9 tipos de varejo que você precisa conhecer

Há diferentes tipos de varejo no Brasil, cada um com suas especificidades. Entenda mais sobre esse modelo de negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O varejo é uma das mais tradicionais formas de negócio, em que a empresa vende diretamente ao consumidor final, seja de uma loja física ou online. No entanto, atualmente, há diferentes tipos de varejo, cada um com um formato de venda, preço praticado, entre outras características.

Quer entender os diferentes modelos de empresa que compõem o mercado varejista, como eles trabalham e suas especificidades? Acompanhe este artigo, conheça 9 tipos de varejo e saiba mais sobre o assunto.

9 tipos de varejo que você precisa conhecer

O mercado varejista é robusto no país e bem diversificado, ou seja, são vários formatos para atender uma necessidade diferente do consumidor. Confira abaixo 9 tipos de varejo e as principais características de cada um.

1. Atacarejo

O atacarejo é um modelo de negócio que une o atacado e varejo, ou seja, vende itens unitários ou em maior quantidade, sendo denominado também como Cash and Carry (Pegue e Leve). É direcionado para pessoas físicas e jurídicas que buscam descontos comprando uma grande quantidade de um mesmo produto.

Tem como particularidade estar instalado em um local amplo, como um galpão, em que as prateleiras com os produtos e estoque dividem o mesmo espaço, trazendo redução de gastos com o armazenamento. 

Desse modo, o cliente pode pegar, por conta própria, os produtos sem precisar chamar um funcionário para buscar um item em estoque. Também não existe a intermediação de um funcionário para embalar os produtos, reduzindo o custo com pessoal.

2. Loja de departamento

São lojas grandes, geralmente localizadas em shopping centers ou centros comerciais, mas que também estão presentes no e-commerce, e que vendem uma grande variedade de itens, como vestuário, calçados, eletrônicos, cosméticos, perfumaria e outros produtos.

No caso das lojas físicas, o ambiente é agradável, organizado de acordo com a categoria do item, e o cliente fica à vontade para pegar e provar os produtos.

3. Canal Farma

No modelo Canal Farma, as farmácias (com lojas físicas e online), além da comercialização de medicamentos, podem oferecer um mix de produtos, como cosméticos, higiene, suplementação, limpeza e até itens de conveniência.

A ideia é oferecer, no ponto de venda, mais comodidade e rapidez de compra, além de produtos a preços atrativos para os clientes. Logo, os produtos podem ser dispostos não apenas em corredores, mas também em ilhas e mesas de atendimento.

4. Loja de conveniência

São lojas de varejo de porte menor, geralmente localizadas em pontos com grande circulação de pessoas, como postos de gasolina, e que comercializam produtos de consumo, como alimentos (pães, lanches, salgados e sobremesas), bebidas, congelados, produtos de limpeza, entre outros itens.

É comum que as conveniências fiquem abertas 24 horas, atendendo clientes que precisam de uma compra rápida e urgente, sendo que, nessa situação, não se importam em pagar um valor mais alto pelo produto.

5. Mercado, supermercado e hipermercado

São os negócios de varejo (lojas físicas e online) direcionados para a venda de alimentos, bebidas, itens de limpeza e higiene. A ideia é oferecer o autosserviço, com os produtos organizados por corredores e ainda contar com sessões de hortifruti, laticínios, congelados, padaria e açougue.

No caso dos supermercados, além dos produtos citados acima, vendem utensílios domésticos e outros itens, como os de papelaria e brinquedos, por exemplo. Já os hipermercados, oferecem ainda produtos de consumo duráveis, como eletrônicos, vestuário, eletrodomésticos e brinquedos.

6. Varejo alimentar

São os tipos de varejo representados por padarias, açougues, hortifrutis, mercearias, ou seja, espaços que vendem itens alimentícios de um determinado segmento alimentício, mas também pelos mercados, supermercados e hipermercados, que oferecem um mix maior de produtos.

7. Outlet

O outlet é um dos tipos de varejo que funcionam como um shopping center, tendo como característica reunir lojas de marcas famosas, as chamadas grifes, a preços mais em conta e esse desconto é possível porque os fabricantes vendem diretamente aos consumidores. 

Além disso, geralmente, estão localizados em entradas e saídas das cidades, próximas a grandes rodovias.

8. Franquias

A franquia ou franchising é um modelo de negócio no qual o proprietário de uma marca (franqueador) cede o direito de uso a um franqueado. Assim, o franqueador pode ter diferentes unidades da sua marca espalhadas em vários pontos do Brasil.

A franquia pode trabalhar com um produto ou serviço, sendo que todas as unidades franqueadas trabalham seguindo o mesmo padrão, estratégias de marketing e rede de fornecedores. Logo, todas as franquias oferecem a mesma qualidade de produtos e serviços.

São modelos de negócios interessantes para quem quer empreender, trabalhando com um produto ou serviço que já é conhecido pelo público.

9. Varejo de serviço

É um tipo de varejo em que pode haver a comercialização de produtos, porém o foco é a oferta de serviços especializados. É o caso de academias de ginástica, salões de beleza e lavanderias.

Há ainda negócios que têm como carro-chefe a venda de produtos, mas que agregam os serviços ao seu atendimento. Por exemplo: uma loja que vende roupas e faz ajustes nas peças ou ainda uma loja que vende móveis e realiza a montagem na casa do cliente. A ideia é oferecer uma experiência mais completa ao consumidor, de modo a fidelizá-lo.

Transformação digital e influência no mercado do varejo

Um dos grandes pontos que marcam o futuro do varejo é a transformação digital, ou seja, é fundamental automatizar os processos e ter presença online para ter agilidade nas vendas e atender pessoas de diferentes localidades. Oferecer diferentes canais de atendimento para garantir uma boa experiência na jornada de compra do cliente também é essencial.

É necessário ainda que os diferentes tipos de varejo adotem formas variadas de pagamento digital, a fim de trazer mais comodidade para o público, e invistam em segurança digital para proteger os dados sensíveis dos consumidores.

Se gostou de acompanhar as informações que apresentamos neste artigo, não deixe de conferir as tendências e dicas para vender mais no mercado varejista.

banner cta empreendedor

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
gestão de clientes
Entenda como as estratégias de gestão de clientes vão impulsionar o seu negócio.
representação de pesquisa de mercado
Entenda a importância de fazer a pesquisa de mercado para o sucesso do seu negócio.
Funcionários buscando 5 C's
O CS está na base para o sucesso de vendas. Aprenda como atrair e manter clientes hoje mesmo!