Gestão organizacional: o que é, tipos e como implementá-la

Entenda o que é gestão organizacional e saiba como implementá-la na sua empresa.
Navegação Rápida
Navegação Rápida

No cenário de alta competitividade que grande parte das empresas está inserida atualmente, uma boa gestão organizacional pode ser essencial para o sucesso e a sustentabilidade a longo prazo de um negócio.

Esse conjunto de práticas permite que as organizações alcancem os seus objetivos com base em estratégias efetivas, trazendo mais segurança para o empreendedor em momentos de tomada de decisão.

Neste conteúdo, exploraremos as principais funções da gestão organizacional, destacando como ela pode ser posta em prática na sua empresa para gerar mais eficiência e resultados positivos. Confira!

O que é gestão organizacional?

A gestão organizacional está relacionada aos processos administrativos de uma empresa. De forma resumida, trata-se de um conjunto de ações que busca garantir que a organização alcance os seus objetivos.

Na prática, isso engloba uma série de atividades executadas no dia a dia corporativo, como:

  • definição de metas;
  • planejamento estratégico;
  • gestão de pessoas;
  • distribuição de recursos;
  • tomada de decisão.

Por mais que essas demandas sejam corriqueiras, elas impactam diretamente a capacidade produtiva da empresa e seu potencial de entregar resultados consistentes.

Vale ressaltar que, apesar de se complementarem, a gestão organizacional não é sinônimo de cultura organizacional. Esse segundo conceito diz respeito aos valores e normas da empresa e ditam o comportamento esperado dos colaboradores.

Funções da gestão organizacional

Para entregar os resultados esperados pela empresa, a gestão organizacional desempenha algumas funções vitais. Entre elas, podemos destacar quatro principais:

  • Planejar: um planejamento cuidadoso toma como base os objetivos da organização e estabelece as estratégias e ações que devem ser postas em prática para alcançar as metas;
  • Organizar: esta função está ligada à capacidade de distribuir recursos — sejam físicos, financeiros ou humanos — de forma efetiva para garantir o bom andamento das atividades desenvolvidas na empresa;
  • Dirigir: geralmente, é um papel atribuído às lideranças do negócio e envolve delegar tarefas, tomar decisões e manter a equipe motivada;
  • Controlar: relacionada à supervisão dos processos, essa função da gestão organizacional visa não só garantir o bom andamento do plano inicial, mas também identificar quando é necessário ajustar as estratégias adotadas pela empresa.

Tipos de gestão organizacional

Como vimos, uma das funções da gestão organizacional é definir objetivos para a empresa. No entanto, isso não significa que existe apenas uma forma de alcançá-los. Na verdade, cada organização tem necessidades específicas, por isso, é importante conhecer os diferentes modelos de gestão.

Gestão por resultados

A gestão por resultados tem como foco principal atingir as metas estabelecidas para um determinado período, projeto ou produto. 

Quando o negócio é norteado por esse tipo de gerenciamento, os resultados são mais prioritários do que os processos empregados para alcançá-los.

Além disso, todas as equipes são consideradas responsáveis pelo desempenho da empresa e desempenham atividades relevantes para alcançar os objetivos.

Gestão por processos

De forma bastante simplificada, a gestão de processos funciona de forma contrária à gestão por resultados. Aqui, os esforços estão voltados em aperfeiçoar os processos desenvolvidos na organização para entregar resultados melhores ou gerar mais eficiência.

Logo, o modo como as demandas são feitas passam por análises frequentemente para identificar pontos de melhoria, eliminar gargalos no processo produtivo e suprir gaps de desenvolvimento da equipe.

Gestão centralizada

A gestão centralizada é um modelo em que as decisões são tomadas exclusivamente pela alta liderança da empresa. Normalmente, essa função fica com o CEO ou os diretores da organização. Mas é possível que um setor específico tenha poder de decisão — como a área financeira.

Esse tipo de gestão também é comum em pequenas empresas. Como a estrutura é pouco complexa e não há um número elevado de funcionários, o empreendedor acaba assumindo várias responsabilidades.

Portanto, a gestão de operações centralizada é ideal para quem precisa ter um nível alto de controle sobre as atividades do negócio.

Gestão democrática

Por outro lado, a gestão democrática, também chamada de descentralizada, distribui as responsabilidades entre um número maior de pessoas ou equipes. 

Dessa forma, as aprovações acontecem com mais agilidade, uma vez que o poder de tomar decisões não está concentrado em apenas uma pessoa ou setor.

Ademais, o time é capaz de trabalhar com mais autonomia e pode implementar certas ações sem consultar o gestor.

Banner CTA

Como implementar a gestão organizacional na empresa?

Para ter uma gestão organizacional eficiente, é preciso contar com um planejamento adequado. Veja, a seguir, o que considerar para dar os primeiros passos no seu negócio.

Estabelecer prioridades

Para implementar a gestão organizacional, é necessário estabelecer quais são as prioridades da empresa.

Em grandes organizações, por exemplo, é normal definir diversos objetivos para o mesmo período, que podem ir de gerar aumento nas vendas até otimizar a gestão de cadeia de suprimentos.

Portanto, é fundamental compreender quais metas realmente podem gerar impactos significativos para o negócio se forem alcançadas. Assim, será mais fácil construir um plano estratégico efetivo.

Atenção no planejamento estratégico

O planejamento estratégico apresenta as ações que serão postas em prática para alcançar os objetivos da empresa. A criação desse plano é o momento ideal para definir:

  • os responsáveis;
  • o orçamento;
  • os prazos.

Além dos objetivos finais da organização, é interessante incluir metas menores para serem batidas ao longo do tempo em que o planejamento ficará em vigência. Assim, elas funcionarão como indicadores parciais do sucesso do projeto.

Lembre-se também de que o seu plano estratégico não precisa ser seguido à risca. É importante acompanhar os resultados com frequência e ajustar a estratégia sempre que for necessário.

Alinhar a comunicação interna

A comunicação interna deve garantir que todo o time esteja alinhado com as expectativas da empresa. Para tanto, cada membro da equipe precisa entender como o seu trabalho contribuirá para os objetivos.

Essa também é uma maneira de motivar os colaboradores e fazer com que eles se sintam mais engajados com os projetos.

Além disso, faz parte de uma boa comunicação interna o processo de dar feedbacks. Isso porque, eles permitem que os membros da equipe identifiquem oportunidades de desenvolvimento, gerando mais qualidade nas entregas.

Essas ações aumentam o comprometimento da equipe, incentivam a cooperação entre os seus membros e promovem um ambiente que gera inovação.

A gestão organizacional é essencial para o sucesso de qualquer empresa. Da definição de prioridades à avaliação dos resultados, essa estratégia permite definir metas, alocar recursos e otimizar processos para garantir o funcionamento eficiente e sustentável do negócio.

Para aprimorar ainda mais os processos gerenciais da sua empresa, é interessante investir em ferramentas que tragam mais praticidade para o dia a dia. Conheça as funcionalidades de um sistema de gestão online para o seu negócio.

Bannner para conhecer o sistema

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Veja como fazer análise de risco, superar desafios de gestão e transformar ameaças em oportunidades de melhorias e lucros de
Aprenda como fazer a implementação de ERP na sua empresa de maneira simples. Confira um passo a passo explicativo do
persona
Saiba o que é persona, como criar a sua e entenda porque esse conceito é tão importante para direcionar suas