Pagamento digital: o que é e como funciona

Os pagamentos digitais agilizam o dia a dia dos consumidores e empreendedores. Confira quais são as formas de pagamento disponíveis.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

O mundo atual é cada vez mais digital e automatizado e as relações são mediadas quase que inteiramente pela tecnologia. No caso do pequeno e grande negócio, não é diferente. Utilizar do serviço de pagamento digital é uma ótima opção para melhorar os seus ganhos comerciais.

Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), no ano de 2022, as compras online registradas no e-commerce brasileiro atingiram os 169,6 bilhões, com expectativa de crescimento de 9,5% em 2023.

Siga com a leitura e entenda o funcionamento e como adotar novos meios de pagamentos digitais ao seu negócio.

O que é pagamento digital?

O pagamento digital é uma forma de pagamento que ocorre por meio de plataformas digitais, como aplicativos e sites. Com ele, é possível efetuar pagamentos e transferências de dinheiro sem a necessidade de dinheiro em espécie ou de cartões físicos.

Sua principal vantagem é a facilidade e rapidez com que as transações são realizadas. Em poucos cliques, é possível pagar contas, fazer transferências entre contas bancárias, realizar compras online e até mesmo pagar por serviços prestados por profissionais autônomos.

Além disso, outra grande vantagem do pagamento digital é a segurança. As transações são protegidas por sistemas de criptografia, que garantem a confidencialidade dos dados financeiros do usuário, evitando fraudes e roubos.

É a opção mais eficiente para quem precisa realizar transações financeiras em diferentes lugares do mundo, pois é possível fazê-las de qualquer lugar quando conectado a um dispositivo com internet.

Ou seja, o pagamento digital é uma forma prática, rápida, segura e cada vez mais popular de realizar transações financeiras. Por natureza, ele traz menos complicações, oferecendo mais comodidade e praticidade para os usuários.

Como funciona o pagamento digital?

Ele funciona por meio de plataformas digitais, como aplicativos de pagamento, sites e sistemas de pagamento online, que permitem que as pessoas e empresas realizem transferências de dinheiro, pagamentos de contas e compras online, entre outras transações.

Para realizar um pagamento digital, o usuário precisa ter uma conta em uma plataforma de pagamento digital. Essas plataformas oferecem diversas opções de pagamento, como cartões de crédito, transferências bancárias e carteiras digitais, que permitem ao usuário adicionar dinheiro à sua conta virtual para realizar as transações.

Ao realizar uma compra em um site que aceita pagamento digital, o usuário escolhe a opção de pagamento que deseja utilizar e informa os dados necessários para realizar a transação. Esses dados podem incluir o número do cartão de crédito, o código de segurança, a data de validade, entre outros. No caso de pagamentos por meio de carteiras digitais, é necessário ter o saldo suficiente na conta para efetuar o pagamento.

Após confirmar os dados, o sistema de pagamento digital processa a transação, realizando a transferência de dinheiro da conta do usuário para a conta do destinatário. Todo o processo ocorre de forma segura, com a proteção dos dados financeiros do usuário.

No caso dos boletos bancários, o processo de pagamento digital começa com o ato de gerar o boleto. Após recebido, o consumidor do produto ou serviço pode efetuar o pagamento por meio do seu banco digital, usando o saldo da carteira ou cartão de crédito. É necessário inserir as informações necessárias, como valor a ser pago, data de vencimento e informações do destinatário.

banner cta empreendedor

4 formas de pagamento digital

Existem diversas formas de pagamento digital disponíveis atualmente, cada uma com suas particularidades e formas de funcionamento. Entre elas, podemos citar:

    1. Pix

Uma das formas de pagamento digital mais recentes e populares no Brasil é o Pix. Ele permite realizar transferências bancárias em tempo real, 24 horas por dia, todos os dias da semana, de forma gratuita para pessoas físicas e com tarifas reduzidas para empresas. Para utilizar, é necessário cadastrar uma chave Pix, que pode ser o número do CPF/CNPJ, número do celular, e-mail ou uma chave aleatória.

    2. Cartão de crédito

É uma forma de pagamento na qual o usuário utiliza um cartão para realizar compras e efetuar o pagamento posteriormente, geralmente em uma data de vencimento estabelecida pela operadora do cartão. O pagamento pode ser feito de forma parcelada ou à vista, dependendo da política de cada operadora.

    3. Boleto bancário

É uma forma de pagamento em que é gerado um boleto com as informações necessárias para efetuar o pagamento, como valor, data de vencimento e informações do destinatário. O pagamento pode ser feito em bancos, lotéricas ou por meio de plataformas de pagamento digital.

    4. Carteira digital

É uma forma de pagamento na qual o usuário armazena informações de pagamento, como cartões de crédito ou saldo em conta, em um aplicativo ou plataforma. É possível realizar pagamentos por meio de smartphones e outros dispositivos eletrônicos.

Quais são os meios de pagamentos digitais?

Com a popularização da internet e dos smartphones, surgiram diversas opções de pagamento que facilitam a vida dos consumidores e dos vendedores. Confira, a seguir, quais os principais meios de pagamentos digitais existentes.

Gateway de pagamento

O gateway de pagamento é uma solução essencial para quem quer receber pagamentos de forma online, seja por meio de e-commerce, marketplaces ou outros tipos de negócios virtuais. Ele processa e autoriza transações financeiras, garantindo a segurança das informações e a proteção dos dados dos compradores.

Ele se comunica com as instituições financeiras responsáveis pelo processamento dos pagamentos, permitindo a transferência dos valores das transações de forma automatizada e protegida. É importante escolher uma opção confiável e segura, que ofereça as funcionalidades adequadas para cada tipo de negócio.

Subadquirente

É uma empresa intermediária entre o lojista e as adquirentes, responsáveis pela autorização e liquidação de transações financeiras com cartões de crédito e débito. Em outras palavras, a subadquirente funciona como uma empresa que “subcontrata” os serviços de uma adquirente, oferecendo soluções de pagamento para os estabelecimentos comerciais.

Um exemplo de subadquirente é a Stone Pagamentos, que oferece soluções de pagamentos digitais para lojistas de diversos setores, incluindo e-commerce, varejo físico, food service, entre outros. A Stone atua como intermediária entre o lojista e as adquirentes, garantindo a segurança e a rapidez das transações financeiras, além de oferecer suporte técnico e outros serviços para os seus clientes.

É importante lembrar que cada subadquirente pode ter suas próprias políticas de taxas, tarifas e outras condições contratuais. Por isso, é essencial avaliar cuidadosamente as opções disponíveis no mercado antes de escolher a empresa que melhor se adapta às necessidades do seu negócio.

Provedor de Serviços de Pagamentos (PSP)

É a empresa que oferece soluções de pagamento eletrônico para outros negócios, permitindo que aceitem pagamentos por diferentes canais, como cartões de crédito, débito, boletos bancários, transferências bancárias, entre outros.

Um exemplo de PSP é a PagBrasil, empresa brasileira que oferece soluções de pagamento para empresas de diversos setores, com tecnologia e alta segurança nas transações financeiras.

Ao contratar um PSP, os estabelecimentos comerciais podem simplificar a gestão financeira, reduzir custos e melhorar a experiência do cliente.

Pagamento online: o digital como facilitador de transações comerciais

Neste artigo, vimos que o digital facilitou as transações comerciais, possibilitando a compra e venda de serviços mesmo no caso de barreiras físicas. Para uma gestão empresarial eficiente, a tecnologia também oferece outras soluções, como o ERP, sistema de gestão empresarial capaz de controlar a contabilidade, estoque e vendas.

A Omie, por exemplo, é um sistema ERP que permite o controle de pagamentos por meio de funcionalidades, como a conciliação bancária. A utilização da tecnologia na contabilidade empresarial permite um maior controle financeiro, oferecendo um resultado mais positivo ao otimizar o tempo e automatizar processos.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Saiba o que é e entenda como funciona o Prazo Médio de Recebimento (PMR) e como calcular o da sua
como oferecer boleto parcelado
Entender como oferecer boleto parcelado traz conveniência tanto para os clientes quanto para os comerciantes, que expandem suas vendas e
boleto com baixa operacional
Entenda o que é e como funciona um boleto com baixa operacional e sua importância para a gestão financeira das