Passo a passo de como fazer a declaração do MEI

Com dúvidas sobre como fazer a declaração do MEI? Confira nosso artigo e entenda tudo sobre o assunto e sua importância para seu negócio.

12/Ago/2020
Empreendedorismo

Para se manter em dia com o Fisco, é essencial saber como fazer a declaração do MEI, também conhecida como DASN-MEI. Ela é obrigatória, mesmo que você não tenha faturado nada durante o ano. Por esse motivo, neste artigo, daremos algumas dicas que podem ajudar no processo.


Como fazer a declaração do MEI?


Todos os anos, é necessário que os microempreendedores individuais declarem o valor que faturaram ao longo do ano. Para isso, é preciso informar dados como sua renda bruta total do período e renda bruta referente às atividades de comércio, indústria e/ou serviço de transporte intermunicipal, além de declarar se teve algum empregado durante o ano.


Além disso, para acessar o sistema DASN-Simei, basta entrar no Portal do Empreendedor. Para entender mais sobre o assunto, veja a seguir como declarar Imposto de Renda MEI passo a passo:


1º passo


Após acessar o Portal do Empreendedor por meio do endereço www.portaldoempreendedor.gov.br, é preciso clicar na opção “Declaração Anual - DASN-SIMEI” e inserir as informações requisitadas. Em seguida, na linha onde estará escrito “Original”, selecione o ano anterior.


2º passo


No segundo passo para emitir a declaração MEI, será preciso informar o valor da sua receita bruta total. Por isso, informe o valor do faturamento total anual da sua empresa e, depois, no campo logo abaixo, coloque somente o valor das receitas que se referem às atividades de comércio, indústria e transporte municipal e interestadual.


3º passo


Após preencher essas informações, o sistema questionará se você deseja imprimir o documento. Você pode confirmar e, em seguida, salvar e arquivar o comprovante da declaração de Imposto de Renda MEI.


Em caso de perda do prazo da declaração anual


Já no caso de quem perdeu o prazo para fazer a declaração do Imposto de Renda MEI, basta acessar o Portal do Empreendedor e realizar o mesmo procedimento. Entretanto, vale lembrar que o atraso acarretará uma multa. 


Sendo assim, para evitar esse problema, é preciso estar sempre atento aos prazos estabelecidos. Se necessário, conte com a ajuda de um profissional para manter as obrigações com o fisco em dia. Além disso, caso seja necessário alterar o valor já declarado, é possível acionar a Declaração Retificadora.


Considerações importantes


Quando o assunto é como fazer declaração anual MEI, é preciso que alguns pontos sejam esclarecidos. Primeiramente, é importante saber que a declaração MEI não é a mesma coisa que a declaração do Imposto de Renda para pessoa física. Portanto, os dois processos devem ser feitos separadamente.


Ao fazer sua declaração de Imposto de Renda de pessoa física, é preciso considerar que os lucros da empresa podem constituir sua renda como pessoa física. Sendo assim, são considerados rendimentos isentos e não tributáveis até 8%, no caso do comércio e da indústria, e 16%, no caso dos serviços. 


Também vale lembrar que, para os microempreendedores individuais que desejarem abrir conta em banco por meio de seu CNPJ, geralmente, as instituições bancárias solicitam a comprovação de renda. Por isso, a declaração MEI pode servir para essa finalidade.


Importância de manter uma boa gestão financeira


Como vimos, para fazer a declaração do Imposto de Renda MEI, é preciso informar todo o faturamento obtido durante o ano anterior. Portanto, é necessário ter um registro dessas informações, para que, além de ser mais fácil emitir a declaração, também seja possível ter uma boa gestão financeira.


Afinal, ao administrar as finanças do negócio de forma eficiente, garante-se a saúde financeira e a continuidade das atividades. Com uma boa gestão financeira e fiscal, também é possível aproveitar descontos em tributos, se pagos com antecedência, além de evitar multas por atraso.


Tudo isso contribui para que os recursos da companhia sejam mais bem aplicados e distribuídos de forma a desenvolver seu negócio de um jeito mais sustentável. Por isso é tão importante cuidar das finanças da sua empresa.


Como a tecnologia pode ajudar?


Com um sistema de gestão empresarial, é possível manter registradas todas as movimentações financeiras da empresa, além de facilitar as operações, como emissão de notas fiscais, controle de contas a pagar e a receber, entre outras. Mesmo que seu negócio seja de pequeno porte, contar com essa tecnologia pode fazer toda a diferença.


Confira nosso e-book sobre gestão financeira para PMEs e entenda a importância de um bom controle financeiro e também todas as vantagens que um sistema de gestão pode proporcionar para a contabilidade do seu negócio.


Receba as novidades

Assine nossa newsletter

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas

Posts Relacionados

Artigos por autor

Receba as novidades

Receba as novidades

Obrigado por se inscrever!

Oops! Verifique novamente se informações estão corretas