes de produtos são ofertados, permitindo economias de escala significativas.
  • Precificação competitiva: os preços por unidade são significativamente reduzidos, impulsionando o atrativo das compras no atacado.
  • Relações comerciais sólidas: parcerias de longo prazo com fornecedores e clientes são a base do sucesso no atacado.

Vale destacar também que existem diferentes tipos de varejo e que cada um deles conta com processos que envolvem a negociação de contratos, a seleção de fornecedores confiáveis, armazenamento adequado, distribuição eficiente e gestão de estoque.

Exemplos de atacados conhecidos 

No Brasil existem muitas empresas atacadistas que podem servir de inspiração para o seu negócio. Abaixo separamos as três principais. Confira!

Tenda

A Tenda é uma rede que oferece uma variedade de produtos, desde alimentos frescos e enlatados até eletrônicos, roupas e produtos de limpeza.

É conhecida por contar com preços competitivos, atraindo tanto pequenos negócios quanto consumidores individuais em busca de economia.

Assaí

O Assaí é uma das maiores redes de atacado do Brasil que se concentra na venda de produtos alimentícios, bebidas, produtos de limpeza e outras mercadorias para pequenos e médios comerciantes, e também consumidores individuais.

Além disso, ele conta com um programa de fidelidade que recompensa clientes frequentes com descontos adicionais, o que acaba se tornando um diferencial.

Makro

Por fim, o Makro é outra rede de atacado que oferece produtos alimentícios, bebidas, produtos de higiene pessoal e limpeza para empresas, restaurantes, hotéis e outros negócios de alimentação e hospitalidade.

O maior diferencial da rede está nos representantes de vendas que podem oferecer atendimento personalizado aos clientes comerciais, auxiliando cada um deles a selecionar os melhores produtos.

Diferenças entre atacado e varejo

O comércio atacadista e varejista são dois conceitos importantes no mundo do comércio, e as principais diferenças entre o atacado e varejo giram em torno de diferentes pontos. 

No atacado, os compradores que são empresas, revendedores ou distribuidores,  adquirem produtos em grandes volumes e a preços mais baixos. Os produtos costumam ter embalagens eficientes, e  tendem a se concentrar em relacionamentos de longo prazo.

Já o varejo envolve consumidores finais comprando em quantidades menores e a preços mais altos por unidade. Os produtos no varejo são embalados de maneira atraente, e as estratégias de marketing são usadas para atrair e engajar os consumidores diretamente.

É importante mencionar que existe também um conceito chamado “atacarejo”, que combina características de atacado e varejo. 

Ao montar atacarejo, as lojas passam a vender produtos em grandes quantidades, mas também permitem que os consumidores comprem em unidades menores, muitas vezes oferecendo preços intermediários. 

Vantagens e desvantagens do atacado

Apesar de ser uma modalidade bem famosa no Brasil e muito vantajosa, o atacado também pode contar com algumas desvantagens. Abaixo separamos mais detalhes para te ajudar a entender sobre elas.

Vantagens de vender no atacado

As vantagens incluem, principalmente, economia de escala, permitindo preços mais baixos por unidade de produto devido à compra em grande volume. Isso acaba resultado em margens de lucro mais amplas quando os produtos são revendidos. 

Além disso, o atacado atende a clientes comerciais, criando um público cativo de compradores interessados em adquirir produtos em grande escala para revenda ou uso em suas operações comerciais. 

Relacionamentos de longo prazo com fornecedores e clientes também são uma vantagem, porque resultam em acordos mais estáveis e parcerias comerciais duradouras.

Desvantagens de vender no atacado

Já no que diz respeito às desvantagens podemos citar como um dos principais desafios a necessidade de fazer grandes investimentos iniciais em estoque, espaço de armazenamento e logística, o que pode ser uma barreira para pequenos empreendedores. 

E, embora as margens de lucro totais possam ser maiores devido à venda em grande escala, as margens por unidade de produto costumam ser menores no atacado em comparação com o varejo. 

Além disso, lidar com grandes volumes de produtos também requer uma logística complexa, incluindo armazenamento, transporte e distribuição eficientes, o que pode ser desafiador e envolver custos operacionais substanciais. 

Por fim, a dependência de clientes comerciais pode tornar os negócios no atacado vulneráveis a flutuações econômicas e mudanças nas necessidades dos compradores. Se os clientes reduzirem suas compras, isso pode afetar significativamente o negócio.

Estratégias de vendas no atacado

Para se destaca no atacado e aproveitar as vantagens que essa modalidade de negócio oferece, é preciso contar com algumas estratégias de vendas específicas, como, por exemplo: 

  • Preços competitivos: ofereça preços atrativos para atrair compradores em busca de economia.
  • Descontos por volume: incentive compras maiores com descontos progressivos.
  • Atendimento ao cliente personalizado: forneça um serviço personalizado para atender às necessidades dos seus clientes.
  • Diversificação de produtos: amplie a variedade de produtos oferecidos para atender diferentes necessidades.
  • Marketing direcionado: utilize estratégias de marketing voltadas para públicos-alvo específicos do atacado.
  • Gestão de estoque eficiente: mantenha um estoque equilibrado para atender à demanda sem excessos ou escassez.

Ao seguir essas estratégias as suas chances de sucesso com as vendas do atacado serão bem significativas!

Outras dúvidas sobre esse tema

Confira duas das principais perguntas sobre a modalidade de atacado.

Como é a compra por atacado?

A compra por atacado envolve adquirir produtos em grande quantidade de fornecedores ou atacadistas. Os compradores comerciais compram em volumes maiores e geralmente obtêm preços mais baixos por unidade, aproveitando a economia de escala.

Por que atacado é mais barato?

O atacado é mais barato devido à compra em grande escala. Comprando grandes quantidades, os custos de produção, logística e armazenamento por unidade são reduzidos, permitindo que os atacadistas ofereçam preços mais competitivos aos compradores.

A importância da gestão de estoque no atacado

A gestão eficaz de estoque é fundamental para o sucesso no atacado. Ela permite que as empresas atendam à demanda de seus clientes sem excesso ou falta de produtos, otimizando custos e mantendo a competitividade. 

Uma gestão de estoque eficiente envolve previsão de demanda, monitoramento constante e uso de tecnologia para garantir que os produtos certos estejam disponíveis no momento certo.

Conheça um sistema para varejo que pode ajudar sua loja a otimizar processos e gerenciar seu negócio com eficiência.

Banner CTA

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Explore estratégias para o inventário de estoque que irão aprimorar a organização e a tática do seu negócio.
gestão de estoque: mulher em estoque
Confira um guia de como funciona a gestão de estoque, quais as vantagens e como fazer
Nacionalização de produtos
Explore a nacionalização de produtos e suas ferramentas essenciais. Desvende o processo com a Omie!