Logística reversa Correios: como funciona

Saiba como a logística reversa dos Correios ajuda empresas e consumidores nas operações de devolução e troca de mercadorias, além de incentivar ações sustentáveis e de menor impacto.

28/Jun/2022
Empreendedorismo

Comprar online já foi muito mais arriscado, mas desde 2006 o sistema de logística reversa Correios tornou essa operação mais satisfatória e segura, tanto para consumidores quanto para empresas.

A logística reversa veio para simplificar e garantir o processo de troca de mercadorias vendidas via e-commerce e que só fizeram crescer nos últimos anos. Além disso, o código de defesa do consumidor garante a troca por lei, variando apenas o prazo de acordo com o produto vendido.

Neste post, veja o que é e como funciona a logística reversa dos Correios.


O que é logística reversa dos Correios?

A logística tradicional tem o objetivo de fazer com que um produto chegue às mãos do consumidor e, com isso feito, não ter nenhuma preocupação de como será o descarte do item. Já a logística reversa reúne ações que traduzem a preocupação com o ciclo de produção, com trocas, reutilização e reciclagem dos produtos.

Trata-se de práticas realizadas por empresas conscientes, que se preocupam com o meio ambiente e utilizam maneiras de produção mais sustentáveis, o que agrada e conquista clientes e acrescenta muito à imagem do seu negócio.

Ademais, essas empresas se preocupam com o descarte de seus produtos e conseguem se organizar e fazer com que sejam reutilizados de alguma maneira. A sociedade ganha com isso, pois as empresas mostram preocupação com o impacto socioambiental causado e, assim, desenvolvem práticas mais sustentáveis. 

Nesse sentido, as empresas que trabalham com a logística reversa podem se beneficiar com a redução de custos, reaproveitando materiais e embalagens, por exemplo. Ainda, tornam-se mais competitivas, pois o cliente vai dar preferência na hora de comprar sabendo que seus produtos podem ser devolvidos sem dificuldades.

Nesse contexto, a operação de logística reversa dos Correios é fundamental para todo esse processo, já que tem um importante papel no planejamento dos negócios de empresas que trabalham com e-commerce. 

Ainda, é por meio dela que são feitos e geridos os retornos e devoluções dos produtos vendidos pela internet. Isso faz com que as empresas se planejem e consigam realizar as devoluções.

A adequação a essa operação é inevitável, visto que, está garantido por lei o direito à devolução de qualquer produto comprado na internet em até 7 dias da sua entrega, segundo o artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor (CDC).

Nesse caso, as devoluções podem ser feitas por conta de erro no modelo, tamanho ou cor do produto. Ainda podem ser devolvidos itens que vieram com defeitos de fabricação ou até os que simplesmente não atendem às demandas dos clientes. Afinal, na compra online, sempre há o risco de não atender às expectativas do consumidor quando o produto chega em suas mãos.

Logística reversa Correios: como funciona?

Sem a logística reversa Correios a operação de retorno ou troca de produtos se tornaria mais complicada e burocrática, fora o custo elevado. Assim, todos sairiam perdendo, tanto o consumidor quanto a empresa e, claro, o meio ambiente.

Para realizar a logística, basta ter um CNPJ e um contrato com os Correios, que pode ser solicitado na página de serviços da empresa. Depois, basta se cadastrar no site para ter acesso e dar início à operação.

O funcionamento desse modelo de logística pode ser feito de diferentes formas, tudo depende da empresa onde foi comprado o produto e do cliente que o comprou. Veja quais são as opções:

  • Em agências: nesse caso, a empresa que vendeu o produto fornece um código de postagem ao cliente para que este faça a devolução tanto em agências próprias dos Correios quanto em franqueadas. Em alguns casos, a empresa fornece uma nova embalagem para a postagem do item devolvido. Quando isso ocorre, ela deve ser feita em agências próprias. Funciona para SEDEX Hoje, SEDEX 12, SEDEX 10 e PAC;

  • Domiciliar: esse modo é exclusivo de e-commerce que tem contrato com os Correios. Possibilita que os Correios retirem o produto na casa do comprador durante a semana em duas tentativas seguidas, no máximo. Ainda, pode ser via PAC ou SEDEX. Essa modalidade é muito cômoda para o cliente, pois ele não precisa se deslocar, economizando tempo e proporcionando uma ótima experiência com maiores chances de fidelização;

  • Simultânea: possibilita postar o item devolvido na mesma hora que estiver recebendo o novo. Nesse caso, pode ser feita tanto em uma agência dos Correios quanto na casa do cliente e conta com duas tentativas de retirada. Ademais, a coleta pode ser agendada em até 30 dias úteis após a efetividade do pedido. Vale também para SEDEX E PAC.

Quando a operação logística é realizada, você pode acompanhar o produto através do site dos Correios, utilizando o seu login e senha cadastrados. Basta acessar o sistema de logística reversa e inserir o número de rastreamento do produto. Lá você acompanha o passo a passo e a estimativa de sua chegada.

Por fim, para autorizar a logística reversa, é preciso que o consumidor entre em contato com o vendedor do produto solicitando a devolução por motivo de desistência, reparo ou descarte. Feito isso, o vendedor escolhe a modalidade de logística reversa e gera uma autorização de postagem, que pode ser em uma agência ou via coleta domiciliar.

Quais são os tipos disponíveis?

Conhecer quais são os tipos de logística reversa faz com que você saiba exatamente qual é a mais indicada para o seu negócio, e consequentemente consiga ter um destaque e diferencial no mercado. 

Pós-consumo

Esse é um dos tipos de logística reversa mais usados pelas empresas. Isso porque, ele consiste em retornar os produtos que já foram vendidos e usados pelo consumidor para o fabricante. Essa é uma ótima opção, pois facilita o retorno e reciclagem dos materiais.

Nesse caso, é possível usar canais que indiquem que os materiais estão sendo destinados para a reciclagem corretamente. Essa ação faz com que a empresa auxilia na sustentabilidade, evitando a poluição ambiental e economiza com a extração de recursos.

Pós-venda

No caso da pós-venda, está diretamente relacionado a produtos de devolução, sejam eles com defeito, pedido incorreto, arrependimento no prazo estipulado ou qualquer outro problema. 

Nessa situação, o cliente envia ou recebe um profissional da empresa em sua residência para entregar o produto e fazer a troca ou devolução do valor. Já o item, é reaproveitado em uma nova venda se não tiver defeito ou repassado à fábrica. 

Reuso

Outro tipo de logística reversa muito utilizada no Brasil é o reuso. Nesse caso, a empresa faz a venda do resíduo e lucra com os produtos que são repassados através de leilões. 

São os mais variados materiais em descarte como equipamentos eletrônicos, móveis, livros e até mesmo peças de automóveis. Todos com o destaque correto dos resíduos e novas possibilidades de uso.

Por que o controle de estoque é tão importante nesse processo?

A logística reversa pode causar um impacto considerável no controle de estoque. Uma empresa que trabalha com vendas online precisa se preocupar com a gestão de seu estoque, principalmente por causa das devoluções e trocas de produtos. 

No caso das trocas, é necessário que exista o item pelo qual o cliente deseja substituir, logo, é preciso ter um volume mínimo de estoque. Já no caso de devoluções, algumas por conta de defeitos, é preciso ter um planejamento do que será feito com o produto, além de providenciar conserto ou descartá-lo corretamente.

A logística reversa é uma ferramenta estratégica

A logística reversa Correios é uma ferramenta importante para que as vendas online possam desempenhar um papel econômico sem esquecer o social e ambiental. Desse modo, todos saem ganhando: consumidores, empresas e meio ambiente.

Trata-se de uma maneira de se evitar desperdícios trazendo mais competitividade ao negócio e, como consequência, reduzir custos. Incluir a logística reversa na gestão de sua empresa é um processo natural nos dias de hoje. Portanto, informe-se e inclua no ciclo de produção na sua empresa também!

Agora que você já sabe como funciona a logística reversa, que tal investir em um sistema de gestão que vai facilitar os processos do seu negócio? Conheça o sistema ERP da Omie e aprenda a controlar seu estoque de forma inteligente!


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas