Gestão de custo: qual a importância para o seu negócio?

Veja neste artigo o que é gestão de custo, como fazer e quais são as principais vantagens desse processo para a saúde financeira da sua empresa.

07/Ago/2020
Finanças

Uma boa gestão de custo resulta em uma boa saúde financeira para a empresa, por isso, é um assunto que deve ser valorizado nos negócios. Esse tipo de gestão nada mais é do que um controle sobre todos os custos que envolvem a manutenção das atividades da companhia, desde o salário dos colaboradores até a compra de insumos. 


Entretanto, quando não há esse controle, os recursos da empresa podem acabar sendo usados de modo ineficiente e sem retorno financeiro, o que pode acarretar, inclusive, no encerramento das atividades. Por esse motivo, neste artigo, falaremos mais sobre a importância da gestão estratégica de custos para os negócios.


Qual a importância da gestão de custo?


Os custos de uma companhia representam todos os seus gastos. Portanto, ao analisá-los, o gestor pode identificar excessos e oportunidades de melhorar a aplicação de recursos. Essa análise permite também entender como está a situação da empresa e se o negócio está lucrando na mesma medida.


Entretanto, antes de começar a calcular os custos da companhia, é preciso, primeiro, entender a diferença entre custos e despesas. 


Os custos são caracterizados pelos gastos diretamente ligados à atividade principal do negócio. Em uma fábrica de sapatos, por exemplo, seriam os gastos com material e a eletricidade usada pelas máquinas.


Já as despesas são os gastos que não estão diretamente relacionados com a atividade principal, mas são importantes para o funcionamento da organização, como é o caso, por exemplo, do aluguel.


Sendo assim, para evitar gastar mais do que lucrar, é preciso sempre manter o controle de custos e se certificar de que eles estão sendo bem administrados, para evitar desperdícios que podem gerar prejuízos para a companhia.


Diferença entre custos fixos e variáveis


Para entender como fazer uma boa gestão de custo, também é importante saber diferenciar os custos fixos dos variáveis. 


Nos custos fixos, os gastos não se alteram, independentemente do volume de trabalho da empresa. Podemos tomar como exemplo mais uma vez o aluguel.


Os custos variáveis são aqueles que sofrem alteração dependendo do nível de atividade do negócio. Por exemplo, em um salão de beleza, quanto mais clientes forem atendidos, mais produtos, como shampoos e esmaltes, serão utilizados. Logo, esses itens precisarão ser repostos.


Como controlar custos na empresa?


Para que seja possível controlar custos e ter uma boa gestão financeira é preciso primeiro entender quais são eles. Portanto, o primeiro passo é listar os custos do negócio e seus valores, categorizando-os conforme a atividade com a qual estão ligados. 


Em seguida,  é preciso separar os custos fixos dos custos variáveis para descobrir o valor mínimo que a empresa precisa arrecadar para cobrir esses custos. A partir disso, é possível saber também quanto é preciso levantar para que se obtenha lucro sobre as atividades.


Por esse motivo, é tão importante sempre manter um registro sobre os gastos da corporação e fazer um acompanhamento constante desses gastos. Assim, o gestor sempre saberá a situação financeira do seu negócio e poderá tomar as medidas necessárias para controlar os recursos.


Contar com um sistema de gestão empresarial também pode ajudar, já que essa tecnologia automatiza os processos financeiros e facilita a contabilidade da empresa. 


Principais vantagens em ter uma boa gestão de custo


Após entender mais sobre o que é gestão de custo e sua importância, podemos falar sobre as principais vantagens geradas para a empresa. Confira a seguir:


Redução de custos


Um dos principais benefícios da gestão de custos é a redução de gastos desnecessários e excessivos. Isso porque, uma vez que os gastos são listados e monitorados, fica mais fácil controlar onde esses recursos estão sendo aplicados e se, de fato, estão gerando retorno.


O planejamento financeiro envolve desde a compra de materiais e insumos até o controle do uso de água e energia elétrica. Com essa redução de custos, é possível promover uma boa saúde financeira e manter a empresa em atividade.


Melhor precificação


Também é a partir dos custos de produção que se define a precificação de serviços e produtos. Por isso, ao manter um bom controle de custo, é possível definir os preços de forma mais assertiva e lucrativa para a companhia.


Desse modo, a empresa oferecer um valor justo para os clientes e, ao mesmo tempo, valoriza seus serviços ou produtos, evitando prejuízos ou preços fora do padrão do mercado. Uma boa precificação pode representar, inclusive, uma vantagem competitiva para o negócio.


Decisões assertivas


O planejamento estratégico de uma empresa também envolve o controle financeiro para que se decida de forma assertiva onde é melhor aplicar recursos e onde é possível reduzir custos.


Por esse motivo, ao contar com um bom controle de custo, é possível tomar decisões mais assertivas, que contribuirão para o desenvolvimento da companhia e poderão gerar mais lucratividade também.


Tecnologia na gestão financeira


Neste artigo foi possível entender como a gestão de custo é importante para ter uma boa saúde financeira. E contar com a ajuda da tecnologia e um sistema de gestão empresarial, pode ajudar ainda mais nesse processo.


Com essa inovação é possível registrar todos os custos da companhia e obter relatórios detalhados sobre suas movimentações financeiras. Essa facilidade permite ter mais controle, além de oferecer dados estratégicos para as tomadas de decisão. Leia nosso e-book sobre gestão financeira e entenda mais sobre o assunto.


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas