O que é custo de produção? Veja exemplos, as classificações e como calcular!

O que é custo de produção? Veja exemplos práticos, aprenda a calcular e a como reduzir os custos da sua empresa. Otimize seus processos agora mesmo!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

A viabilidade econômica de um empreendimento depende muito do cálculo do custo de produção, ou seja, o quanto uma empresa gasta para ofertar um produto ou serviço

Com esse valor claro, é possível precificar corretamente, identificar uma melhor margem de lucro e tomar inúmeras outras decisões administrativas e financeiras. 

Ao longo deste conteúdo, você vai aprender mais detalhes importantes sobre o conceito de custo de produção e como seu cálculo é feito. 

O que é custo de produção?

O custo de produção se refere a todos os custos que envolvem o processo de fabricação ou produção de um produto e serviço. 

Nele são considerados os gastos com matéria-prima, mão de obra, conta de energia e água, logística, impostos, entre outros. Tudo precisa ser considerado, de ponta a ponta. 

Empresas de todos os segmentos e portes precisam fazer análises desses custos. Isso porque é fundamental saber quais serão os valores gastos em determinado produto ou serviço e qual lucro ele gera. 

Com essa análise, é possível identificar se um produto deve ter mais investimento ou menos, além de ajudar na busca de materiais e processos com melhor custo-benefício.

Qual a importância de saber o custo de produção?

Calcular o custo é fundamental para otimizar o planejamento financeiro, aplicar melhor os recursos da empresa e garantir que seu negócio se torne mais rentável. 

Com o cálculo desse custo e também do custo unitário de produção, a empresa tem um direcionamento melhor para precificação e também para determinar uma margem de lucro adequada. 

Logo, o custo de produção é um aspecto determinante tanto para a saúde financeira da empresa como para que ela consiga explorar o máximo potencial de lucratividade dos produtos e serviços que oferece. 

Qual a diferença entre custos, gastos e despesas?

Antes de saber como calcular custo de produção, é importante entender a diferença entre custo, gasto e despesa. Entenda: 

  • Custo: são valores ligados à produção, como a matéria-prima ou a mão de obra. Podem ser fixos ou variáveis; 
  • Despesas: são gastos para manter o empreendimento funcionando, como  marketing e custos administrativos. Não têm relação direta com a produção e também podem ser fixas ou variáveis
  • Gastos: são custos importantes para a manutenção do negócio e da produção, mas que não estavam necessariamente previstos no orçamento, como conserto ou substituição de uma máquina de forma repentina. 

Confira alguns exemplos de custos de produção

Já que o foco deste conteúdo são os custos de produção, acompanhe alguns exemplos para que você entenda o conceito de forma prática: 

  • Matéria-prima;
  • Mão de obra direta (salários e benefícios dos profissionais que trabalham diretamente na linha de produção); 
  • Energia (eletricidade consumida pelas máquinas durante o processo de produção); 
  • Instalações (aluguel de espaço de produção, estoque, etc.);
  • Transporte (deslocamento de matérias-primas para a fábrica ou do produto final para distribuidores); 
  • Embalagem;
  • Impostos (tributos associados à produção e venda de produtos, como o ICMS). 

Quais são as classificações dos custos de produção? 

Existem classificações que são consideradas na hora de fazer o cálculo dos custos de produção. Entenda como funciona cada uma delas a seguir. 

Custos a priori

São considerados os custos antes de iniciar o processo de produção. Logo, os custos a priori funcionam como uma previsão sobre os futuros gastos e, também, do fluxo de caixa.

Esse cálculo é de grande valia na hora de tomar decisões mais acertadas sobre a rentabilidade do negócio, bem como ajudar a determinar o melhor método de produção. 

Fora isso, ele também ajuda a conseguir os recursos necessários para dar início à produção, por exemplo, se você precisar comprar equipamentos ou quantas pessoas precisará contratar. 

Em resumo, os custos de produção a priori são importantes para que um empreendedor saiba quanto vai custar lançar um novo produto ou serviço.

Custos a posteriori

Aqui, temos os custos que são verificados depois da produção do produto ou serviço. Eles são despesas que uma empresa apenas observou após a produção. 

De forma simplificada, os curtos a posteriori estão sujeitos à demanda e questões que se apresentam depois que a produção já começou. 

Por exemplo, empresas podem identificar custos a posteriori extras, pois teve um volume maior de pedidos e precisou contratar mais pessoas ou teve que comprar mais matéria-prima de outro fornecedor que entregava mais rápido, mas era mais caro. 

Como calcular o custo de produção?

Entender como calcular os custos da produção é essencial para descobrir se você está de fato obtendo lucro sobre o que está fabricando ou sobre os serviços prestados. 

Para tal, siga esse passo a passo:

  1. Defina os custos fixos — aqueles que não variam conforme o volume da produção, como aluguel do espaço da empresa;
  2. Apure os custos variáveis — que mudam conforme a demanda, como horas extras, conta de luz, etc. 
  3. Aplique a fórmula: 
  • Custo de produção total = Matéria-prima + Mão de obra direta + Custos fixos e variáveis + Extras

Por exemplo, imagine que Luana tem uma pequena confecção que produz camisetas básicas. Para calcular seu custo de produção total, ela encontrou os seguintes valores: 

ITEM VALOR
Custos fixos R$5.000
Custos variáveis R$2.500
Custos extras  R$600
Mão de obra direta R$3.000
Matéria-prima R$1.600
TOTAL: R$12.700

Como calcular o custo de produção unitário?

O custo de produção unitário considera a soma de todos os gastos utilizados para produzir um único produto. 

Para ser exato e chegar ao resultado real, você precisa considerar todos os custos envolvidos no processo de produção, assim como fez para calcular o custo total. 

No caso da confecção de Luana, basta dividir o valor que ela apurou total pelo número de itens produzidos, usando essa fórmula:

  • Custo unitário de produção = Custo Total de Produção ÷ Quantidade de produtos fabricados
  • Luana produziu 600 camisetas;
  • Logo: R$12.700 / 600: R$21,17. 

Assim, nesse exemplo, a empresa gastou R$21,17 para produzir uma camiseta. 

Como reduzir os custos de produção?

Calcular os custos de produção é muito útil para que uma empresa descubra de fato o quanto está gastando e poder, assim, otimizar esse valor de forma funcional e inteligente. 

Afinal, ao detalhar esses valores, fica mais fácil identificar áreas que podem ser melhoradas sem que isso impacte a qualidade do produto final. Confira algumas dicas para reduzir os custos de produção de forma assertiva:

  • Automatize processos burocráticos e manuais. Além de poupar recursos, você ganha tempo; 
  • Melhore a gestão do estoque: um controle dessa área ajuda a planejar melhor compras, programar encomendas com antecedência — o que é mais barato —, evitar desperdícios e perdas, etc.
  • Refaça a pesquisa de fornecedores e procure ver se existem contatos com melhor custo-benefício. Caso contrário, veja se pode renegociar contratos; 
  • Mapeie todos os processos de produção e verifique se não existe algum gargalo, erro ou retrabalho que possa gerar custos invisíveis;
  • Pesquise tecnologias existentes que se apliquem a sua produção. Investir em novas máquinas e métodos podem fazer uma grande diferença no médio e longo prazo.

Invista em controle: não perca de vista o custo de produção

Como vimos, saber o custo de produção da sua empresa é fundamental para evitar problemas financeiros e garantir lucros cada vez maiores. 

Muito do trabalho envolvido no cálculo do custo de produção tem a ver com controle financeiro e com a apuração correta e atualizada de valores da sua empresa, como custos fixos. 

Por isso, conte com a tecnologia para otimizar essa etapa, por meio do sistema ERP, um software que ajuda na automação, organização e gestão financeira. Com ele, você tem domínio total do fluxo de caixa, estoque, processos contábeis, conciliação bancária e muito mais. 

O sistema de gestão ERP da Omie é uma solução completa para aumentar a produtividade da sua empresa e trazer mais agilidade e praticidade para sua rotina. Conheça a solução financeira agora mesmo!

Bannner para conhecer o sistema

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
a importância de gestão de custos
Confira o que é gestão de custos, como diferenciar custos fixos e variáveis e como melhorar lucratividade e a eficiência
controle financeiro: simbolos de cartão, carrinho, sacola e outros relacionados a finanças
Eleve seus resultados: aprenda a fazer o controle financeiro empresarial do seu negócio e evite os riscos do mercado.
Régua de cobrança: mulher sorrindo com tablet e notebook em mesa
Entenda como a régua de cobrança pode ajudar sua empresa a reduzir a inadimplência. Saiba como criar a sua e