O que são debêntures e como eles podem ajudar as empresas?

As debêntures são uma alternativa para alguns tipos de empresas captarem recursos no mercado de capitais. Saiba mais!
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Para fazer um investimento, expandir suas operações ou lançar um grande empreendimento, muitas empresas precisam captar recursos e o modo mais conhecido de fazer empréstimos é utilizando o sistema bancário. No entanto, para alguns tipos de empresas, é possível conseguir créditos por meio de debêntures.

Quer entender melhor o que são esses títulos, como funcionam, os tipos de debêntures e as vantagens para as empresas? Confira as informações que reunimos a seguir.

O que significa debêntures?

Debêntures são títulos de renda fixa emitidos por empresas públicas ou privadas. Desse modo, o investidor empresta dinheiro a uma empresa, tendo como retorno o valor investido mais os juros no vencimento do período.

Logo, é uma alternativa para as empresas captarem recursos da mesma forma que ocorre com os financiamentos bancários ou ainda, no caso de startups, que recebem um montante de um investidor anjo para iniciarem suas operações.

Como as debêntures funcionam?

As debêntures são consideradas títulos de dívidas emitidas por empresas no mercado de capitais. Mas nem todas as empresas podem captar recursos dessa maneira. Para usar o recurso, é preciso que sejam Sociedade Anônima (S.A.), de capital aberto ou fechado, desde que não seja instituição financeira ou instituição de crédito imobiliário.

E, para realizar a oferta pública desses títulos, a empresa precisa ser de capital aberto e estar registrada na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Então, ao fazer a emissão desses títulos, as empresas não recebem o valor de um banco, como ocorre no empréstimo empresarial, por exemplo, e sim do investidor debenturista, que se torna credor da empresa em questão.

Ao emitir as debêntures, as empresas já estabelecem as condições, como prazos e remunerações. Todas essas regras ficam registradas em um documento chamado de escritura de emissão. 

Em relação aos modos de negociação, existem diferentes tipos de debêntures, como:

  • debêntures conversíveis — o investidor pode fazer a troca do título por ações da mesma empresa que emitiu o título;
  • debêntures não conversíveis — são chamadas de debêntures simples e não permite ao investidor fazer a troca do título por ações da mesma empresa que emitiu o título;
  • debêntures permutáveis — o investidor pode converter o título em ações, podendo trocar por ações de uma empresa diferente da que emitiu a debênture;
  • debêntures incentivadas — também denominadas debêntures de infraestrutura, são títulos regulados pela Lei 12.431/11, sendo emitidos por empresas que fazem investimento em projetos de infraestrutura, como aeroportos, rodovias ou grandes empreendimentos.

Como as debêntures podem ajudar as empresas?

As debêntures são uma alternativa para as empresas buscarem crédito junto a investidores, emitindo títulos da dívida no mercado de capitais. Confira as vantagens de captar dinheiro dessa forma.

Diversificação das fontes de financiamento

Com as debêntures, as empresas emprestam recursos junto ao mercado de capitais, ou seja, é uma alternativa às instituições bancárias, o que possibilita diversificar as fontes de financiamento. Embora isso não se aplique diretamente aos pequenos negócios que, muitas vezes, estão restritos às linhas de crédito para pequenas empresas dos bancos, empresas S/A podem contar com mais esta opção. 

Ainda, vale destacar que com a emissão de títulos, há uma flexibilidade maior para essas companhias, pois elas é que estabelecem as regras da operação, como prazos e rendimentos, conversão ou não dos títulos em ações, entre outros detalhes. Sendo assim, podem adequar as debêntures segundo a dinâmica do seu fluxo de caixa.

Menor dependência bancária

Para conseguir recursos de investimento ou para realizar um projeto de alto valor, as empresas podem recorrer às debêntures e, desse modo, ter uma opção de conseguir crédito sem necessariamente depender das instituições bancárias.

Custo potencialmente mais baixo

Tem ainda o fato de que as debêntures têm um custo inferior para as empresas quando comparadas à captação de recursos por meio de empréstimos bancários, que costumam ter juros mais altos. Portanto, é uma opção interessante para conseguir crédito com um gasto menor, tendo um reflexo positivo nas finanças da organização.

Potencial de aumento da visibilidade e reputação da empresa

Quando uma empresa faz a oferta de debêntures para conseguir recursos ela pode aumentar sua visibilidade. E, caso realize o pagamento dos investidores de acordo com as regras estabelecidas, também melhora sua reputação no mercado. Pode, nesse caso, conseguir mais investidores para suas ações.

O que muda entre debêntures e ações?

Enquanto as debêntures são papéis de dívida e consideradas um investimento de renda fixa, as ações representam uma pequena fração da empresa e são consideradas investimento de renda variável. Logo, quem investe em ações torna-se sócio de uma companhia, assim, se ela crescer e tiver lucros, recebe dividendos desse investimento, porém, se houver prejuízos, a ação se desvaloriza. 

Já o investidor de debênture torna-se um credor, pois ele emprestou recursos à empresa e vai receber uma remuneração, que nada mais é do que o próprio valor emprestado somado aos juros dessa operação ao final do período.

Como começar a vender debêntures?

O primeiro passo para começar a vender debêntures é procurar uma corretora de investimentos. Essa instituição irá auxiliar na composição das condições para o investidor, captação dos recursos e quaisquer outros processos burocráticos. Outra solução oferecida por ela, é a análise do rating do emissor do título, que nada mais é do que a classificação de risco que a empresa tem para liquidar o empréstimo. 

Essa informação é muito importante tanto para quem vai emitir o título entender como está a situação financeira da empresa, como para quem está investindo entender o cenário e decidir de forma mais consciente seguir ou não com o processo. Assim, da mesma forma que as debêntures são atrativas para as empresas que buscam captar recursos, elas também devem ser atrativas aos investidores. 

Por isso, para que as empresas possam manter o equilíbrio financeiro e conseguir facilidades para seguir investindo no crescimento, é importante ter um controle maior de seus recursos. Neste momento, não há nada melhor do que contar com um software de gestão financeira para empresas da Omie. Faça uma experimentação grátis!

banner cta empreendedor

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
Gestão contábil
Descubra a importância da gestão contábil e benefícios para sua empresa. Saiba como implementar e aproveitar ao máximo!
risco sacado
customer experience
Aprenda a implementar e aprimorar o Customer Experience em sua empresa com dicas práticas, abordando desde a compreensão do cliente