Gestão de estoque para PME: aprenda a aplicar

Saiba por que a gestão de estoque pode salvar a sua empresa desde a primeira aplicação. Veja como colocar em prática.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Veja como salvar o seu negócio e destacar sua marca no mercado, fidelizando clientes com uma gestão de estoque bem aplicada. Essa estratégia pode alavancar vendas e possibilitar maior crescimento. Atualmente, muitos negócios têm investido em uma organização inteligente de seus produtos.

O estoque é a peça chave para que o empreendimento tenha sucesso. Nele se concentram mercadorias, códigos e demais ferramentas para o controle de estoque, e o inventário de estoque, além de tudo o mais que está relacionado a este departamento tão importante.

Se você deseja aprender como gerir com inteligência o seu estoque, usando estratégias corretas, leia este artigo até o final. Nele você encontrará conteúdos como a definição de gestão de estoque, os tipos e benefícios dessa prática. Boa leitura!

62a1f7437a5e6b5e2f216d35 CTA Banner Empreendedor 2 opt2 v2 122

Gestão de estoque: o que é e qual a sua importância?

A gestão de estoque é o conjunto de ações que fazem parte de um planejamento estratégico e regem a organização, execução e controle dos itens que entram e saem da empresa. Entre medidas de controle e distribuição, a gestão dos materiais engloba desde sua compra até a saída.

O gerenciamento de estoque é muito importante, sobretudo para o varejo. Lidar com vendas é ter que entender a garantia e disponibilidade dos itens, evitando que o estoque de mercadoria fique zerado ou com itens empacados.

Dar importância ao estoque em empresas e implementar uma gestão organizada e eficaz pode salvar um negócio que está sob risco de falência. Isso serve tanto para lojas físicas quanto online. Porém, a atenção em lojas virtuais deve ser redobrada, pois é necessário um acompanhamento para saber o índice de produtos que mais vendem e atender a demanda.

A implementação da gestão de estoque agiliza a rotina de todos os colaboradores, facilitando o controle logístico e possibilitando um melhor planejamento, para que não faltem mercadorias e nem excedam.

Benefícios da gestão de estoque

Saber gerir o estoque é indispensável para manter as finanças e os serviços em dia. Além disso, existem muitos benefícios a serem listados:

  • Mantém seu fluxo de entrada e saída sempre organizado, evitando extravios e perda de validade de itens perecíveis;
  • Economia de dinheiro com redução de erros de romaneios e expedição;
  • Evita que itens fiquem parados em seu estoque, evitando também a perda do investimento;
  • Contribui para o planejamento financeiro do seu negócio, ajudando a criar estratégias e ações para atingir metas, de acordo com o custo das operações;
  • Disponibiliza informações dos insumos da empresa aos demais departamentos, contribuindo com a comunicação. Isso agiliza todo o processo, desde o pedido até a expedição e envio dos itens.

Estes são apenas alguns dos muitos benefícios que a gestão de estoque proporciona ao seu negócio. Para aprofundar-se nas vantagens, não deixe de ler nosso artigo Gestão de estoque: como funciona e quais as vantagens? – Blog Omie. Nele, você encontra os principais ganhos dessa prática.

Gestão de estoque na prática

O mercado fica mais competitivo continuamente e, por isso, começar o quanto antes a organizar seu estoque e a treinar seus colaboradores para as boas práticas que proporcionam lucratividade e melhora da rotina fará toda a diferença, além de apresentar o conceito de gestão de estoque à equipe.

Confira algumas dicas especiais que selecionamos para aprimorar sua gestão:

O que não pode faltar para controlar o seu estoque?

  • Fluxo de entrada e saída: mantenha um registro pontual e atualizado sobre tudo o que entra e sai de seu estoque. Registre datas de compras, entregas e o volume exato de vendas.
  • Inventário de estoque: O inventário de estoque possui a finalidade de identificar, classificar e contar cada uma das mercadorias, obtendo a quantidade exata e seu valor.
  • Uso de tecnologia para ajudar no controle de estoque: Vale investir em um sistema de gestão de estoque para facilitar a inserção das informações com exatidão. O ERP Omie é eficiente e possui módulos para o monitoramento seguro.
  • Planejamento para datas comemorativas ou picos de vendas: Faça um levantamento das datas em que mais há vendas. Algumas datas que movimentam o comércio: Páscoa; Dia das Mães; Dia dos Namorados; Dia dos Pais; Dia das Crianças; Black Friday; Natal.

Metodologias para colocar em prática

Para se beneficiar dos ganhos da gestão de estoque, é preciso definir um caminho e traçar metas. Confira algumas metodologias eficientes para a implementação da gestão de estoque em seu negócio.

Acompanhar o giro de estoque

Para o giro de estoque, o método eficaz é o que utiliza o cálculo de identificação da distribuição do item. Considere o exemplo:

Vamos supor que uma loja tenha em seu estoque médio mensal 3 mil pares de sapatos. Vendendo anualmente 12 mil, o seu giro de estoque é 4, ou seja, seu estoque foi renovado 4 vezes durante o ano todo.

Para entender o que é estoque mínimo, leia o artigo Entenda o que é estoque mínimo e sua importância – Blog Omie e planeje qual o ideal para a sua empresa.

Método PEPS

PEPS é sigla para Primeiro que Entra, Primeiro que Sai, um eficaz método que organiza os itens conforme sua ordem de entrada em estoque. Para a melhor visualização, as mercadorias que entram primeiro são as primeiras a darem saída.

Método Kanban

Kanban significa cartão, em japonês. Esse método sugere o uso de “post-its” para classificar o andamento das tarefas e ajuda no mapeamento e organização da ordem dos processos, priorizando as tarefas mais importantes.

Método UEPS

UEPS, ou Último a Entrar, Primeiro a Sair, é o contrário da metodologia PEPS. Aqui, a prioridade é mostrar a saída dos itens que entraram por último, pois são considerados de maior valor, ou seja mais caros, que os primeiros itens que foram estocados.

Método Just in time

Just in Time, ou seja, No Tempo Certo, serve bem para a manutenção de um estoque mínimo e estoque máximo, fornecendo dados de quantidades exatas no também exato momento de sua produção.

Método Curva ABC

Utilizada para controle de estoque, em que servem como índice o giro, a lucratividade e o faturamento para, assim, classificar os itens dos seguintes modos:

  • Tipo A: 20% dos itens X 80% do preço do estoque;
  • Tipo B: 30% dos itens X 15% do preço do estoque;
  • Tipo C: 50% dos itens X 5% do preço do estoque.

Utilizando a curva ABC, consegue-se obter uma otimização do estoque e alcançar uma exatidão de seu giro.

Método PDCA

PDCA, ou Ciclo de Deming, é uma abreviação para um conjunto de diretrizes, listados a seguir:

  • P: Planejar (Plan em inglês);
  • D: Executar (Do em inglês);
  • C: Checar (Check em inglês);
  • A: Agir (Act em inglês).

Sua função é otimizar os processos constantemente, como um ciclo de melhorias, prevendo as falhas, obtendo soluções e conferindo resultados. O foco é saber a origem de determinado problema que surgiu durante o processo e não em suas consequências.

Quais métricas acompanhar?

Para obter bons resultados de gestão, é imprescindível acompanhar sempre os seguintes pontos:

  • Tempo de giro dos produtos no estoque: normalmente, o giro de estoque é calculado baseado no acompanhamento de um ano (12 meses). Assim, calcula-se quantas vezes o produto será estocado em um mesmo ano. Acompanhe seus itens mesmo que de acordo com as datas sazonais.
  • Período de produtos parado no estoque: fique de olho no tempo em que seus produtos estão estagnados no estoque, principalmente itens perecíveis. Atente-se para o acompanhamento da validade e outros fatores que impactam na qualidade do serviço.
  • Prazo de entrega de fornecedores: tenha uma rigorosa seleção de fornecedores, para facilitar negociações de entrega e prazos sempre que for necessário, de acordo com os períodos mais críticos do seu negócio e perfil de consumo dos seus clientes.
  • Fluxo de pagamento: acompanhe como está o fluxo de pagamento dos itens, principalmente os que são a prazo; tenha um relatório com os clientes que cumprem pagamento, caso trabalhe com boletos, e os inadimplentes.

O que não fazer na gestão de estoque?

Existem muitos cuidados a serem tomados na hora de implementar a gestão de estoque. Algumas falhas podem causar danos e diminuir os benefícios. Veja os maiores erros:

  • 1. Não acompanhar seus concorrentes;
  • 2. Não se preparar para as datas sazonais;
  • 3. Não negociar prazo com fornecedores;
  • 4. Não automatizar seu controle de estoque;
  • 5. Não treinar sua equipe de logística;
  • 6. Não atualizar as informações do estoque;
  • 7. Acumular/comprar mais dos produtos que não vendem;
  • 8. Não negociar descontos e condições de pagamento.

Para se aprofundar no assunto e evitar prejuízos, recomendamos a leitura de nosso artigo: 6 erros de gestão de estoque que a sua empresa precisa evitar! – Blog Omie. Nele você encontra mais informações e aprende como se preparar para o mercado.

Controle seu estoque com a Omie

De nada adianta ter um negócio com vendas fluindo se seu estoque não acompanhar as demandas. O estoque é a “alma” da empresa e deve ser minuciosamente organizado e planejado. Contar com um sistema que automatize o processo irá aprimorar sua produtividade e trazer inúmeros benefícios com o tempo.

A Omie dispõe de um ERP com módulo para controle de estoque integrado, eficaz e objetivo. Tudo o que falta para complementar o seu negócio. Agora que você aprendeu sobre os benefícios da gestão de estoque e como evitar os erros mais comuns em sua implementação, entre em contato com nossos consultores e solicite uma proposta.

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
A gestão de projetos pode ser a ponte para entregas de qualidade, com controle orçamentário e eficiência. Entenda como colocar
A importância da gestão comercial
Saiba mais sobre a gestão comercial, como ela funciona, sua importância e porque o seu negócio deve adotar essa prática.
o que é packing: mulher segurando caixa em esteira
Packing eficiente é a chave para melhorar suas entregas. Entenda como ele funciona na logística e veja como otimizar suas