Boleto ou PIX: entenda qual a diferença entre cada um

Conheça as diferenças entre boleto ou PIX e saiba como escolher o meio de pagamento mais adequado para o seu negócio.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Oferecer meios de pagamento diversificados para os clientes é essencial para vender mais. Dentre as opções, é importante contar com uma modalidade de pagamento à vista. Neste cenário, qual é o mais rentável e vantajoso: boleto ou PIX?

Desde a criação do PIX, muitos empreendedores têm dúvidas sobre como funciona o método e em que ele difere do boleto bancário. Se você quer saber mais sobre o tema, continue a leitura para descobrir qual método é mais adequado para seu negócio.

Como funciona o pagamento por boleto bancário?

Boleto bancário é um documento criado pelo Banco Central e é muito popular entre os consumidores para realizar pagamentos à vista. Ele é emitido por uma instituição bancária e pode ser quitado pela internet (pelo site ou aplicativo do banco), terminais de autoatendimento, agências de qualquer banco e casas lotéricas.

O tempo de processamento e compensação do pagamento pode ser de até três dias úteis (72 horas). Para a empresa, emitir um boleto pode custar, e os valores podem variar entre R$3,00 a R$8,00, dependendo do banco.

Tipos de boletos

Existem diferentes tipos de boletos, que são:

  • Boleto registrado: inclui os dados de quem paga e de quem recebe;
  • Boleto avulso: gerado para um pagamento único, onde não há regularidade;
  • Boleto carnê: funciona como um pagamento parcelado, serve para serviços pagos a prazo.

As vantagens do boleto bancário para os empreendedores

Permitir pagamento via boleto bancário gere benefícios para as empresas como:

  • é prático e fácil de pagar, sendo aceito em vários lugares;
  • inclui valores de juros e multas no documento que inibe a inadimplência;
  • é uma escolha popular, e milhares de pessoas já estão habituadas a esse meio de pagamento.

Pagamento por PIX: como funciona?

O Pagamento Instantâneo Brasileiro, PIX, foi lançado em 2020 pelo Banco Central. Trata-se de uma transferência bancária, semelhante a um TED ou DOC, que pode ser realizada em qualquer dia e horário e que cuja compensação é imediata.

Para usar o PIX, os usuários — tanto pessoas físicas como jurídicas — precisam criar uma chave, um código que vai os permitir enviar e receber. É possível atrelar apenas um código a uma conta e ele pode ser uma senha aleatória, número do CPF ou CNPJ, número de telefone, endereço de e-mail e outros.

Já para fazer um PIX, o usuário deve entrar em sua conta bancária pelo site ou aplicativo, selecionar o valor, inserir a chave e confirmar a transferência, que acontece de forma instantânea.

As vantagens do pagamento PIX para empreendedores

Vale a pena oferecer pagamentos via PIX, pois eles são:

  • rápidos: os valores são compensados em segundos na conta — isso sem contar que não há limites de horário ou dia da semana;
  • econômicos: pessoas jurídicas podem pagar apenas alguns centavos por transação — pessoas físicas não pagam nada;
  • seguros: as regras do PIX ajudam a reforçar a proteção e evitar fraudes.

É possível receber com PIX no boleto?

Sim, muitas instituições bancárias já conseguem adicionar o QR Code PIX em boletos, permitindo que o usuário faça o pagamento daquela cobrança via PIX.

Qual a diferença entre boleto ou PIX?

O boleto ou PIX são usados para pagamentos à vista, e ambos são seguros. Contudo, a maior diferença entre os dois é o prazo de pagamento. O boleto demora até 72 horas úteis para compensar, sem contar fins de semanas e feriados e o PIX cai na conta do empreendedor na hora.

Além disso, existe uma diferença na conciliação. Com os boletos, as empresas precisam reunir dados e fazer comparações entre as cobranças emitidas e as compensadas na conta, além de calcular juros e outros detalhes.

Já o PIX dispensa todo esse processo, pois o comprovante de pagamento é o principal registro da transferência.

Para as empresas, a tarifa do PIX tende a ser mais barata do que a emissão de boletos, especialmente porque alguns bancos oferecem PIX gratuito e ilimitado para contas pessoa jurídica.

Contudo, um ponto a favor do boleto é que ele é mais democrático e inclusivo, permitindo que a empresa possa atingir mais pessoas. Afinal, nessa modalidade, o consumidor não precisa ter conta bancária para pagar um boleto.

O número de contas bancárias no Brasil têm avançado, mas é preciso pensar que, segundo pesquisas, pelo menos 10% da população permanece desbancarizada.

Qual a melhor opção para escolher entre boleto ou PIX?

As duas opções, boleto ou PIX, são vantajosas para a empresa e oferecem praticidade ao consumidor. A escolha vai depender principalmente da estratégia do negócio e do perfil do seu público-alvo.

Assim, avalie as preferências dos seus consumidores, os métodos de pagamento mais usados, se eles têm conta bancária e costumam usar métodos de pagamento eletrônicos como o PIX, entre outras observações.

Se você planeja atingir um público cada vez mais amplo e diverso, talvez o ideal seja oferecer o boleto e garantir que os meios de pagamentos sejam mais acessíveis para todos.

Ao mesmo tempo, considere a sua perspectiva de recebimento dos valores e analise os custos da operação. Calcule quanto terá que gastar ao gerar boletos em um mês, por exemplo, e confira se migrar para o PIX vai oferecer custo-benefício, sobretudo considerando seu cliente.

Otimize o controle dos seus pagamentos via boleto ou PIX

Agora que você sabe a diferença entre boleto ou PIX, fica mais fácil selecionar o meio mais adequado para o seu negócio. Independentemente da escolha, o planejamento e a gestão financeira são essenciais para controlar seu faturamento e evitar erros, especialmente na emissão de boletos.

Com um sistema integrado, é possível emitir boletos de forma automatizada e simplificada, acompanhar cobranças em tempo real e evitar a inadimplência.

Conheça a funcionalidade de emissão de boletos do sistema de gestão Omie e veja como ela pode ajudar seu negócio a decolar!

Banner conheça o sistema - gestão online

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Market Share
Descubra o Market Share e como ele é importante para o seu negócio. Entenda o conceito e aprenda a calcular
canais de vendas
Conheça os diferentes canais de vendas e o motivo para criar uma estratégia para eles na sua empresa.
cadeia de valor
Entenda melhor os processos da sua empresa e como eles se relacionam implementando a cadeia de valor.