Entenda o que é planejamento tributário, por que é importante e como fazer!

As obrigações fiscais têm pesado no bolso da sua empresa? O planejamento tributário é uma forma de otimização de custos
Navegação Rápida
Navegação Rápida

Em empresas, lidar com impostos pode ser complicado. Com o planejamento tributário, você conta com uma ótima estratégia para garantir que seu negócio siga as regras e evite problemas com o fisco. 

Com as leis tributárias sempre mudando, ter um contador é uma obrigação para empreendedores e empresas que querem crescimento e sustentação no mercado.

A escolha de um regime tributário deve ser feita com o auxílio de um profissional, pois é possível economizar em impostos ao agir segundo a lei.

Quer compreender melhor como funciona? Continue lendo e ofereça este serviço contábil!

O que é planejamento tributário?

O planejamento tributário empresarial envolve a administração dos pagamentos de tributos de uma empresa e estudos para reduzir legalmente as cargas tributárias.

Nesse sentido, o contador desempenha um papel fundamental ao analisar as características e fornecer orientações para as decisões que os empresários devem tomar de maneira organizada e estratégica. 

Qual o objetivo do planejamento tributário?

O planejamento tributário objetiva otimizar legal e estrategicamente a carga fiscal de uma empresa, identificando oportunidades para minimizar o impacto dos tributos nos resultados financeiros. 

Visa estabelecer um regime tributário eficiente e alinhado aos objetivos de longo prazo. Ainda, proporciona segurança jurídica, evitando riscos fiscais e penalidades, contribuindo para a estabilidade financeira e reputação da empresa. 

Também objetiva maximizar recursos financeiros, utilizando estratégias que abrangem regimes tributários, incentivos fiscais e benefícios legais para investimentos, expansão e melhoria da competitividade.

Por que o planejamento tributário é importante?

Ao adotar estratégias inteligentes de gestão fiscal como esta, é possível otimizar sua carga tributária e evitar problemas de inadimplência.

O planejamento tributário oferece uma visão estratégica de suas obrigações fiscais, facilitando o planejamento financeiro. 

Ao projetar com precisão os valores tributários, você pode ajustar o fluxo de caixa, tomar decisões de investimento, definir políticas de precificação e estabelecer metas de lucratividade realistas. 

Por fim, capacita decisões informadas sobre expansão, aquisições e reestruturações empresariais, considerando os impactos fiscais envolvidos.

Vantagens de implementar o planejamento tributário na empresa

Para garantir a sustentabilidade e o crescimento de um negócio, é fundamental ter um bom planejamento tributário. Os benefícios desse planejamento são muitos:

  • Redução da inadimplência: o planejamento evita a acumulação de dívidas com o fisco, o que pode se tornar um problema crescente para as finanças do negócio.
  • Análise e redução dos valores pagos: é possível analisar e adotar medidas para reduzir a carga tributária, como diminuir a contribuição para o Seguro de Acidentes de Trabalho (SAT) ao reduzir o Fator Acidentário de Prevenção (FAP), ou implementar políticas que incentivem a redução das alíquotas.
  • Planejamento e replanejamento dos pagamentos: existem ações que permitem adiar o pagamento de tributos sem gerar multas. Isso pode ajudar os negócios com pouco capital de giro a ganhar fôlego financeiro, sem comprometer as obrigações tributárias e fiscais.

Os três tipos de planejamento tributário

  1. Operacional: desenvolvido conforme as normas legais vigentes, visando incluir tarefas como a correta escrituração e o pagamento de tributos no prazo. É elaborado para períodos de 3 a 6 meses e deve conter estratégias para alcançar os objetivos. As condições necessárias para atingi-los devem ser detalhadas, incluindo informações sobre a metodologia a ser utilizada e os responsáveis pelas ações. 
  2. Estratégico: conta com o planejamento estratégico, que analisa todas as maneiras de pagar impostos. Visa atingir objetivos e benefícios a longo prazo. Ele é feito por muitos anos — média de 5 e 10. Por isso, é importante revisá-lo sempre para mantê-lo atualizado, considerando aspectos dentro e fora da empresa.
  3. Tático: esse planejamento é de médio prazo, ou seja, pensado para um período relativamente curto, como alguns anos. Funciona como uma complementação aos planejamentos operacional e estratégico. Sua função é criar táticas baseadas no planejamento estratégico e estabelecer rotinas para o planejamento operacional. Outro objetivo é manter as estratégias de longo prazo sempre alinhadas ao dia a dia da empresa.

Como fazer um planejamento tributário eficiente?

Você já percebeu que é possível economizar em impostos com o planejamento tributário. Mas como fazer isso para a sua empresa?

Existem alguns passos simples para criar um planejamento tributário que realmente funcione. Saiba mais a seguir.

Coleta de dados

Primeiramente, procure informações detalhadas da equipe administrativa e contábil, interna ou externa. Em seguida, analise como esses dados impactam diretamente o regime tributário da empresa.

Considere aspectos como porte e estrutura da empresa, seu enquadramento tributário atual e as diversas atividades operacionais, administrativas, contábeis e financeiras.

Então, faça uma análise minuciosa desses elementos, reconhecendo a relevância no planejamento tributário.

Análise do formato legal da empresa

Entenda as diversas naturezas jurídicas disponíveis para a abertura e classificação de negócios, representando os formatos legais nos quais as empresas podem operar.

Analise as características, limitações e imposições legais de cada um, reconhecendo a importância de alinhá-las ao regime tributário escolhido.

Ainda, tenha conhecimento das 25 naturezas jurídicas existentes, e seus portes, incluindo Sociedades Anônimas, Sociedades Mistas, Sociedades Limitadas (LTDA), Empresário Individual (EI), Empresário Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI), Cooperativas, Empresas de Pequeno Porte (EPP), Microempresa (ME) e Microempreendedor Individual (MEI).

Escolha do regime tributário

Inicie estudando as opções de regime tributário disponíveis e avalie as características, considerando as obrigações e particularidades de cada modelo.

Faça uma escolha consciente, considerando as exigências legais e as necessidades específicas do seu negócio, pois cada regime tem suas próprias regras a serem seguidas. Existem certas atividades que são obrigadas a estarem dentro de determinado regime tributário.

Adapte-se ao regime tributário escolhido, observando as regras legais necessárias para a apuração e recolhimento adequado de impostos.

Os três principais regimes tributários utilizados no Brasil são:

  • Simples Nacional: voltado para o pagamento de impostos e tributos por micro e pequenas empresas.
  • Lucro Real: obrigatório para negócios que faturam mais de R$ 78 milhões ao ano.
  • Lucro Presumido: as alíquotas são de acordo com o tipo de atividade, se são empresas comerciais/industriais ou prestadoras de serviços.

Construção do planejamento tributário

Após compreender os diferentes regimes tributários disponíveis, faça a escolha do mais adequado para o seu negócio.

Em seguida, inicie a construção do planejamento tributário com base nas diretrizes previstas no regime legal escolhido.

Certifique-se de que o plano prioriza a economia e esteja em conformidade com a legislação.

Busque um equilíbrio entre o preço dos produtos/serviços e o lucro, encontrando um ponto que mantenha a competitividade e a sustentabilidade financeira do negócio.

Por fim, explore oportunidades de vantagens tributárias disponíveis, adaptando o planejamento para otimizar a carga fiscal conforme as regulamentações.

Conte com ajuda tecnológica

Diante da complexidade das obrigações tributárias e fiscais, há ferramentas tecnológicas disponíveis para facilitar o gerenciamento.

Elas automatizam a gestão tributária e fiscal, proporcionando um diferencial significativo para contadores e empreendedores.

Além disso, saiba os benefícios da automação tributária e fiscal, como otimização de tempo, redução de erros e análise de dados, segurança da informação, organização interna e nos processos, simplificação de procedimentos e redução de custos.

Integre gradualmente as ferramentas de automação ao cotidiano, adaptando-se às necessidades específicas do negócio e promovendo a melhoria nos processos tributários.

Dúvidas frequentes

Qual a principal característica do planejamento tributário?

O planejamento tributário visa tornar os tributos da empresa menos pesados e mais fáceis de prever. Isso faz toda a diferença na hora de organizar as finanças e fazer planos. 

Funciona como um guia que propõe soluções para desafios que podem surgir, ajudando a mapear e preparar o caminho da empresa.

Quais são os objetivos do planejamento tributário?

Ao fazer um bom planejamento tributário, a empresa consegue pagar menos impostos, contribuições e taxas. Isso significa que terá mais dinheiro para oferecer preços melhores e investir no crescimento. 

Além disso, o planejamento ajuda a aproveitar benefícios fiscais e adiar o pagamento de impostos e multas. 

Quais os tipos de planejamento tributário?

Existem três tipos de planejamento tributário:

  • Operacional: organiza as tarefas e estabelece rotinas para garantir que todos os impostos sejam pagos em dia.
  • Tático: planeja para o médio prazo, considerando as demandas dos setores e trabalhando para alcançar metas a longo prazo, incluindo o pagamento de impostos.
  • Estratégico: foca no longo prazo, considerando informações que vão além dos números financeiros, como mudanças no mercado, legislação, metas de crescimento, localização e estrutura do negócio.

Planejamento tributário: um aliado para a economia empresarial

O planejamento tributário é fundamental para as empresas, pois permite otimizar legalmente a carga fiscal. Assim, podem cumprir suas obrigações fiscais e buscar oportunidades de economia e crescimento a longo prazo.

Contar com contadores especializados em soluções contábeis e tributárias, além de sistemas ERP de gestão e automação, como o da Omie, é uma vantagem para quem deseja um planejamento tributário eficiente.

Essa combinação proporciona uma gestão mais eficaz e oferece diversas soluções digitais voltadas para os contadores e empresários de diversos segmentos de mercado. Invista na tecnologia da Omie hoje mesmo!

Banner CTA

Compartilhe este post
Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Conteúdos relacionados
EFD-Reinf
EFD-Reinf: confira o que é, quais são as mudanças para 2024 e como ficar dentro da conformidade.
tabela icms
O ICMS é um tributo fundamental e pode afetar o seu negócio. Confira a tabela 2024 atualizada com os valores
bloco k
Tire suas dúvidas sobre o Bloco K: o que é, qual seu objetivo e quem precisa fazer. Confira 10 passos